Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







20 de fev de 2015

1º TRIMESTRE DE 2015 - LIÇÃO Nº 08 - 22.03.2015 - "NÃO MATARÁS"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL 
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ 
LIÇÃO Nº 08 - DATA: 22/02/2015 
TÍTULO: “NÃO MATARÁS"
TEXTO ÁUREO – Ex 23.7
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Ex 20.13; Nm 35.16-25
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO







I - INTRODUÇÃO:



O Objetivo da lei de Deus, no Sexto Mandamento, é a preservação da vida e, mais do que isso, da honra à vida. Desprezá-la constitui-se em desprezar o próprio Deus.




II - A PALAVRA "MATAR":



A palavra hebraica que foi traduzida por MATAR é RASAH, que NORMALMENTE INDICA O ASSASSINATO VIOLENTO DE UM INIMIGO PESSOAL.



No entendimento de Moisés e do povo de Israel de seu tempo, este mandamento significava uma proibição geral, EXCLUINDO a morte acidental, a causada em legítima defesa e a morte em guerra defensiva; caso contrário, não teria o próprio Senhor incluído na lei, logo a seguir aos Dez Mandamentos, a pena de morte para vários casos (Ex 21:12). O Sexto Mandamento, portanto, não atinge, em proibição, nem a pena de morte, nem a legítima defesa, nem a morte na guerra defensiva e nem a morte acidental. Ele proíbe o assassinato. Do contrário, a aplicação da pena capital, bem como a morte de um inimigo em guerra defensiva, seriam contrários à lei.



O Sexto Mandamento é a expressão divina do respeito à vida humana. Deus castigou severamente Caim porque ele assassinara seu irmão Abel; destruiu a humanidade pelo dilúvio porque a terra havia se enchido de violência; e proibiu o derramamento de sangue no pacto que fez com Noé logo após o dilúvio, tendo instituído a pena capital (pena de morte) para quem quebrasse a proibição (Gn 6:13; 9:6). Neste caso, o Senhor  acrescentou a razão da proibição.



Jesus colocou para nós o Sexto Mandamento na clara luz da Sua verdade penetrante (Mt 5:21-22 cf I Jo 3:15) - Ira e assassinato são a mesma coisa diante de Deus: uma é a raiz, outro é o fruto. Assim, Jesus revelou que o crime de morte é apenas a exteriorização do pecado básico e mais amplo, que consiste em total desprezo e ódio que uma pessoa mantenha em seu coração contra o próximo.



Desprezar um semelhante a ponto de julgá-lo e desejar sua morte, considerar alguém desprezível, não merecedor de viver, já é, no coração do homem, a quebra do Sexto Mandamento.




III – A PALAVRA ABORTO:



Duas definições:



(1) - É assassínio da vida não nascida, e isso, em qualquer caso, A PARTIR DO MOMENTO DA CONCEPÇÃO ou DA GESTAÇÃO;



(2) - Expulsão do embrião antes de que ele seja capaz de sobrevida extra-uterina, ou seja, dentro das vinte primeiras semanas da gravidez.




IV - DO PONTO DE VISTA BÍBLICO, O ABORTO É ASSASSINATO DE UMA VIDA JÁ INICIADA E UMA VIOLAÇÃO DO SEXTO MANDAMENTO: NÃO MATARÁS:



Aborto não é controle de natalidade; ele mata uma vida que já começou. Isso porque Deus já planejou a vida do ser humano antes da concepção (Sl 139:13-16) e tem a vida de cada um de nós contada (Jó 14:1, 5)



Nas Escrituras Sagradas, o ser humano é descrito como formado pelas mãos de Deus desde o ventre (Jó 10:8-13; 31:15; 33:4, 6; 35:10; Sl 22:9-10; 33:13-15; 71:5-6; 94:9; 127:3 - O FRUTO DO VENTRE É GALARDÃO DE DEUS - cf Lc 1:42; Is 44:2, 24; 49:1, 5; Jr 1:5; Zc 12:1)



Gn 4:1 - Eva considera o nascimento de seu filho como um dom de Deus. Mesmo agora que sabemos mais acerca da hereditariedade, o mistério da vida ainda continua com Deus. Cada nascimento é ainda um novo milagre do Senhor. Ele é a fonte de toda vida.



