Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







11/09/2014

3º TRIMESTRE DE 2014 - LIÇÃO Nº 11 - 14.09.2014 - "O JULGAMENTO E A SABEDORIA PERTENCEM A DEUS"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 11 - DATA: 14/09/2014
TÍTULO: “O JULGAMENTO E A SOBERANIA PERTENCEM A DEUS”
TEXTO ÁUREO – Tg 4.12
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Tg 4.11-17

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/











I - INTRODUÇÃO:



Quem empresta os seus lábios para caluniar e emitir falso testemunho, além de estar pecando, coloca-se como  juiz do outro, mas não cumpridor da lei. Nós, servos de Cristo, fomos chamados para ser discípulos, não juízes.





II - RELAÇÃO SOCIAL ENTRE OS IRMÃOS:




Não falar mal uns dos outros (v.ll) - Tiago ensina-nos que não devemos falar mal uns dos outros. Se o fizermos, passamos à condição de juízes da lei, tomando o lugar de Deus, o que é perigoso. Finalmente, o apóstolo conclui: "Tu, porém, quem és, que julgas a outrem?" (v.12b). Todos os meses, tomamos a Ceia do Senhor e o texto básico de l Cor 11.31 diz que ali temos um momento apropriado em que devemos julgar a nós mesmos e não aos outros.





III - ALUSÕES FIGURATIVAS SOBRE A BREVIDADE DA VIDA:




Leiamos Gn 47:9 e analisemos:

(1) - Como uma sombra e erva – I Cr 29:15; Jó 8:9; Sl 102:11; Ec 6:12




(2) - Como uma lançadeira – Jó 7:6;




(3) - Como o vento – Jó 7:7




(4) - Como mensageiros rápidos, como navios veleiros e como águias que voam na comida – Jó 9:25-26




(5) - De bem poucos dias, como flor e como a sombra – Jó 14:1-2, 5




(6) - Como a relva – Sl 103:15-16




(7) - Tem apenas a extensão de um palmo – Sl 39:4-7




(8) - Breve – Sl 89:7




(9) - Como um conto ligeiro – Sl 90:9-10




(10) - Como a urdidura de um tecelão – Is 38:12




(11) - Como um vapor passageiro – Tg 4:13-14





IV - DESCANSANDO NA SOBERANIA DE DEUS:




Uma das coisas mais difíceis para o ser humano é aceitar que Deus está no controle de todas as coisas, mesmo em meio ao caos, à angústia e à dor. É difícil aceitarmos que Deus estava no controle de tudo quando aconteceu aquele imenso tsunami que matou mais de 300 mil pessoas na Ásia em dezembro de 2004. Como crer na soberania de Deus depois do 11 de setembro de 2001 no World Trade Center? Diante de tantas guerras e mortes, violência, enfermidades, problemas familiares, desemprego, etc? Mas Ele estava e ainda está no controle. Não nos esqueçamos: Tudo pertence ao Senhor; até as coisas encobertas! (Dt 29:29; Sl 62:11).




Jó 42:1-6 - Em tudo que Jó passou, aprendemos a descansarmos na soberania de Deus.




(1) - DEUS SABE O QUE ESTÁ FAZENDO (Is 55.9) - Quando estamos em dificuldades e vemos tantos problemas no mundo e em nossas vidas, perguntamos se Deus sabe o que está fazendo. O que nós não levamos em consideração é que nós não temos condições de avaliar as obras de Deus. O máximo que podemos fazer é confiarmos em Sua sabedoria.




(2) - DEUS CONHECE OS NOSSOS LIMITES (I Cor 10.13) - Tentação, provação, tribulação, seja qual nome tiver o problema, Deus conhece os nossos limites. Quando alguém sucumbe à provação, é porque não estava em Deus para suportá-la. Deus não testa os nossos limites, Ele já os conhece! Ele não nos deixará desamparado!




(3) - NÃO TEMOS CONDIÇÕES DE CONTRARIAR O CRIADOR (Is 43.13) - Diante da soberania de Deus, do Seu poder infinito, o que é que nós podemos fazer para impedi-lo de ser Deus? Nada! Sejamos submissos ao Senhor, Ele é soberano.




(4) - PODEMOS CONFIAR NA JUSTIÇA DE DEUS (II Ts 1.4-5) - Muitas vezes as pessoas nos chegam com perguntas difíceis de responder: “Fulano foi para o Céu?”. Tentamos dar uma resposta com o único argumento que temos certeza: “Deus é Justo – aconteça o que acontecer, confie na justiça de Deus”. Nós não temos respostas para tudo o que está acontecendo em nossas vidas e no mundo, mas uma certeza podemos ter: Deus é Justo!




(5) - TEMOS UM DEUS QUE ESTÁ LIDERANDO A HISTÓRIA PARA O NOSSO BEM (Rm 8.28) - Mesmo que no momento nós tenhamos dor, duvidemos que haverá alguma saída para o nosso sofrimento, duvidemos que ainda conseguiremos respirar em paz de novo, Deus está trabalhando para um bem maior no final. Mesmo que não conheçamos quais as consequências de tudo nesta vida, podemos ter a certeza de que Deus é o Senhor da história.





