Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







23 de jan de 2013


ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 04 - DATA: 27/01/2013
TÍTULO: “ELIAS E OS PROFETAS DE BAAL”
TEXTO ÁUREO – I Rs 18.21
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Rs 18.36-40
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO

e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/





I - INTRODUÇÃO:

Novamente a palavra do Senhor veio a Elias, agora para dirigi-lo a uma nova fase de sua missão. Ele estava prestes a enfrentar uma tarefa difícil, mas obteria sucesso absoluto. Afinal de contas, os profetas de Baal representavam uma causa perdida, mas Elias representava o Deus vivo e verdadeiro. Havia chegado para Elias a ocasião de voltar a Samaria e enfrentar o rei Acabe novamente.


II – CONFRONTANDO OS FALSOS DEUSES:

Uma das áreas onde o ser humano é facilmente confundido e iludido é a área dos sinais e maravilhas, pelo seu caráter sensacionalista e espetacular.


O sensacionalismo é um instrumento facilmente manipulável para chamar a atenção da multidão.


Satanás ama usar deste meio para chamar atenção das suas vítimas. É próprio do caráter satânico chamar a atenção para si e roubar a glória que pertence somente a Deus. E as massas são facilmente iludidas por este tipo de propaganda. A multidão, quase sempre, está atrás dos sinais e maravilhas.


Vejamos alguns deuses constantes na Bíblia Sagrada:


II.1 - BAAL:

Consistia o culto em queimar crianças vivas diante do altar e foi praticado no próprio templo de Salomão durante o reino de Atalia, Acaz e Manassés.


O plural é BAALIM = Senhor, Principal, Dono.


Em sua origem, significa Senhor ou Possuidor.


Segundo a crença, Baal fecundava a terra por meio de suas fontes e a quem como dono divino, se devia tributo. O Baal introduzido em Israel por Acabe foi MELKART DE TIRO (ASTAROTE).


Baal era adorado nos lugares altos de Moabe, desde os dias de Balaão e Balaque.


Este culto idólatra era acompanhado de ritos lascivos (I Rs 14:24).


Os pais sacrificavam os seus filhos, passando-os pelo fogo (Jr 19:5) e osculavam as imagens de Baal (I Rs 19:18; Os 13:2).


Este deus estava associado à Astarote (Jr 2:13) e nas proximidades de seu altar havia frequentemente uma imagem da deusa Aserá (Jz 6:30; I Rs 16:32-33).


Não se deve confundir este Baal com o deus da Babilônia, BEL, apesar de ambos serem adorados do mesmo modo e com a mesma significação.


No templo de Baal havia um bosque em torno do altar (Ex 6:25, 28).


II.2 – ASERÁ:

Aserá ou Aserem (plural de Aserim), é a forma masculina; e Aserote, a feminina.


É palavra traduzida uniformemente por BOSQUE.


Aserim é o nome de um tronco de árvore de que foram tirados os ramos e que era tido como símbolo de uma deus e com este nome de Aserá, representando a abundante fertilidade (Ex 34:13).


Os profetas de Aserá do tempo de Acabe, foram mortos, juntamente com os profetas de Baal, na Torrente de Quisom (I Rs 16:33; 18:19-40).


As mulheres teciam cortinas para o Aserá do Templo (II Rs 23:7). O rei Josias, como parte de sua reforma religiosa, mandou tirar do templo todos estes símbolos idólatras e os queimou no Vale de Cedrom.


II.3 - ASTAROTE:

Salomão adorou Astarote, deusa dos sidônios (Jz 2:13; 10:6; I Sm 7:3).


A palavra é o plural de ASTARTE.


Astarote é o mesmo príncipe das trevas que foi adorado como Ísis, no Egito; Diana, em Éfeso; Iemanjá, na Umbanda e a Rainha dos Céus (sob o nome de Maria), na Igreja Católica.


Para os gregos, Astarote foi Afrodite e, para os romanos, Vênus, deusa da guerra e do amor. Como deusa do amor, Astarte patrocinava a volúpia e a fecundidade. O culto a Astarote envolvia práticas lascivas extremas.