Ex 21:22-23 – A Palavra de Deus considera a vida de um feto como a vida de um adulto. Não temos aqui uma brecha para aceitar o aborto. Pelo contrário, a multa imposta a quem causasse um parto prematuro, tinha como objetivo auxiliar a mulher em suas dificuldades. Mas se do parto sobreviesse a morte, não se aceitaria reparação financeira; seria vida por vida. Demos notar que a palavra original hebraica empregada aqui é YATSA = SAIR ou DAR A LUZ – jamais tem o sentido de aborto voluntário.



Lc 1:36, 39-45 - Maria, mãe de Jesus, estava com, no máximo, um mês de gravidez quando foi Isabel;



Àquela altura, Jesus era uma “célula-ovo” de quatro semanas;



Isabel, mãe de João Batista, estava com seis meses de gestação (Lc 1:36) - Seu feto tinha vinte e quatro semanas.



Leiamos ainda - Ex 4; Jó 38.3-4; Jr 1.5; Is 44.28 – 45.1



No entanto, observemos o seguinte:



(1) - O “OVO” de quatro semanas foi chamado por Isabel de “SENHOR” (Lc 1:43);



(2) - O feto João Batista sentia aquilo que do exterior mantinha comunicação com a sua mãe (Lc 1:41);



(3) - O feto João Batista podia ficar cheio do Espírito Santo e ter profunda alegria interior (Lc 1:41, 44)



Logo, Deus nos conhece a substância ainda informe (Sl 139:16). Embriões sentem alegria ou depressão e são pessoas que já podem ter relação com Deus.



Jesus disse que do coração procedem os abortos, pois o aborto nada mais é do que um homicídio (Mt 15:19-20)




V - EUTANÁSIA:



Esse termo foi criado por Francis Bacon (1561 - 1626), filósofo inglês, e significa BOA MORTE ou MORTE FELIZ.



Em 1978 uma revista inglesa publicou um artigo em defesa da eutanásia para os velhos, através da PÍLULA DA MORTE ou PÍLULA NEGRA (expressão usada para qualquer remédio que cause a morte). Alegou a referida publicação que, em um futuro próximo, será necessário eliminar sumariamente todas as pessoas idosas ou consideradas inúteis.



No entanto, vejamos o que diz a Palavra de Deus (I Sm 2:6; Ex 4:10-12. Sl 71:4-18; 92:14-15) (Jó 2.1-10; 19.13-26; Jo 4.46-53; 5; 9.1-11, 16-17, 24, 32-38)



II Rs 8:7-15; Jó 2:7-10; Jo 5:1-15; 9 cf  Mt 5:21-22 - Por estas incisivas palavras, a Escritura Sagrada afirma a santidade da vida humana, que não deve, sequer, ser maltratada.



Leiamos: Sl 71.9, 17-18; Is 46.3-4; Dt 39-40.



VI - CONSIDERAÇÕES FINAIS:



Ex 20.13 - A vida pertence a Deus - Deus é o Criador e, por isso, o Senhor de toda a vida (Jo 5:26). Cada vida é preciosa para Deus, a vida do homem mais importante como a do menos importante, do saudável como a do doente, do talentoso como a do débil (Jó 14:1-5).

FONTES DE PESQUISA E CONSULTA:


Abrindo o Jogo Sobre o Aborto - Editora Betânia - Caio Fábio
Os Mitos da Educação Sexual - Editora Candeia - Josh McDowell
Serviço de Pesquisa da Enciclopédia Britânica - Título do Relatório: ABORTO
Revista Cláudia - Abril de 1997 - págs. 6/12
Evidências de Um Criador - CPAD - Abraão de Almeida
A Bíblia Apologética – ICP Editora

12 de fev de 2015

1º TRIMESTRE DE 2015 - LIÇÃO Nº 07 - 15.02.2015 - "HONRARÁS PAI E MÃE"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 07 - DATA: 15/02/2015
TÍTULO: “HONRARÁS PAI E MÃE"
TEXTO ÁUREO – Cl 3.20
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Ex 20.12; Ef 6.1-3; Mc 7.10-13
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO





I - INTRODUÇÃO:
 
 
 
A partir deste Quinto Mandamento Deus aponta para o nosso ambiente, para as pessoas com as quais vivemos.



Um único homem pode tornar-se uma bênção ou uma maldição na sua família ou na sociedade.
 
