Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







26 de set de 2009

LIÇÃO Nº 01 - 04/10/2009 - "DAVI E A SUA VOCAÇÃO"

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ENGENHOCA – NITERÓI - RJ
ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
LIÇÃO 01 - DIA 04/10/2009
TÍTULO: “DAVI E A SUA VOCAÇÃO”
TEXTO ÁUREO – I Sm 13:14
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Sm 16:1, 3 10-13
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
I – INTRODUÇÃO: • “E NINGUÉM TOMA PARA SI ESTA HONRA, SENÃO O QUE É CHAMADO POR DEUS...” – Hb 5:4. Ser servo de Deus e exercer um ministério é uma honra que o Senhor dá a um ser humano; para isso, é necessário que haja VOCAÇÃO e CHAMADA, ambas dependentes de Deus e manifesta pelo Espírito Santo. II - QUANDO O SENHOR ESCOLHEU DAVI COMO SEU INSTRUMENTO?: • Resposta: Quando houve rejeição da Palavra do Senhor por parte do então líder (rei Saul). Assim, grande era a aflição! (I Sm 13:14) • O próprio Deus, por meio do profeta Samuel, já havia declarado a sentença para o rei Saul: “... Visto que já rejeitaste a palavra do Senhor, já ele te rejeitou a ti, para que não sejas rei sobre Israel” – I Sm 15:26b. • À vista disso, analisemos alguns acontecimentos na vida do rei Saul: Leiamos I Sm 9; 10; 28:6-9. (A) Saul foi um homem escolhido, chamado e ungido para ser rei; (B) profetizou; (C) foi cheio do Espírito de Deus; (D) Mandou matar aqueles que consultavam espíritos. No entanto, procurou uma feiticeira. (E) Não era um homem qualquer; era o rei de Israel: capaz de causar grandes benefícios ou prejuízos (como de fato causou), no relacionamento do povo com Deus. (F) Saul não se envolveu com mulheres e não tinha amor pelas riquezas. Entretanto, era um homem obstinado pelo poder, determinado a não perder o trono, tinha idéia fixa de permanecer como rei. (G) Isto fez dele um homem: 1. amante de si mesmo, ou egoísta (depois dele, seria ele, novamente); 2. presunçoso, ou pretensioso (capaz de fazer qualquer coisa para se manter no cargo); 3. soberbo, ou arrogante; ingrato (nunca pode demonstrar gratidão a Davi); 4. irreconciliável (por mais que Davi buscasse a paz, Saul fez questão de ser seu inimigo); 5. incontinente (incapaz de se controlar); 6. orgulhoso ou auto-suficiente (independente de Deus). • Conseqüência: Assim, vemos traçado o caminho de Saul para a perdição. • (1) Sua obediência foi incompleta para com Deus (I Sm 15); • (2) Seu orgulho, sua inveja e seu ciúme eram ilimitados (I Sm 18:6-16); • (3) Seu ódio era grande contra Davi, o vocacionado pelo Senhor (I Sm 18:25; 19:8-11); • (4) Chacinou os sacerdotes de Deus (I Sm 22:6-19); • (5) Envolveu-se com a feitiçaria (I Sm 28); • (6) Seu fim foi trágico: suicidou-se (I Sm 31). • Antes de todos esses acontecimentos, o Deus Eterno já havia dito ao profeta Samuel: “... Até quando terás pena de Saul, havendo-o eu rejeitado, para que não reine sobre Israel? Enche um chifre de azeite e vem; enviar-te-ei a Jessé, o belemita; porque, dentre os seus filhos, ME PROVI DE UM REI” – (I Sm 16:1) • Desses acontecimentos aprendemos que o Eterno sempre chama indivíduos para assim transmitir Sua salvação a muitos. O nosso Deus não realiza Sua obra