As Escrituras mencionam “Astarotes”, que era a agregação dos vários tipos de imagem-mulher adorados pelos cananitas. Todas procedem, segundo a história da Babilônia, de Semíramis e de seu casamento com Ninrode. Como se vê, a coisa vem de tempos remotos, tendo efeitos nocivos na sociedade que agora entrou no Século XXI!
 

Onde opera, hoje, a influência desse príncipe?


Ele é o encarregado de promover o culto ao belo, ao perfeito e ao corpo, sempre ligando-o ao sensualismo.


Há hoje na sociedade um verdadeiro culto ao belo. Jovens que procuram as academias para apresentar um corpo perfeito, que frequentam salões de beleza a todo instante para evitar as rugas, impedir a velhice, etc. Sempre a preocupação é manter-se sensual.


Tudo o que induzir ao sexo, à sedução sexual, tudo o que levar uma pessoa a querer mostrar sua beleza e vestir-se com o fim de atrair alguém para o sexo, vive sob influência desse principado satânico. Toda pornografia e apelos sexuais são capitaneados por Astarote, cuja missão é levar a sociedade à perdição.


II.4 - MOLOQUE, MILCOM e CAMOS:

Um deus dos amonitas - Lv 18:21; I Rs 11:5, 33; II Rs 23:10; Jr 32:35; Am 5:26; At 7:43.


O segundo demônio que Salomão adorou foi MILCOM, abominação dos amonitas e a CAMOS, abominação de Moabe.


Milcom e Moloque são os mesmos deuses adorados em diferentes países.


Moloque exigia sacrifício de crianças.


Milcom era o deus de Amom cuja nação foi formada com os descendentes de Ló, que cometeu incesto com as suas duas filhas. Deduzimos, portanto, que esse deus está ligado ao lar, separando casais e levando à prática de incesto.


Desta forma, Milcom, Camos e Moloque trabalham na desestruturação dos lares.


Moloque ataca as crianças (hoje em forma violenta pela mídia, desenhos, filmes, etc).


Milcom e Camos, juntamente, operam na defesa do aborto, o que não deixa de ser uma espécie de sacrifício de crianças.


II.5 - VENTRE E BACO:

As Escrituras falam também de Ventre ou Baco. Ainda que não estejam mencionados no Antigo Testamento, esse príncipe leva as pessoas ao culto das coisas terrenas.


Paulo fala daqueles que adoram seus próprios ventres (Rm 16:18) “visto que só se preocupam com as cousas terrenas” (Fp 3:19).


A palavra BACANA procede desse contexto, e, por extensão, BACANAL! É uma mistura de prazer, sexo e comida, ou seja, orgia, onde sexo, banquete e festa são elementos presentes.


Dar-se o prazer de festas e comidas, mesmo com a ausência de sexo, ainda é servir a Baco, deus do ventre! E quantos crentes caem nesse laço de Baco!


A comunidade dos discípulos de Jesus pode ter seus momentos de festas, com alegria, comidas, etc. Jesus participou dessas festas. 


A Igreja dos dias apostólicos tinha seus momentos de celebrações. 


Deus mesmo instituiu as festas para o povo judeu no Antigo Testamento. 


Mas quem era celebrado entre os discípulos? JESUS. Sempre que o pão era partido havia a lembrança de Jesus! 


O problema maior da Igreja é que em suas festas Jesus é dispensado, apenas Baco ou Ventre são celebrados.


II.6 - "DEUS DE ISRAEL" - O VERDADEIRO DEUS

O nosso Deus é o Senhor soberano e o único que pode suspender as leis conhecidas como naturais e colocar uma outra lei em operação, para intervir na situação humana. Por isso, nosso Deus é o Deus dos milagres:


(1) - Abre uma estrada seca no meio dos mares para libertar o seu povo (Ex 14:15-25);


(2) - Derruba o muro de Jericó com o som da trombeta (Js 6);


(3) - Faz o Seu povo ganhar a guerra fazendo o sol e a lua pararem (Js 10:12-15);


(4) - Faz perecer Moabe, Amom e os da Montanha de Seir com os louvores dos levitas (II Cr 20);


(5) – Vence a morte (Jo 11);


(6) - Cura enfermos (Lc 14:1-6);


(7) - Dá vista aos cegos (Lc 18:35-43);


(8) - Limpa e cura leprosos (Lc 17:11-19);


(9) – Expulsa demônios (Mt 17:14-21);


(10) - Multiplica pães e peixes para a multidão (Mt 14:13-21);


Enfim, O NOSSO DEUS É O SENHOR DOS MILAGRES.
 
