Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







26 de jun de 2012

3º TRIMESTRE DE2012 - LIÇÃO Nº 01 - 01/07/2012 - "NO MUNDO TEREIS AFLIÇÕES"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 01 - DATA: 01/07/2012
TÍTULO: “NO MUNDO TEREIS AFLIÇÕES”
TEXTO ÁUREO – Jo 16.33
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Jo 16.20-21, 25-33
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/




I - INTRODUÇÃO:



Assim como a morte, o sofrimento iguala todos os homens; põe todos no mesmo nível: não poupa o rico, nem protege o pobre; não tem preferência pela cor, nem pergunta pela identidade.




II – ALGUMAS LIÇÕES DO SOFRIMENTO:



O SOFRIMENTO É SENTIR DOR FÍSICA OU MORAL. É como uma situação temporária de desordem, originada pelo pecado.



Leiamos Jó 1:1-3; 13-22 - O livro de Jó trata de um dos assuntos mais difíceis na experiência humana: como entender e lidar com o sofrimento? Fundamentados neste Livro, reflitamos algumas lições do sofrimento:



(1ª) – PESSOAS BOAS SOFREM – Jó 1.1 – Aqui está a definição, do ponto de vista de Deus, do caráter de Jó.



Enquanto entendemos que o sofrimento entrou no mundo por causa do pecado (Gn 3), aprendemos também, em vários trechos bíblicos, que a dor e a tristeza atingem as pessoas boas e dedicadas deste mundo – II Cor 11.23-28; 12.7-9



(2ª) – O DIABO QUER DESTRUIR A NOSSA FÉ POR MEIO DO SOFRIMENTO – Jó 1.6-11 - O propósito de Satanás fica bem claro: Ele vê o sofrimento como uma grande oportunidade para derrubar a fé dos servos de Deus; ele aceitou o desafio de tentar destruir a fé de um dos homens mais idôneos do mundo.



Em sua ousadia, satanás desafiou Jesus, usando todas as tentações imagináveis para vencê-Lo (Mt 4:1-11).



Ou seja, o diabo entende muito sobre a natureza humana. Ele sabe que pessoas que servem a Deus fielmente, quando tudo vai bem na vida, podem ser tentadas por meio de alguma calamidade pessoal: Problemas financeiros, a morte de um ente querido, alguma doença grave, etc. Com muita frequencia, tais sofrimentos na vida motivam o crente a abandonar a fé e a Cristo.



Jó 2.9 - Enquanto a mulher de Jó não prevaleceu na vida do próprio marido, o conselho dela vem derrubando a fé de muitas outras pessoas que enfrentam dificuldades no cotidiano.



Assim como Jó não sabia a fonte de seu sofrimento, muitas vezes também não temos noção da fonte das nossas dificuldades. Mas podemos ter certeza que o diabo está torcendo para que tropecemos e nos afastemos de Deus.



(3ª) – AMIGOS NEM SEMPRE AJUDAM – Jó 2.11 - Três amigos de Jó ficaram sabendo de seu sofrimento. No entanto, as palavras deles não ajudaram. Ofereceram explicações baseadas em suas opiniões e não na verdade que vem de Deus. Onde Deus não tinha falado, eles ousaram falar. O resultado não foi consolo e ajuda, e, sim, perturbação e desânimo. Quando alguém sofrer perdas, provações, etc, procuremos conselhos e orientações na Palavra de Deus e da boca de pessoas que a conhecem e que vivem segundo a vontade do Senhor.



(4ª) – DEUS NÃO EXPLICA TUDO – Jó 3.11-12, 16, 20, 23 cf Hc 1.3 - Quando sofremos, é natural perguntar: "Por quê?". Milhões têm feito a mesma pergunta. Porém, é interessante e importante observar que Deus não responde a todos nossos questionamentos.



Podemos ler o livro de Jó do começo ao fim, e não encontraremos uma resposta completa de Deus à pergunta do sofredor. Durante a boa parte da história, Deus deixou Jó e seus amigos ponderarem o problema. E Quando o Senhor falou no fim do livro, ele não explicou o porquê – Rm 11:33-36 – DEUS NÃO EXPLICA TODAS AS COISAS!



(5ª) – DEPOIS DO SOFRIMENTO VÊM AS BÊNÇÃOS – Jó 42.10-17 – O sofrimento desta vida é temporário! O de Jó foi intenso, mas não durou para sempre. É bem provável que ele lembrou, durante o resto da vida, daquelas experiências doloridas. Mas a crise passou e a vida continuou. Deus restaurou as posses dele em porções dobradas.



A mesma coisa acontece conosco. Enfrentamos alguns dias muito difíceis, mas as tempestades passam e a vida continua. Em Cristo Jesus, nós temos uma grande vantagem, uma esperança bem definida de perseverança e consolação - Hb 12:1-3.



