Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







29 de jan de 2013

1º TRIMESTRE DE 2013 - LIÇÃO Nº 05 - 03/02/2013 - "UM HOMEM DE DEUS EM DEPRESSÃO"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 05- DATA: 03/02/2013
TÍTULO: “UM HOMEM DE DEUS EM DEPRESSÃO”
TEXTO ÁUREO – II Cor 4.8-9
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Rs 19.2-8
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com



                         I - INTRODUÇÃO:

Todos nós passamos por períodos em que estamos deprimidos. Quando, porém, a alma e o espírito ficam inteiramente sob o domínio das trevas, levando-nos à passividade e à indecisão, então a depressão torna-se uma doença traiçoeira. Isto porque, a depressão não é uma doença moderna, mas um fenômeno frequente desde a queda do homem.



                          II – A DEPRESSÃO:

 
(1) - A PALAVRA DEPRESSÃO: - Significa: Oprimir; abaixar; pressionar para baixo; cavar fundo; levar à profundidade; descer.

 
Devidos aos seus múltiplos matizes, a depressão também é chamada de DOENÇA DE MIL E UMA FACES.

 
Os médicos enquadram a depressão entre as doenças mais atormentadoras que podem afetar crianças e adultos.


(2) - DEPRESSÃO DO PONTO DE VISTA DA MEDICINA: - Em termos clínicos, a depressão é um distúrbio de ânimo caracterizado pela predominância de sentimentos de tristeza e desolação, geralmente acompanhados de sintomas como esgotamento físico, apatia e alterações do sono e do apetite. 


A depressão não deve ser confundida com a tristeza que se sente diante de um fracasso, derrota ou renúncia a algo desejado; tampouco com o sentimento de luto, que surge diante de uma separação ou perda de um ser querido por motivo de morte ou divórcio, ou por motivos diversos, como a perda de ideais e da condição econômica. Reações de abatimento diante de situações desse tipo são normais e esperadas.


A depressão, porém, constitui uma doença e exige, portanto, tratamento. Trata-se de um dos distúrbios psiquiátricos mais freqüentes entre adultos, embora apenas uma pequena parcela procure ajuda profissional.


(3) - CAUSAS DA DEPRESSÃO – As possíveis causas variam bastante. Podem surgir em função de distúrbios neuroquímicos, como o déficit de sorotonina (uma substância do sistema nervoso central) ou como decorrência de alguma doença (infecções neurológicas, endocrinológicas e outras), tratamento medicamentoso ou complicação psicoafetiva.


Existe ainda uma predisposição hereditária para padecer desse mal. Cabe aos especialistas diagnosticar em cada caso a origem da doença e, por conseguinte, estabelecer o tratamento mais indicado.


(4) - SINTOMAS DA DEPRESSÃO – A intensidade e os tipos de sintomas podem variar conforme a origem e a gravidade da depressão. No entanto, o sintoma mais comum e evidente costuma ser um intenso sentimento de tristeza e desânimo. Somado a esse estado, há uma sensação de inutilidade e de baixa auto-estima, sentimentos de culpa e auto-reprovação, pouca confiança em si mesmo e diminuição da capacidade de tomar decisões e de apreciar a vida.


Às vezes, podem surgir distúrbios digestivos, alterações do sono (insônia ou sono excessivo), perda do apetite ou, ao contrário, uma fome descomunal, além da redução ou desaparecimento do desejo sexual.


O cansaço generalizado, a perda da memória, a dificuldade ou incapacidade de concentração e o empobrecimento emocional (sensação de vazio interior, de perda de sentimentos) são outros sinais que, em maior ou menor grau, podem se manifestar.


Outro sintoma também freqüente é a persistência da idéia de morte e, em alguns casos, até de idéias suicidas.


(5) - CONSEQUENCIAS DA DEPRESSÃO: - Geralmente, as consequências fatais se tornam evidentes já na aparência exterior do doente depressivo: Ele se descuida, anda curvado, seus movimentos são arrastados, sua expressão é apática e cansada, sua voz é sem entonação e vigor - (Sl 119.28a; Jó 10.20-22)


(6) - TRATAMENTO DA DEPRESSÃO – O estado de ânimo depressivo normal não requer mais do que apoio, carinho e compreensão dos amigos e familiares. A depressão, por sua vez, exige sempre ajuda especializada. O tratamento irá diferir em função das causas dessa doença, sua gravidade, estágio em que se encontra, assim como das condições particulares da pessoa.



Em geral, recomenda-se algum tipo de psicoterapia, apoiada, se necessário, no uso de ansiolíticos e antidepressivos, sempre com acompanhamento médico.


Dependendo do estado do paciente, o tratamento poderá ser feito em casa ou exigir internação.