através de comissões, mas por meio de indivíduos! III - CONDIÇÕES PARA UMA VERDADEIRA VOCAÇÃO DIVINA: 1. QUANDO TUDO PARECE PERDIDO E GRANDE É A AFLIÇÃO, DEUS VOCACIONA ALGUÉM – Analisemos algumas circunstâncias do chamado divino e suas finalidades: • Deus chamou Moisés quando o povo hebreu era escravo no Egito; Deus utilizou Moisés para libertar o povo hebreu da escravidão (Ex 3.8-10) • Deus chamou Gideão quando Israel ficou debilitado com a presença dos inimigos midianitas; Deus utilizou Gideão para libertar os hebreus das mãos dos midianitas (Jz 6.14) • Deus chamou Isaías quando havia guerra Siro-efraimita e houve a morte do rei Uzias; Deus usou Isaías para resgatar, no rei Acaz e no povo de Judá, a fé em Javé (Is 7.9) • Deus chamou Jeremias quando havia luta entre Egito e Babilônia pela posse de Canaã; Deus usou Jeremias para derrubar o inútil e construir e plantar a vida plena (Jr 1.10). 2. OS VOCACIONADOS PELO SENHOR SEMPRE ESTAVAM TRABALHANDO – Um verdadeiro servo chamado por Deus sempre está ocupado, fazendo algo. Os verdadeiros vocacionados por Deus NUNCA DÃO TRABALHO, sempre estarão trabalhando e fazendo a obra. • Davi: “apascentava as ovelhas” (I Sm 16:11) • Moisés: "apascentava o rebanho de Jetro" (Ex 3.1-6); • Gideão: "... malhava o trigo no lagar..." (Jz 6.11); • Isaías: “meditava no Templo de Jerusalém” (Is 6.1-2); • Jeremias: “envolvido em atividades e pensamentos de adolescentes, ou seja, considerou que não tinha idade necessária para participar ativamente na vida pública” (Jr 1:6) OBS: No antigo Israel, era muito apreciada a sabedoria dos anciãos, e as pessoas de pouca idade deveriam ficar em silêncio na presença dos mais velhos (Jó 32:4, 6). Por isso, Jeremias argumenta que as suas palavras careciam de autoridade, por ser ele ainda uma criança. 3. OS VOCACIONADOS RECONHECEM QUE NADA SÃO DIANTE DO SENHOR - Nosso Deus age através de pessoas fracas, por meio da Sua Palavra. • Davi compreendeu isso, quando disse, entre outros, à sua esposa Mical: “... ainda mais desprezível me farei e me humilharei aos meus olhos” (II Sm 6:21-22). • Moisés disse: "quem sou eu para ir... e tirar do Egito os filhos de Israel?" (Ex 3.11); • Gideão disse: "... a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu, o menor na casa de meu pai" (Jz 6.15); • Isaías disse: " Sou um homem de lábios impuros..." (Is 6.5); • Jeremias disse: "...não sei falar, porque não passo de uma criança" (Jr 1.6). • Leiamos I Cor 1:26-29 e façamos o seguinte resumo: • (1) A vocação divina, segundo a Bíblia, ocorre em um momento de grande crise e angústia do povo; • (2) Deus não leva em consideração a condição social e econômica, nível de cultura, idade e pureza do vocacionado para exercer a missão; • (3) A missão de uma pessoa vocacionada é destruir a maldade e a injustiça e construir a vida plena na sociedade humana. IV – A VOCAÇÃO PERTENCE ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE A DEUS: • Deus ordenou ao profeta Samuel que fosse à casa de Jessé, porquanto dentre os filhos daquele belemita, tinha provido um rei – I Sm 16:1; • Na casa de Jessé, formaram-se duas filas: UMA HUMANA (composta por sete pessoas); UMA DIVINA (composta por apenas um