 
III – CONFRONTANDO OS FALSOS E OS VERDADEIROS PROFETAS:
 
Não são poucos os faltos profetas que tentam atormentar a vida daqueles que servem a Jesus.
 
 
O pior é que estes, em geral, conhecem os sentimentos e as fragilidades espirituais dos que os ouvem, e não perdem a oportunidade de lembrá-los de que tem autoridade para determinar-lhes a "vontade divina".
 
 
Não são poucos os casos com que nos deparamos com esse tipo de pessoa. Por isso, devemos orientar o povo de Deus quanto a esse perigo e encorajá-lo a não temer os falsos profetas.
 
 
A ordem de Jesus para nós, em relação a estes enganadores, é: ACAUTELAI-VOS.
 
 
III.1 - OS FALSOS PROFETAS:
 
 
(1) - Fingem Ser Enviados Por Deus - Jr 23:17-18; 31.
 
 
(2) - Não São Enviados Nem Comissionados Por Deus - Jr 14:14; 23:21; 29:31.
 
 
(3) - São Levianos E Traiçoeiros (orgulhosos e enganadores) - Sf 3:4.
 
 
(4) - São Cobiçosos (exigem pagamento) - Mq 3:11.
 
 
(5) - Astuciosos (disfarçadores) - Mt 7:15.
 
 
(6) - Bêbados - Is 28:7.
 
 
(7) - Imorais E Profanos - Jr 23:13-14.
 
 
(8) - Algumas Vezes Mulheres Agiam Como (9) - Falsas Profetizas - Ne 6:14; Ez 13:17-23; Apc 2:20.
 
 
(10) - Chamados De Profetas Loucos, que profetizam de seu próprio coração; Raposas do Deserto - Ez 13:1-15; Jr 23:16, 26.
 
 
(11) - Influenciados Por Maus Espíritos - I Rs 22:21-22.
 
 
(12) - Profetizam Falsamente - Jr 5:30-31.
 
 
(13) - Profetizam Mentiras Em Nome Do Senhor, praticando adivinhações e feitiçarias  - Jr 14:13-16; Ez 22:26-28; At 13:6.
 
 
(14) - Profetizam Em Nome De Falsos Deuses - Jr 2:8.
 
 
(15) - Profetizam Paz, Quando Não Há - Jr 6:13-15; 23:16-17; Ez 13:10-12; Mq 3:5-7.
 
 
(16) - Fingem Ter Sonhos - Jr 23:25-34.
 
 
(17) - Enganados Por Deus Como Castigo - Ez 14:9-11.
 
 
 
III.2 - O POVO EM RELAÇÃO AOS FALSOS PROFETAS:
 
 
(1) - É Por Eles Levado Ao Erro - Jr 23:13; Mq 3:5.
 
 
(2) - É Por Eles Levado A Esquecer-se De Deus - Jr 23:26-27.
 
 
(3) - É Por Eles Privado Da Palavra De Deus - Jr 23:30.
 
 
(4) - É Por Eles Ensinado Profanação E Pecado - Jr 23:14-15.
 
 
(5) - É Por Eles Oprimido E Defraudado - Ez 22:25-28.
 
 
(6) - O Povo É Advertido A Não Lhes Dar Ouvidos - Dt 13:3; Jr 23:16-17; 27:9-10, 14-18.
 
 
(7) - O Povo Encoraja-os E Louva-os - Jr 5:30-31; Lc 6:26.
 
 
(8) - O Povo Tem Um Modo De Testá-los E Descobri-los - Dt 13:1-2; 18:21-22; I Jo 4:1-3.
 
