Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







4 de abr de 2009

LIÇÃO N° 02 - 12/04/2009 - "A SUPERIORIDADE DA MENSAGEM DA CRUZ"

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ENGENHOCA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL LIÇÃO 02 - DIA 12/04/2009 TÍTULO: “A SUPERIORIDADE DA MENSAGEM DA CRUZ” TEXTO ÁUREO – I Cor1:18 LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Cor 2:1-10 PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO

I – INTRODUÇÃO: · II Cor 11:4; Gl 1:6 - Não pode haver substituto para a mensagem simples da cruz, porquanto é através da mesma que o homem é levado de volta a Deus, através da reconciliação que há em Cristo. Tenhamos, pois, cuidado com “OUTRO EVANGELHO”, porquanto esse é apenas uma falsificação que alguém usa tirando proveito do Evangelho de Cristo. II - O QUE É O EVANGELHO?: · Leiamos Rm 1:16-17:

1. É PODER DE DEUS PARA SALVAÇÃO - A palavra “poder”, em relação ao Evangelho, significa a INTERVENÇÃO IMEDIATA E INSTANTÂNEA DE DEUS NA VIDA DO PECADOR. O Evangelho tem um poder miraculoso que pode transformar o mais vil pecador numa nova criatura. - A palavra “salvação” neste texto tem um sentido individual e também universal, pois é para todo aquele que crê. Quando Paulo usou a expressão “primeiro do judeu”, não quis dizer que é necessário tornar-se judeu para conhecer os benefícios do Evangelho. Basta crer. 2. É A REVELAÇÃO DA JUSTIÇA DE DEUS - Esta justiça é alcançada pela fé. Não é produzida pela mente humana. Ela é inerente a Deus. É própria de Sua natureza. Ela se revela na pessoa de Jesus Cristo e quem O aceita, recebe a justiça de Deus imputada. O pecador é justificado em Cristo, mediante a justiça de Deus manifestada na cruz do Calvário, em favor do pecador. · Nem as obras, nem cultura, nem raça, nem herança têm aceitação diante de Deus. Somente pela fé em Cristo Jesus.A fé é o meio pelo qual a justiça de Deus se tornou possível para uma nova relação com Ele. III – O EVANGELHO DEVE SER PREGADO DE FORMA INTELIGÍVEL: · Leiamos At 2:5-8 - O Evangelho é para todas as nações e classes. Deve, portanto, ser apresentado de modo inteligível a todos. O pregador deve saber dirigir-se a pessoas cultas e analfabetas; adultos e crianças; aos respeitados na sociedade e aos desprezados.

· PARA MEDITARMOS:- Certo membro de uma Igreja disse do seu pastor muito letrado:- “DURANTE SEIS DIAS DA SEMANA, O PASTOR É INVISÍVEL E DURANTE O SÉTIMO DIA, É INCOMPREENSÍVEL”. Se aquele bom pastor tivesse sabido conviver mais com o seu povo, teria conhecido suas necessidades e sabido falar na sua linguagem (Leiamos Pv 27:23). IV - AS QUATRO DIMENSÕES DO EVANGELHO: · Ef 3:18 - A oração de Paulo é que nós possamos compreender as seguintes dimensões do Evangelho: 1) A “LARGURA” DO EVANGELHO - (Apc 5:9, 13; 7:9-10; 14:6) - O Evangelho é tão largo que não se pode excluir nenhuma entidade, nenhuma comunidade humana. 2) O “COMPRIMENTO” DO EVANGELHO - (I Cor 15:24) - No tempo, começando no Éden, logo após a queda do homem, até o fim, quando o Reino for entregue ao Pai, durante todo esse espaço de tempo (o comprimento), Deus estará operando para produzir o seu propósito. Desde Adão e Eva até o último cristão a se converter no instante em que Cristo voltar, este é o “comprimento”. Nunca houve, nem haverá, até Cristo voltar, um intervalo na operação poderosa e salvadora do evangelho! 3) A “ALTURA” DO EVANGELHO - (Fp 2:9-11) - Vem do mais alto céu e desce até ao mais baixo inferno. O Evangelho, ou seja, o propósito de Deus, influirá em todo o Universo, em toda existência. 4) A “PROFUNDIDADE” DO EVANGELHO - (Ef 2:1-3) - Não há algum pecador ou rebelde que não possa ser incluído em tão grande salvação. V - O QUE O EVANGELHO OFERECE: 1) Remissão do pecado e da culpa - At 26:18 2) Paz aos que não a tem - Ef 2:17 3) Força ao incapacitado - Rm 5:6; II Cor 12:9 4) Pureza para o impuro - At 15:9 5) Abundância ao necessitado - Lc 14:16-17 6) Alegria ao pecador arrependido - Lc 15:22-24 7) A glória eterna aos filhos de Deus - Jo 17:24 VI - O EVANGELHO DE DEUS: 1) É de origem divina - Mc 1:1; Jo 1:1-2; Rm 1:1 2) Indica o caminho que conduz para a vida - Mt 7:13-14 3) Traz salvação a todos os que crêem - Ef 1:13 4) Transmite bênção plena - Rm 15:29 5) Deve ser transmitido pelo viver do crente - Fp 1:27 VI - COMO DEVEMOS ANUNCIAR O EVANGELHO: 1) Conforme fez Jesus, anunciando a Escritura - Lc 4:16-21; Jo 3:14-18 2) Conforme fez Paulo em Atenas, com seriedade - At 17:16 e ss 3) Conforme João, glorificando o amor - I Jo 4:9-14 4) Conforme Felipe, dando o exemplo de Cristo - At 8:35-40 5) Conforme a mulher samaritana, com eficiência - Jo 4:28-30, 39-42 6) Dando o exemplo e praticando - I Ts 1:7-10 7) No Espírito Santo - I Pe 1:12

FONTES DE CONSULTA: 1) Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia, Volume 2 - Editora e Distribuidora Candeia - Autores: Russel Normam Champlin e João Marques Bentes 2) Novo Comentário Bíblico Contemporâneo (Marcos) - Editora Vida - Autor: Larry W. Hurtado 3) Carta aos Romanos - Edições CPAD - Autor: Elienai Cabral 4) Tão Grande Salvação - ABU Editora - Autor: Russell Shedd 5) O Futuro Glorioso do Planeta Terra - Editora Betânia - Autor: Arthur E. Bloomfield 6) Lições Bíblicas - 3º Trimestre de 1994 - Edições CPAD - Comentarista: Esequias Soares da Silva 7) Tesouros de Conhecimentos Bíblicos - Edições CPAD - Autor: Emílio Conde 8) Mil Esboços Bíblicos de Gênesis a Apocalipse - Editora Evangélica Esperança - Autor: Georg Brinke