 
 
 
II - HONRAR PAI E MÃE:
 
 
 
Ex 20.12 - HONRAR significa CONSIDERAR; DEMONSTRAR RESPEITO NA MENTALIDADE, EM PALAVRAS E AÇÕES.
 
 
 
Em Lv 9:13 este mandamento é referido como o dever que os filhos têm de temerem aos pais.
 
 
 
Em Ef 6:1-2 Paulo refere-se ao mandamento para exortar os filhos a serem obedientes.
 
 
 
Um homem está obrigado a honrar seus pais como honra a Deus.
 
 
 
Assim, do Quinto ao Décimo Mandamento são a base para qualquer legislação popular saudável. Onde esses Mandamentos são cumpridos, um povo pode prosperar; onde eles são desprezados ou alterados, o homem destrói a sociedade.
 
 
 
Jesus Cristo transformou o cumprimento dos Dez Mandamentos num assunto do coração. Ele diz que todos os mandamentos podem ser resumidos em dois principais (Mt 22:37-40).
 
 
 
O apóstolo Paulo resume todos os Dez Mandamentos em Um (Rm 13:10) - O amor é, num tempo como hoje, uma poderosa força na vida humana.
 
 
 
Porém, o materialismo do nosso tempo empurrou o amor para o canto: falta amor entre os parentes próximos, entre empregados e subordinados, entre irmãos em Cristo...
 
 
 
Entretanto, os Mandamentos de Deus que se referem à convivência dos homens, começam na família e mostram aos filhos a posição correta diante dos pais.
 
 
 
A posição dos pais na família é santificada por Deus. Deus mesmo lhes deu uma alta autoridade: os pais estão diretamente abaixo de Deus e o representam na família! Com isso, o Senhor impõe em primeiro lugar uma grande responsabilidade sobre os pais e educadores. Eles estão obrigados a exigir completa obediência dos filhos. Por isso, Deus ordena a todo homem: “Honra a teu pai e a tua mãe”.
 
 
 
Mas todos nós sabemos do grande problema nas famílias de hoje e também nas escolas: A OBEDIÊNCIA INCONDICIONAL DA CRIANÇA FOI ABOLIDA.
 
 
 
O homem hoje quer saber tudo e  melhor que Deus; ele quer que a criança desenvolva-se bem naturalmente, sem qualquer coação de leis.
 
 
 
A natureza do homem, entretanto, é má desde a sua mocidade. Já na idade infantil domina o pecado e o vício,  na juventude a imoralidade e o crime assumem formas que nos assustam e espantam.
 
 
 
Esse mandamento não tem limite de idade; os filhos adultos não são dispensados desse Quinto Mandamento. Ele se aplica a todo aquele que ainda tem um pai ou uma mãe - Pv 1:8; 30:17; Cl 3:20.
 
 
 
Mc 7:9-13 - O Senhor Jesus acusou os fariseus de invalidarem este mandamento apelando para o voto de CORBÃ.
 
 
 
CORBÃ significa UM VOTO QUE CONSISTIA DO SEGUINTE: As pessoas declaravam que tudo quanto possuíam estava dedicado ao Senhor; assim, eram consideradas livres da responsabilidade de sustentar seus pais com os seus bens. Nesse episódio, o sentido do Quinto Mandamento é o dever de amparar os pais.
 
 
 
Em resumo, o Quinto Mandamento estabelece obrigação de os filhos temerem aos seus pais, obedecerem a eles e lhes prestarem assistência material.
 
 
 
 
III - A OBEDIÊNCIA DOS FILHOS:
 
 
 
Ef 6.1-3 - O apóstolo Paulo, referindo-se à promessa contida no Quinto Mandamento, aplicou-a aos jovens cristãos, dizendo que o cumprimento desse mandamento lhes prolongaria a vida.
 
 
 
Os filhos devem permanecer sob a orientação dos pais:
 
 
 
(1) - As crianças devem ser ensinadas a obedecer e a honrar os pais, mediante a criação na disciplina e doutrina do Senhor - Pv 13.24; 22.6.
 
 
 
(2) - Os filhos mais velhos, mesmo depois de casados, devem receber com respeito, o conselho dos pais e honrá-los na velhice, mediante cuidados e ajuda financeira, conforme a necessidade - Ef 6.2; Mt 15,1-6.
 
 
 
(3) - Os filhos que honram seus pais serão abençoados por Deus, aqui na terra e na eternidade - Ef 6.3.
 