 
(9) - O Povo É Envolvido Na Ruína Dos Falsos Profetas - Is 9:12-16; Jr 20:1-6; Ez 14:9-10.
 
 
III.3 - OS VERDADEIROS PROFETAS:
 
 
(1) - São levantados por Deus - Am 2:11.
 
 
(2) - São ordenados por Deus - I Sm 3:19-21; Jr 1:4-5.
 
 
(3) - São enviados por Deus - II Cr 36:13-16; Jr 7:25; Mt 23:34.
 
 
(4) - São cheios do Espírito Santo - Lc 1:67.
 
 
(5) - São guiados pelo Espírito Santo - II Pe 1:21.
 
 
(6) - Falam pelo Espírito Santo - At 1:16; 11:28; 28:25.
 
 
(7) - Falam em nome do Senhor - II Cr 33:18; Ez 3:11; Tg 5:10
 
(8) - Falam com autoridade - I Rs 17:1
 
(9) - Deus falava por meio deles - Os 12:10; Hb 1:1
 
(10) - São comparados com o vento pelo povo rebelde - Jr 5:12-14.
 
 
III.4 - O QUE ERA EXIGIDO DOS VERDADEIROS PROFETAS:
 
(1) - Que fossem ousados e inflexíveis - Ez 2:6; 3:8-9
 
(2) - Que fossem vigilantes e fiéis - Ez 3:17-21
 
(3) - Que recebessem com atenção todas as comunicações de Deus - Ez 3:10
 
(4) - Que nada falassem, senão o que recebessem de Deus - Dt 18:20
 
(5) - Que declarassem tudo quanto o Senhor lhes ordenasse - Jr 26:1-2.
 
 
IV - CONFRONTANDO O FALSO CULTO PENTECOSTAL E O VERDADEIRO CULTO PENTECOSTAL:



Leiamos I Rs 18:20-40 e observemos:


 
IV.1 - O FALSO CULTO PENTECOSTAL...:


 
(1) - É SEGUIDO PELA MAIORIA - (Ex 32:1; I Rs 18:22, 25) - Tenhamos o cuidado da Igreja crescer no número de pessoas, no número de invenções e PERDER EM SANTIDADE, NO CARÁTER E NA FIDELIDADE. (Mt 7:13-14). Precisamos, urgentemente, lembrar esta verdade solene: A MAIORIA SE PERDERÁ. Foi assim na época de Noé.



 
(2) - É AQUELE QUE TEM UM FOGO FALSO - (Ex 32:24; I Rs 18:25) - O FOGO DEVE VIR DO CÉU. DEUS NÃO ACEITA FOGO ESTRANHO EM SEU CULTO. Mesmo conhecendo as Escrituras, temos admitido ao culto de Deus FOGO DE ENTUSIASMOS, fabricado por ANIMADORES; acrescentamos NOVIDADES AO CULTO, TORNANDO-O SHOW INCREMENTADO POR “NOVOS MOVIMENTOS”. O que temos visto acontecer nos cultos DEUS NÃO PEDIU EM SUA PALAVRA! ELE NÃO É UM SER CHEIO DE CAPRICHOS. O CULTO A DEUS DEVE TER SOMENTE O FOGO DO ESPÍRITO, POIS ELE SANTIFICA E TRANSFORMA.

 

 
(3) - É MOVIMENTADO - (Ex 32:6, 19, 25; I Rs 18:26-28) - O culto a Deus é chamado por Paulo de LOGIKEN, ou seja, RACIONAL ou SUPRA-SENSUAL (Rm 12:1-2). O Culto é FÉ, pois o justo viverá pela fé.

 

 
(4) - É UM CULTO DEMORADO - (Ex 32:6, 17-18; I Rs 18:29) - Muitos movimentos, muitas palavras, muitas repetições. O NOSSO DEUS É UM DEUS DE ORDEM, PAZ e HARMONIA. O Universo que Deus criou atesta que EM TUDO Deus mostra ordem e harmonia.