V – CRENDO NO DEUS SOBERANO:




(1) - I Cr 29:10-14 - O rei Davi sempre cultivou um relacionamento com o Deus, crendo em Sua soberania. Vemos esta demonstração quando Davi estava diante do povo de Deus declarando sua gratidão pelas ofertas arrecadadas para a construção do templo do Senhor. Através desta oração, achamos resposta à pergunta: “POR QUE DEVEMOS CRER NA SOBERANIA DO SENHOR?”:




(2) - Porque tudo pertence a Deus (I Cr 29:11) - A soberania de Deus reside no fato dEle ser o dono de todas as coisas. Muitas vezes preocupamo-nos se teremos a provisão financeira para o mês inteiro, se teremos saúde para realizar nossos projetos profissionais e se teremos o pão nosso de cada dia. Davi como líder do povo de Deus e de um grande projeto (a construção do templo), mesmo arrecadando uma bela oferta (I Cr 29:1-9) ao invés de orar dizendo: "Senhor acredito que este recurso não seja suficiente", declara grato que tudo pertence a Deus, basta nos lembrarmos da listagem que ele nos dá: "o poder, a grandeza, a honra, a vitória, a majestade, céus e a terra e o reino". Fica evidente, que nesse tudo pertencer a Deus, estão incluídas nossas vidas e tudo o que temos. Nossas famílias, bens materiais, recursos financeiros, dons e talentos não são nossos e sim de Deus (Ag 2:8; Sl 24:1 cf Jr 29:11).




(3) - Porque o domínio de Deus é sobre todos (I Cr 29:12) - Quando nos debruçamos sobre a história da humanidade, aprendemos que muitos povos e reis almejaram o domínio sobre toda a terra. Porém, o domínio humano é passageiro, efêmero e limitado. O verdadeiro domínio é o de Deus. Em sua oração de gratidão, o rei Davi enfatiza que Deus domina sobre tudo e todos. Nesse sentido, o cristão não pode perder isso de vista, não estamos em um barco à deriva no oceano, o piloto do nosso avião não sumiu e não estamos em um carro desgovernado. O trono do universo não está vazio! Há Alguém sentado lá: O Deus Soberano! (Sl 22:28; 47:1-2; 93:1-2 cf Apc 4:1-2; Is 9:6; Ef 1:20-21).




(4) - Porque nosso sustento vem de Deus (I Cr 29:13-14) - Vemos no rei Davi um profundo sentimento de gratidão e reconhecimento de que eles só conseguiram levantar uma grande oferta para a construção do templo devido à provisão e o sustento de Deus. Crer na soberania de Deus é ter a convicção de que independentemente da situação, somos sustentados por Ele (Dt 8:3; Sl 3:5; 37:17, 25; 54:4; 55:22 cf Is 41:10).





VI – CARACTERÍSTICAS DA SOBERANIA DE DEUS:




(1) - Mt 10:29-31 - A soberania de Deus é universal - Ela se estende sobre toda a sua criação; animada e inanimada — e da mais alta forma de criatura vivente até a mais baixa. No reino das criaturas vivas, Deus exerce poder sobre anjos, humanidade e animais inferiores. Nenhum pardal cair sem a vontade de nosso Pai que está no céu (Sl 103:19; Dn 4:17).




(2) - Is 14:24 - A soberania de Deus é absoluta - Sua autoridade é perfeita em sua administração; ela é exercida a partir da sabedoria infinita de Deus, e é suprema na extensão de seu poder, glória e domínio. Nenhum limite pode, e nem será, posto no lugar da autoridade, poder ou controle soberano de Deus. No avanço de Seus propósitos e planos eternos, o SENHOR age como Lhe agrada com os habitantes dos céus e entre os moradores da terra. Nada em toda a criação é capaz de resistir à vontade de Deus, ou frustrar os Seus propósitos — seja por meio de homens, super-homens, anjos, espíritos caídos ou maus, ou qualquer outra coisa (Dn 4:34-35).




(3) - Sl 33:10-11 - A soberania de Deus é imutável - Ela permanece inalteravelmente a mesma durante todo o tempo, e sob todas as circunstâncias. O governo e domínio soberano de Deus não podem ser ignorados; ele não pode ser rejeitado, e não pode ser frustrado ou impedido pela humanidade ou por qualquer outra coisa na criação. O poder e domínio soberano de Deus amarram todas as criaturas tão completamente quanto as leis físicas amarram o universo material. O que Deus decretou ou preordenou deve inevitavelmente acontecer (Is 14:26-27; At 4:27-28).





VII - CONSIDERAÇÕES FINAIS:




Ante a brevidade da vida, devemos sempre considerar a vontade de Deus, jamais orgulhando-nos de nossas forças, capacidade, recursos e condições. Dizermos "se Deus quiser", antes de levar à frente qualquer projeto, é sinal de sabedoria e humildade diante do Senhor.






FONTES DE PESQUISAS E CONSULTAS:


Sites na internet, com os colaboradores: Lídia Pereira Gonçalves Correia; Davi Liepkan; Gilbean Ferraz e Gordon Lyons.

Lições Bíblicas CPAD - 1º Trimestre de 1999 - Comentarista: Elinaldo Renovato de Lima.