homem); A FILA HUMANA ESTAVA PRESENTE; A DIVINA, AUSENTE!; • Samuel, mesmo sendo um homem de Deus, pendeu logo para o lado da vantagem e disse consigo mesmo, quando viu a Eliabe, o primogênito de Jessé: “Certamente está perante o Senhor o seu ungido”. (I Sm 16:6); • Porém o Senhor disse a Samuel: “Não atentes para sua aparência, nem para a altura da sua estatura, porque o tenho rejeitado...” (I Sm 16:7); • Samuel então resolveu fazer uma contagem regressiva para ver onde encontrava o escolhido do Senhor para aquele cargo de tanta envergadura; • Mas a rejeição divina foi de SETE a ZERO: “... o Senhor não tem escolhido a estes” (I Sm 16:10); • Se a vocação estivesse na mão humana, um daqueles mancebos a teria recebido. • Entretanto, a vocação pertence única e exclusivamente a Deus e não ao homem. Não nos esqueçamos: DAVI ESTAVA AUSENTE! NEM SEQUER FOI CONVIDADO PARA O BANQUETE! • No entanto, O NOME DE DAVI CONSTAVA NA LISTA DIVINA como sendo o vocacionado predileto do Senhor. • Com a chegada de Davi à presença de Samuel, o Espírito do Senhor fez o santo homem de Deus sentir que de fato era aquele! • Não foi Samuel quem disse: “EU PROFETIZO”; “EU DECLARO”; “EU DETERMINO”. Samuel era apenas um ser humano; uma criatura de Deus; era apenas servo e não "Senhor"! • A vocação e a chamada para cargos na obra do Senhor não pertencem ao homem, tampouco estão subordinadas à vontade humana. • Mas o Deus Todo-Poderoso disse à Sua criatura, ao homem e apenas servo, o profeta Samuel: “... LEVANTA-TE, E UNGE-O, PORQUE ESTE MESMO É” – (I Sm 16:12). • A vocação é obra exclusiva do Senhor nosso Deus! Quem manda é Ele; quem escolhe é Ele; quem vocaciona é Ele; quem chama é Ele; • Ele é o Senhor da seara; • Deus continua o mesmo, ontem, hoje e eternamente. Ele é o Eterno "EU SOU O QUE SOU". • Nós não somos nada, mas ELE É TUDO EM TODOS! TUDO ELE É!
A bênção na vida daquele que é chamado por Deus só será completa e vista por todos quando o Senhor da Seara verdadeiramente o vocacionar. • E foi este exatamente o resultado: DAVI FOI UNGIDO NA PRESENÇA DO SEU PAI E NA DE SEUS SETE IRMÃOS, PARA GLÓRIA E HONRA DO NOSSO DEUS.
V – CONSIDERAÇÕES FINAIS: • Quando um servo do Senhor é verdadeiramente vocacionado por Deus, não se precipita; ele espera. Tem convicção que, no devido tempo, todos os planos do Eterno Deus a seu respeito hão de se cumprir da maneira mais maravilhosa possível. • Davi confiava inteiramente em Deus! E do verdadeiramente vocacionado por Deus são estas palavras no Sl 118:8-9: “É MELHOR CONFIAR NO SENHOR DO QUE CONFIAR NO HOMEM. É MELHOR CONFIAR NO SENHOR DO QUE CONFIAR EM PRÍNCIPES" • Que assim seja, para honra e glória do nosso Deus e em nome de Jesus.
Fontes de consulta: A Bíblia de Estudo Almeida - SBB Estudo bíblico “O chamado de Isaías para ser profeta” – de Tércio Machado Siqueira Estudo bíblico “No Coração do Vocacionado” – de Antonio Carlos Barro Lições Bíblicas – CPAD – 3° Trimestre de 1991 – Comentarista: Adilson Faria Soares A Espada do Senhor – Chamada da Meia-Noite – Wim Malgo O Crente e a Prosperidade – CPAD – Severino Pedro da Silva Mil Esboços Bíblicos – Editora Evangélica Esperança – Georg Brinke Ética Pastoral – CPAD – Nemuel Kessler