 
 
IV - CONSIDERAÇÕES FINAIS:
 
 
 
Com base na autoridade de Jesus Cristo, temos que firmar-nos incondicionalmente no Quinto Mandamento: Mt 7:11-13 cf Lc 4:51; Jo 19:25-27 cf Gn 43:7, 26-31; 45:1-3, 9-14, 21-23; 46:1, 28-34; 47:1, 7, 11-12; 49:32; 50:17, 10;  I Rs 2:19.

FONTES DE PESQUISA E CONSULTA:
BEP
Conciso Dicionário Bíblico - Imprensa Bíblia Brasileira
A Bíblia Vida Nova
O Significado dos Dez Mandamentos Para o Homem de Hoje - Obra Missionária Chamada da Meia-Noite - Gertrud Wasserzug

4 de fev de 2015

1º TRIMESTRE DE 2015 - LIÇÃO Nº 06 - 08.02.2015 - "SANTIFICARÁS O SÁBADO"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL DA
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 06 - DATA:08/02/2015
TÍTULO: “SANTIFICARÁS O SÁBADO”
TEXTO ÁUREO – Mc 2.27
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Ex 20.8-11; 31.12-17

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO







I – INTRODUÇÃO:



No Velho Testamento, Deus ordenou aos israelitas que santificassem o dia do sábado e não trabalhassem nesse dia.  Deveriam os cristãos de hoje, também, descansar  e adorar no dia do sábado?  O que a Bíblia diz?




II - DEVEM OS CRISTÃOS GUARDAR O SÁBADO HOJE EM DIA?



Em Êxodo 20:8-11 Deus ordenou aos judeus que guardassem o dia do sábado.  No entanto, vemos que as leis do Velho Testamento eram para continuar somente até a morte de Cristo. Vamos observar as passagens bíblicas abaixo:



Efésios 2:14-15 - Esta passagem mostra que Cristo aboliu a "lei dos mandamentos".  Desde que a guarda do sábado era um  destes mandamentos, e não foi incluída no Novo Testamento, não necessitamos guardar o sábado.



Romanos 7:4-7 - Esta passagem claramente diz que morremos para a lei e estamos, portanto, "libertos da lei".  A lei de que Paulo falava incluía os dez mandamentos, porque no versículo 7 ele citou: "Não cobiçarás" como uma das leis.



2 Coríntios 3:6-11 - Aqui Paulo está comparando o ministério da morte e da condenação com o ministério do Espírito e da justiça.  O ministério da morte estava desaparecendo, mas o ministério do Espírito estava continuando.  Mas qual era o ministério da morte e da condenação que estava desaparecendo?  Era o ministério "gravado com letras nas pedras".  Se cremos no Novo Testamento, temos que acreditar que a revelação escrita nas pedras, no Velho Testamento (os dez mandamentos), já morreu. Esta passagem afirma isso claramente.




Gálatas 3:19­ - Se a lei foi acrescentada até que Cristo veio, então o domínio da lei parou quando Ele veio.



Gálatas 3:24-25­ - A lei foi nosso instrutor, para levar-nos a Cristo; mas agora que Cristo veio, "já não permanecemos subordinados ao instrutor".



Gálatas 4:1-5 -­ A lei foi dada para a infância do povo de Deus.  Cristo veio para nos adotar como filhos e redimir-nos da lei.



Gálatas 4:24,31­ - Neste trecho, Paulo compara a lei dada no Sinai com Hagar (a mulher escrava), e a nova aliança com Sara (a esposa livre).  Ele diz claramente que somos da mulher livre e não da mulher escrava.  Portanto, estamos sob a nova aliança e não sob a aliança do Monte Sinai, que incluiu os dez mandamentos. 



Gálatas 5:4­ - A consequência da volta para a lei é que decaímos da graça.



Hebreus 7:12­ - A lei foi mudada.



Hebreus 7:18-19­ - A antiga aliança foi revogada.



Hebreus 8:7-13­ - Temos uma nova aliança.  Por que voltar para a velha?



Hebreus 9:4­ - A aliança a que ele tem se referido inclui as "tábuas da aliança": os dez mandamentos.



Colossenses 2:16-17 - Talvez seja este o texto mais importante de toda esta discussão, porque ele claramente menciona o dia do sábado como parte da sombra que foi substituída por Cristo. O sábado não é mais  parte do padrão de Deus do que a conservação do festival da lua nova.  Ambos foram partes da aliança do Velho Testamento, que foi substituída pela nova aliança de Cristo.