(6ª) – FIÉIS NO SOFRIMENTO - Nós vamos sofrer nesta vida. Pessoas que dizem que os filhos de Deus não sofrem são falsos mestres que não conhecem e não aceitam a Palavra do Senhor: Jó perdeu tudo. Jeremias foi preso. João Batista foi decapitado. Jesus foi crucificado. Estevão foi apedrejado. Paulo sofreu naufrágio e prisões.



Eu e você vamos também sofrer. Os problemas da vida não sugerem falta de fé e não são provas de algum terrível pecado na nossa vida. Jó foi fiel a Deus no período do seu sofrimento e Deus o abençoou sobremaneira. A fidelidade de Jó precisa calar nosso coração - Jó 1:20-22 cf Tg 1:2-4 cf II Cor 1:3-7.



(7ª) – NO SOFRIMENTO DO JUSTO, DEUS TEM A ÚLTIMA PALAVRA - Jó e os seus amigos dialogaram procurando achar explicação para tanta desgraça. Mas no fim, Deus aparece; Ele tem a última palavra: O Senhor não respondeu às perguntas de Jó, mas falou do Seu poder e sabedoria. Vejamos:



(A) – Jó 37.5 cf Is 55.8 - Deus lida com situações elevadas demais para a plena compreensão da mente humana. A nossa limitação não nos permite ver as coisas com a amplitude da visão de Deus; a visão dEle não é como a nossa.



(B) – Dt 29.29 cf Dn 2.28 - A verdadeira base de fé acha-se na revelação do próprio Deus. Quando o rei Nabucodonosor viu que Daniel foi realmente usado pelo Senhor, reconheceu a existência do Deus de Daniel.



(C) – Tg 5.11 - Os métodos de Deus podem parecer duros, mas no final, Ele é plenamente compassivo e misericordioso. O fim das provações que o Senhor enviou a Jó revela que, em todas as suas aflições, Deus cuidava dele e o sustentava na Sua misericórdia. A restauração das riquezas de Jó revela o propósito de Deus para todos os crentes fiéis.




III - AULAS MINISTRADAS PELO SOFRIMENTO:



Leiamos o Salmo 130 e meditemos:



(1) – O SOFRIMENTO NOS ENSINA A ORAR – Sl 130.1-2.



(2) - O SOFRIMENTO ENSINA E REVELA QUEM DEUS É – Sl 130.3-4.



(3) - O SOFRIMENTO NOS ENSINA A ESPERANÇA – Sl 130.5-8.




IV – FORMAS DE SOFRIMENTO DO JUSTO:



(A) - SOFRIMENTO PROBATÓRIO – São provas, tribulações, adversidades, doenças e males outros. São casos em que Deus permite o sofrimento para depurar a nossa fé, ou na Sua soberania cumprir propósitos Seus (At 9:15-16; II Cor 11:23-30; 12:7-10 cf I Pe 1:3-7; 4:14-16; Tg 5:10-11; 1:12; Hb 12:11; Sl 91:15).



(B) - SOFRIMENTO CULPOSO – Isto é, colhe-se o que se semeia. Uma das leis agrárias é que se colhe muito mais do que se planta (Os 8:7; Ec 3:2). Em muitos casos, este sofrimento é corretivo (Sl 119:67, 71); em outros, casos de juízo divino (I Cor 5:1-6 cf Ez 9).



(C) - SOFRIMENTO MALIGNO – À medida que travamos a guerra espiritual, é inevitável a ocorrência de choques, contratempos, dificuldades e outros males (Ef 6:11-16; I Ts 2:18 cf Mt 5:11-12).



V – CONSIDERAÇÕES FINAIS:



Sl 32.10 - Salmista fez uma declaração acerca do sofrimento que põe em inferioridade os ímpios em confronto com os que amam a Deus. Logo, o sofrimento vem para o justo e para o ímpio. Mas aquele que confia no Senhor tem a misericórdia como bálsamo, a fé que alivia a dor, a esperança que abranda a aflição, tem o socorro e a proteção de Deus.



Lembremo-nos: O sofrimento não existia no Paraíso, antes da queda do homem; e não existirá na eternidade, na Nova Jerusalém (Is 65:17-25; Apc 21:4).



FONTES DE CONSULTA

1) Estudo bíblico “Lições do sofrimento” – de Ely X. de Barros

2) Estudo Bíblico “No sofrimento do crente é Deus quem tem altima palavra” – do Rev João Batista Azevedo

3) Estudo Bíblico “Por que Deus permite sofrimentos na vida do cristão” – de Paschoal Piragine Jr.

4) Estudo Bíblico – “Conhecendo Deus através do sofrimento” – de Neuber Lourenço