A pessoa depressiva procura com ansiedade uma saída para o seu sofrimento. Mas, infelizmente, na maioria das vezes em direção errada. Os caminhos da fuga desses desanimados e atemorizados são conhecidos e funestos: Consumo cada vez mais intenso de estimulantes, álcool, drogas e, finalmente, o número de suicídios ou pensamentos de suicídios que aumenta assustadoramente.


A solução é voltarmos para a Bíblia, pois a cura da depressão começa pela aceitação da Palavra viva de Deus (Sl 41.4; 107.20) - Atualmente, a tragédia é que somente poucos aplicam para si essa fonte de vida da Palavra de Deus que pode curar. Infeliz é o homem que não chega a observar a Palavra de Deus lendo-a no coração (Pv 13:13).


O doente psíquico precisa, antes de mais nada, de um conselheiro com autoridade espiritual (Is 9:6; Ex 19:17)

III - A DEPRESSÃO PODE ABATER O CRISTÃO:


Muitos cristãos negam a possibilidade de um verdadeiro crente ficar deprimido, interpretando que tal estado comum seja consequencia de pecado ou de desobediência a Deus. Porém todos nós já experimentamos algum tipo de depressão em alguma fase da nossa vida. Aliás, temos exemplos bíblicos disto:


(1) - - amaldiçoou o seu dia natalício (Jó 3:3-10); ansiou pela morte (Jó 3:11-19); deplorou a vida (Jó 3:20-23) e terminou o seu discurso com um gemido (Jó 3:24-26); 


(2) - MOISÉS - (Nm 11:11-15) - Vemos o grande líder de Israel demonstrando imensa tristeza diante das murmurações dos israelitas.  


(3) - DAVI - (Sl 31:11-12; 42:3, 5) - Vemos o salmista muito triste ante a incredulidade sempre crescente de seus contemporâneos.  


(4) - ELIAS - (I Rs 19:1-4) - Após ter matado os profetas de Baal e Aserá, Elias, ameaçado por Jezabel, pediu a morte.  Analisemos: Elias...

(A) - Deixou o seu moço e levantou-se para salvar sua vida - I Rs 19.3

(B) - Foi para o deserto e pediu para si a morte - I Rs 19.4.

(C) - Elias entrou numa caverna - A caverna era em Horebe, o monte de Deus: Tem muita gente que vem à Igreja para se esconder do marido, da família, dos problemas, ou de si mesmo.


(5) - JONAS - (Jn 4:3, 8) - Jonas ficou tão frustrado e emocionalmente perturbado que preferia morrer a ter de ajudar os inimigos do seu povo. Queria ver o juízo divino recair sobre os habitantes de Nínive. Porém, de alguma forma, pensava que Deus se voltara contra ele e Israel ao poupar os ninivitas. 


(6) - PAULO - II Cor 6:1-10 – Vemos que Paulo muitas vezes teve que passar por profundas depressões; ele reconhece bem que, por amor à Igreja, teve que passar por muitos vales escuros, mas que isso produziu um maravilhoso efeito recíproco, ou seja, trata-se da chegada de bênçãos em meio à tribulação (II Cor 1:3-10; Ef 3:13; Cl 1:24) – Eis o porquê dos crentes, às vezes, passarem por período de depressão: Somos portadores de luz e, por onde quer que formos, muitas vezes teremos que passar por vales escuros para iluminá-los com a presença gloriosa de Deus em nossas vidas.


(7) - JESUS - (Mt 26:38) - Nesta hora, Jesus passou por sofrimentos, sensações e sentimentos tão fortes, que até desejou morrer. Porém, temos a esperança (Hb 2:18; 4:15).

Nosso Senhor Jesus passou pelas mais profundas depressões por mim e por ti: Naquela noite terrível no Jardim de Getsêmani, prostrado em seu sofrimento, não entendido por mais ninguém, abandonado pelos seus discípulos mais íntimos que dormiram e o deixaram sozinho. QUANDO AS TREVAS SE TORNARAM MAIS DENSAS, ELE CLAMOU A DEUS.

Lc 22:43 - Jesus foi ao Calvário e deixou-se crucificar. Ali, a mais profunda depressão de todos os tempos sobreveio a Um Homem, ao Filho de Deus, de maneira que Ele exclamou...  (Mt 27:46).

Jesus, que tanto nos ama, entrou nas nossas trevas, na nossa terrível escuridão para tirar a causa da nossa depressão: A MISÉRIA DO NOSSO PECADO.


Ao morrer, Jesus exclamou: ESTÁ CONSUMADO (Jo 19:30 cf  Ex 19:26).