III - NO NOVO CONCERTO NÃO HÁ MANDAMENTO PARA GUARDAR O SÁBADO, EMBORA ENCONTREMOS TODOS OS OUTROS NOVE MANDAMENTOS:






-          ANTIGO CONCERTO

-          NOVO CONCERTO

1º Mandamento - NÃO TERÁS OUTROS DEUSES DIANTE DE MIM - Ex 20:2-3

No N.T. - I Cor 8:4-6; At 17:23-31; I Cor 10:7, 14


2º Mandamento - NÃO FARÁS PARA TI IMAGEM DE ESCULTURA -  Ex 20:5-6

No N.T. - I Jo 5:21; Jo 4:23-24

3º Mandamento - NÃO TOMARÁS O NOME DO SENHOR TEU DEUS EM VÃO - Ex 20:7

No N.T. - Tg 5:12; Mt 5:34, 37

4º Mandamento - LEMBRA-TE DO DIA DE SÁBADO PARA O SANTIFICAR - Ex 8-11

No N.T. - ???????? - ESTE É O ÚNICO MANDAMENTO QUE NÃO SE ENCONTRA REPETIDO NO NOVO CONCERTO. NÃO ENCONTRAMOS NENHUM ENSINO DE JESUS OU DOS APÓSTOLOS PARA SANTIFICARMOS O DIA SÉTIMO MAIS DO QUE QUALQUER OUTRO

5º Mandamento - HONRA A TEU PAI E A TUA MÃE - Ex 20:12

No N.T. - Ef 6:1-4 - ESTE MANDAMENTO FOI AMPLIADO, POIS INCLUI A RESPONSABILIDADE DE OS PAIS DISCIPLINAREM OS PRÓPRIOS FILHOS

6º Mandamento - NÃO MATARÁS -  Ex 20:13

No N.T. - Rm 13:9; Mt 5:22; I Jo 3:15 - JESUS INTERPRETA QUE ODIAR EQUIVALE A MATAR

7º Mandamento - NÃO ADULTERARÁS - Ex 20:14

No N.T. - I Cor 6:9-10; Mt 5:27-28 - JESUS AMPLIA ESTE MANDAMENTO PARA INCLUIR O DESEJO DO CORAÇÃO

8º Mandamento - NÃO FURTARÁS - Ex 20:15

No N.T. - Ef 4:28

9º Mandamento - NÃO DIRÁS FALSO TESTEMUNHO CONTRA O TEU PRÓXIMO - Ex 20:16

No N.T. - Cl 3:9; Tg 4:11; Ef 4:25  - É UMA ADVERTÊNCIA CONTRA O PECADO DE PERJÚRIO

10º Mandamento - NÃO COBIÇARÁS - Ex 20:17

No N.T. - Ef 5:3, 5; Lc 12:15, 21





Jesus Cristo nunca ordenou que guardasse o sábado - Jo 5:16-18.



Os grandes acontecimentos do Cristianismo não se deram no sábado, mas no domingo - Mt 28:1-10; Mc 16:9-11; Lc 24:13-35; Jo 20:1, 11, 19, 26; (Lv 23:16 cf At 2:1-13); At 2:14, 41; Apc 1:10



A igreja primitiva guardava o domingo e não o sábado - At 26:6-7; I Cor 16:1-2



O apóstolo Paulo diz que ninguém deve julgar alguém que não guarda o sábado, porque todos os dias são iguais - Rm 14:4-6; Cl 2:16-17.




IV - CONSIDERAÇÕES FINAIS:



Os cristãos de hoje têm que seguir o Novo Testamento, que não ordena que qualquer dia seja completamente posto de lado como um dia de descanso, mas sim, mostra o padrão dos cristãos reunindo-se para adorar juntos nos domingos - Atos 20:7; 1 Coríntios 16:1-2.


FONTES DE CONSULTA:

Estudo “A aliança com Deus e seus efeitos” – Pr. Guilherme
Estudo “As sete grandes alianças e a nova aliança” – Pr. José Antônio Corrêa
Estudo “A Nova Aliança” – Keith Mathison
Estudo “Deveriam os cristãos guardarem o sábado hoje em dia?”  - De Gary Fisher - 3ª Edição Brasileira Publicada em 1996 - Traduzida por Arthur Nogueira Campos