 

 
(5) - O DEUS ADORADO NO FALSO CULTO PENTECOSTAL NÃO RESPONDE - (Ex 32:20; I Rs 26-29) - O falso culto é apenas movimentação física que resulta no vazio. É um teatro, um show, sem nenhum vínculo de vida prática. O falso adorador é mundano: vive mentindo, traindo, fazendo falcatruas, escandalizando, sem ética cristã. O FALSO CULTO É UM CULTO SEM ÉTICA.


 
IV.2 - COMO ENFRENTAR O FALSO CULTO PENTECOSTAL:

 
(1) - CONVICÇÃO - Para se enfrentar o falso culto, devemos,  na graça de Deus, termos muita convicção (Ex 32:16-21, 27; I Rs 18:17-21) - Antes de ver o fogo cair do céu, antes da grande vitória, Elias crê, está convicto, sabe quem é o verdadeiro Deus. Mas o povo NADA RESPONDIA.


 
(2) - DEFINIÇÃO - “SE É... SEGUI-O” (Ex 32:21-24; - Indefinição é característica do falso culto. O povo parecia não saber; estava na dúvida; não havia firmeza. Vivemos num tempo de indefinições. SER DEFINIDO É HOJE SER DOGMÁTICO; SER DOGMÁTICO É ALGO, HOJE, DETESTÁVEL. No entanto, NÃO PODEMOS FICAR NO MEIO TERMO: “SE BAAL É O SENHOR, SEGUI-O; SE DEUS É O SENHOR, SEGUI-O” - É hora de definição!

 
IV.3 - O QUE FAZER PARA RESTABELECER O VERDADEIRO CULTO PENTECOSTAL:

 
(1) - RESTAURAR O ANTIGO ALTAR - (Ex 32:19-20, 34:1, 4; I Rs 18:30) - Elias restaurou o altar de seus pais. O mesmo altar em que adoravam os seus antepassados. Há os que pensam que NOVIDADE é a marca do verdadeiro culto pentecostal. Pensam que algo para ser bom, tem que ser atual, novo. Criam preconceitos contra o antigo e se esquecem QUE NÃO HÁ NADA NOVO DEBAIXO DO CÉU.


 
(2) - CULTUARMOS COM BASE NA PALAVRA DE DEUS - (Ex 34:10, 27-28; I Rs 18:31) Elias mostrou precisão: USOU DOZE PEDRAS. NÃO USOU OUTRO MATERIAL. NÃO QUIS FAZER USO DE SUA CRIATIVIDADE. ELIAS OBEDECE E TUDO FEZ CONFORME A PALAVRA DO SENHOR.


 
(3) - COLOCAR ORDEM NO TEMPO DO CULTO - (Ex 34:31-33; 35:1, 20; I Rs 18:36) - Deus havia determinado a hora do sacrifício e Elias obedeceu a Deus quanto o horário.


 
(4) - O VERDADEIRO CULTO DEVE SER DIRIGIDO AO DEUS DA ALIANÇA - (Ex 34:5-9; I Rs 18:36) - O individualismo moderno criou deuses dos carismáticos: “O deus - irmão fulano”, “O deus - aquela Igreja”,  “O deus - missionário” , “o deus - cantor”. Ou seja, CADA UM TEM O SEU “CULTO” e o faz de acordo, NÃO COM BASE NA PALAVRA DE DEUS, mas de acordo com O MEIO ECONÔMICO, O MEIO ELETRÔNICO e a CRIATIVIDADE.


 
(5) - NO VERDADEIRO CULTO, DEVE HAVER CLAMOR E ORAÇÃO DIRIGIDOS AO DEUS SOBERANO - (Ex 32:30-33, 33:11-23; Ex 348-9; I Rs 18:36-37) - Para Elias, este Deus soberano era o Senhor absoluto do coração do povo (“PARA QUE ESTE POVO SAIBA QUE TU, SENHOR, ÉS DEUS”). É Deus quem convence, quem salva, que escolhe e que chama. TODO O UNIVERSO ESTÁ SOB O COMANDO DE DEUS.


 
(6) - NO VERDADEIRO CULTO DEVE HAVER FOGO DO SENHOR - (Ex 24:16-18; I Rs 18:34, 38 cf Hb 12:18-20, 29) - Elias cria no Deus soberano. Ele encheu o altar com água e Deus mostrou Seu poder, contrariando as leis naturais, a fim de que o povo cego, visse.