IV – COMO VENCER A DEPRESSÃO:


(1) - Retiremos as lições do texto de I Rs 19.9-17:

(A) - Deus não planejou nos para a depressão ou para o desânimo (I Rs 19.9)

(B) - O Senhor nos manda sair (I Rs 19:11)

(C) - Quando estamos deprimidos, o Senhos nos fala em forma de um cicio suave ou murmúrio (I Rs 19.12)

(D) - Nossa vocação é para sermos elementos de unção na vida de outras pessoas (I Rs 19.15-17)

(E) - Deus está sobre os nossos inimigos, pois foi Ele mesmo quem ungiu os reis que destruíram os ameçadores e as ameças feitas a Elias (I Rs 19.15-17)

(F) - Podemos nos consolar quando perseguidos e deprimidos, pois temos ainda irmãos em Cristo que oram por cada um (I Rs 19.18; I Pe 5:9)



(2) - Leiamos também Sl 31:10-13 – O salmista tornou-se o opróbrio e espanto para os seus amigos. Ele é um homem esquecido e jogado fora como um vaso quebrado. Nesta condição de solidão e desespero, seu único amigo é Deus e sua única esperança é entregar-se à misericórdia do Senhor.

 
Observemos como o salmista se sentia:

 
(A) - EM PECADO - Sl 31:10 – O pecado pode gerar depressão. O salmista reclama dos ossos que se consomem. Os ossos são a última coisa do ser humano a se deteriorar. O pecado acelera este processo, trazendo não a desintegração do corpo, mas da alma e, conseqüentemente, atingindo o corpo como um todo (Sl 32:1-4).

 
(B) - COMO UM VASO QUEBRADO (INÚTIL, INDESEJÁVEL, ESQUECIDO) - Sl 31:12 – Uma das grandes motivações da depressão é se sentir inútil. Além disso, quando nos sentimos esquecidos ou preteridos, a depressão chega.

 
(C) - AMEAÇADO - Sl 31:13 - A ameaça, além do medo e da angústia, gera a depressão, que por sua vez também nos faz enxergar tramas contra nós que nada têm a ver com a realidade.



(2.1) - Observemos como o salmista venceu a depressão:

 
(A) - ENTREGOU SUA VIDA E FUTURO NAS MÃOS DE DEUS - Sl 31:14-15 – Devemos tirar o peso de angústia dos ombros e colocá-lo aos pés da cruz, crendo que Deus irá tomar as rédeas de nossa vida.

 
(B) - CREU NO COMPROMISSO DE DEUS E NA SUA MISERICÓRDIA COM AQUELES QUE O INVOCAM - Sl 31:16-17 – Deus nunca deixará de atender àqueles que clamam pelo Seu Santo Nome.

 
(C) - CREU QUE DEUS É CAPAZ DE LIVRAR DAS TRAMAS DOS HOMENS - Sl 31:19-20 – Todos os dias Deus nos livra de ciladas e de coisas que nem sabemos. Coloquemos nossa confiança no Senhor Deus.

 
(D) - ASSIM, DEUS RESTAUROU O SALMISTA - Sl 31:24 – Deus restaurou o salmista, quando ele identificou as causas de sua depressão diante de Deus, o que lhe possibilitou trabalhá-las com oração, arrependimento, consagração e confiança.


Por isso, existe ainda um caminho para os crentes que passam por depressões: (Pv 4.18 cf Fp 3:20; Jo 16.20-22) - Essa luz da aurora é Jesus Cristo e a vereda é também Jesus Cristo, que é o verdadeiro Consolo para os deprimidos: I Cor 6:17; Is 50:10; 61:10; II Cor 4:16-17; SI 84:5-6; SI 23:3-4.


Mas para que isso se torne nossa experiência viva e diária, devemos obedecer o que a Palavra de Deus nos exorta - Ef 5:9 cf Sl 36:9.


V - CONSIDERAÇÕES FINAIS:

 
A causa ainda mais profunda de muitas depressões é a natureza pecaminsa do homem. Se esse ser pecaminoso e cheio de justiça própria não estiver disposto a arrepender-se diante do Deus vivo, então ele se abre para poderes negativos, tais como Ocultismo, espiritismo, superstição, benzeduras, horóscopos, consultas à cartomantes, necromantes ou pessoas com ligações ocultas, o que causa graves danos a sua alma. (Dt 18:10-12)



Quando estivermos em depressão, lembremo-nos de um pensamento anônimo, mas muito incentivador:

 
“CADA DIA É UM NOVO COMEÇO, UMA NOVA ESPERANÇA PARA QUEM CRÊ EM DEUS, AQUELE QUE FAZ TUDO NOVO”.


Assim, para todos os que procuram cura para a depressão: JESUS É O GRANDE MÉDICO (Is 53:4-6).
FONTES DE CONSULTA:

Jó - Introdução e Comentário - Editora Mundo Cristão - Francis J. Andersen

Lições Bíblicas do 3º Trimestre de 1997 - CPAD - Comentarista: Elinaldo Renovato de Lima

Temas Essenciais para a Vida – Saúde – Encyclopaedia Britannica do Brasil Publicações Ltda – 1ª Edição – 1999

Esperança na Depressão – Chamada da Meia-Noite – Wim Malgo

Revista Educação Cristã Volume II - SOCEP

Esboços de A a Z – Vinde Comunicações – Cáio Fábio