 
(7) - NO VERDADEIRO CULTO, O POVO RECONHECERÁ QUE SÓ O SENHOR É DEUS - (Ex 40:34-38; I Rs 18:39) - O que adoram a Deus não vivem titubeando; não seguem a maioria, pois esta, à luz da Palavra de Deus, entra sempre pelo caminho e porta largos (Mt 7:13-14).


 
(8) - NO VERDADEIRO CULTO, O QUE É EMPECILHO DEVE SER ELIMINADO - (Ex 32:27-29; I Rs 18:40) - Os falsos profetas podem causar danos, MAS NÃO TÊM PODER PARA DESTRUIR O VERDADEIRO CULTO AO VERDADEIRO DEUS. O VERDADEIRO CULTO SEMPRE TRIUNFARÁ E A GLÓRIA DE DEUS SERÁ RESTABELECIDA.


 
V - CONSIDERAÇÕES FINAIS:

 
NO VERDADEIRO CULTO PENTECOSTAL...

 
(1) - Fogo falso não tem lugar;

 
(2) - Não se confunde entusiasmo com louvor;

 
(3) - Não se provocam emoções para alegrar o ambiente;

 
(4) - O altar antigo não deve ser substituído, mas restaurado, porquanto devemos sempre nos voltar para a palavra de Deus.

 
(5) - O verdadeiro Deus deve ser adorado (o Deus de Abraão, Isaque e Jacó).

 
FONTES DE CONSULTA:

1)       Revista Educação Cristã - volume IX - Imprensa da Fé
2)       Idem - volume I
3)   Estudo Bíblico: “As Marcas de Uma Verdadeira Igreja Pentecostal” – de Antônio Carlos Barros
4)       Oséias Introdução e Comentário - Editora Mundo Cristão - David A. Hubbard
5)       Lições Bíblicas - 2º trimestre de 2002 - CPAD - Comentarista: Esequias Soares

7 comentários:

Xavier Campos Joaquim disse...

O pastor Geraldo caprichou nesse artigo.Muito bem estruturado,bem explicado....Parabens ao mestre.Que Deus abençoe pastor.

GERALDO CARNEIRO FILHO disse...

Mais uma vez, agradecemos grandemente ao grande incentivo prestado pelo prezado irmão em Cristo Xavier Campos Joaquim.

Que o nosso Deus permaneça derramando de forma abundante, as mais ricas bênçãos dos céus sobre sua vida e a de todos os seus.

Em Cristo,

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO

Anônimo disse...

Eta que meu altar tem que estar sempre limpinho e pronto para Deus operar nele, aleluias! Se já orava, agora mesmo que não abro mão do pedido que sempre faço a Deus: "me ensina como manter meu altar completamente restaurado e apto para teu uso, Senhor!"

Elienai Freitas disse...

A paz do Senhor amado...
Peço que Deus continue lhe abençoando, fazendo de ti cada vez mais um instrumento bem afinado, para o bem da sua obra. Fui grandemente abençoada e enriquecida com este artigo. Deus e sua palavra continue sendo sua fonte de inspiração. muita agradecida.

GERALDO CARNEIRO FILHO disse...

A paz do Senhor, meus queridos irmãos em Cristo: "Anônimo" e Elienai Freitas.

Agradeço de coração e em nome de Jesus, as palavras constantes de seus comentários aqui postados.

Rogo a Deus que também continue abençoando grandemente a vida dos irmãos em Cristo e que os seus ministérios de ensinamento da Palavra do Senhor sempre seja frutífero.

Permaneçamos na paz do Senhor.

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO

Anônimo disse...

pastor geraldo eu tenho acompanhado todas as semanas a escola biblica dominical e comfesso que tenho aprendido bastante que Deus continui abecoando todo o seu ministerio
atenciosamente j p g

GERALDO CARNEIRO FILHO disse...

Tb agradeço a JPG pela postagem do comentário, desejando que o Senhor nosso Deus permaneça abençoando grandemente a sua vida e a de todos os seus.

Pastor Geraldo Carneiro Filho