Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







28 de nov de 2013

4º TRIMESTRE DE 2013 - LIÇÃO N° 09 - 01/12/2013 - "O TEMPO PARA TODAS AS COISAS"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 09- DATA: 01/12/2013
TÍTULO: “O TEMPO PARA TODAS AS COISAS”
TEXTO ÁUREO – Ec 3.1
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Ec 3.1-8

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/







I – INTRODUÇÃO:


Uma das coisas que o Livro de Eclesiastes nos ensina é: Experimentemos a sabedoria terrena, os prazeres, as edificações, as plantações, a criação e coleção de obras de arte, a criação de gado, a música, as riquezas, a fama, e veremos que tudo isso é vaidade e aflição de espírito, quando estamos longe da presença de Deus.



II – PEQUENA SÍNTESE DO LIVRO DE ECLESIASTES:


TÍTULO – A palavra “Eclesiastes” significa “Pregador”. Pode ter sido assim chamado pelo fato de ter Salomão, depois da sua triste experiência de desviar-se, ensinado publicamente as suas experiências e as lições aprendidas.


TEMA - No livro dos Provérbios tomamos conhecimento da sabedoria que tem o seu princípio em Deus. Agora, em Eclesiastes, tratamos da sabedoria meramente natural, que, à parte de Deus, procura encontrar a verdade e a felicidade. Ambos os livros foram escritos por Salomão: o primeiro durante a primeira parte de seu reinado, quando andava com Deus; o segundo, durante a última parte de seu reinado, quando o pecado o separava do seu Criador.


Nos Provérbios, ouvimos dos lábios de Salomão uma nota de gozo e contentamento ao meditar sobre as bênçãos da sabedoria divina; em Eclesiastes, um tom de tristeza, desalento e perplexidade ao ver o fracasso da sabedoria natural ao tentar resolver os problemas humanos e obter a perfeita felicidade.


Depois de seu afastamento de Deus, Salomão ainda tinha riqueza e sabedoria. Possuído destas, começou a sua investigação da verdade e da felicidade sem Deus. O resultado tem sua expressão na sentença sempre citada: “Tudo é vaidade”, que aqui significa “vazio, sem valor”.


Salomão aprendeu a seguinte verdade, que resumo o tema do livro: Sem a bênção de Deus, sabedoria, posição e riquezas não satisfazem; muito pelo contrário, trazem cansaço e decepção.



III – UMA EXORTAÇÃO BÍBLICA: “É TEMPO DE CHORAR”:


Deus nos conclama ao gemido, ao clamor e ao choro.



CLAMOR - O sentido básico desta palavra é GRITAR POR SOCORRO EM TEMPO DE AFLIÇÃO. É usada quase que exclusivamente com referência a UM GRITO, UM CLAMOR DE UM CORAÇÃO ANGUSTIADO, NECESSITADO DE ALGUM TIPO DE AJUDA.



Ex 2:23-25 - Israel gemia pela opressão no Egito. Quatrocentos anos se passaram e já reinava um novo Faraó que desconhecia a história dos israelitas. O povo então: Suspirou, Clamou e Gemeu.


E Deus ouviu o gemido e o clamor de Israel, viu atentamente a aflição do Seu povo, conheceu as dores e a opressão dos israelitas e desceu para livrá-los das mãos dos egípcios – Ex 3:7-9.


Vejamos outros exemplos bíblicos de gritos e clamores dirigidos ao nosso Deus e que alcançaram respostas:


(1) - DOS CEGOS - Mt 9:27-31;


(2) - DOS TEMEROSOS E EM GRANDE PERIGO - Mt 14:22-33;


(3) - DE UMA MÃE PREOCUPADA - Mt 15:21-28;


(4) - DOS DOMINADOS PELOS DEMÔNIOS - Mc 5:1-20; e


(5) - DE UM PAI PELO SEU FILHO - Mc 9:14-27


No Livro de Eclesiastes há também um outro chamado de Deus. Analisemos:


“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: ... há... TEMPO DE CHORAR...” - Ec 3:1, 4a.


Este é o chamado de Deus para nos colocarmos no lugar das pessoas sofredoras por meio das orações intercessórias.


Relacionemos algumas razões pelas quais devemos chorar pela situação atual do mundo:


(1) - A HUMANIDADE ABANDONOU A DEUS: -


(1.1) - As nações se esqueceram de Deus (Sl 9:17);


(1.2) - O mundo não quer aceitar o conhecimento de Deus (Rm 1:28);


(1.3) - O mundo mostra desprezo pela bondade, tolerância e paciência constantes de Deus (Rm 2:4); e


(1.4) - O mundo se endurece por causa dos juízos de Deus e por colherem o que semeiam (Rm 2:5; Apc 16:21).



(2) - O PECADO SE MULTIPLICA:


(2.1) - Os perversos pioram cada vez mais, enganando e sendo enganados (II Tm 3:13);


(2.2) - Os pecados descritos em II Tm 3:1-5 estão em evidência;


(2.3) - Os pecados grosseiros da perversão sexual, estupro e pornografia endurecem a consciência do mundo;


(2.4) - O terrorismo, o sadismo e crueldade alcançam proporções incalculáveis; e


(2.5) - A guerra está cada vez mais terrível e a paz parece constantemente precária.



(3) - COMO IGREJA, ESTAMOS INATIVOS, FRACOS e ESPIRITUALMENTE ADORMECIDOS - Rm 3:11-12 cf Pv 10:5:


(3.1) - Temos nome de estar vivos, mas, com frequencia, estamos espiritualmente mortos (Apc 3:1);


(3.2) - Falta-nos o poder que deveria dar ao mundo nosso testemunho de espiritualidade e piedade (II Tm 3:5);


(3.3) - Há um afastamento da sã doutrina e os falsos cultos se multiplicam (II Tm 4:3-4);


(3.4) - Nossa condição espiritual é muitas vezes semelhante à Igreja de Laodicéia (Apc 3:17);


(3.5) - Perdemos o entusiasmo da primeira Igreja pelo testemunho e conversão de almas; e


(3.6) - Ficamos perturbados com os pecados espalhafatosos do mundo, mas estamos sempre agindo como ele, pensando como ele, imitando a ele.



(4) - PORQUE A VINDA DO SENHOR ESTÁ PRÓXIMA E A NOSSA TAREFA TÃO INCOMPLETA:


(4.1) - Devemos nos lembrar que cada pessoa que não aceita a Jesus como Salvador irá passar a eternidade no inferno.



(5) - PORQUE A NATUREZA GEME – Rm 8:22:


(5.1) - Ela não tem culpa do estado de maldição em que está hoje; teve seu estado original alterado (Rm 8:20).


(5.2) - As dores de parto que a terra sente é o aguardo de novos céus e terra. No milênio, todas as características originais serão restauradas (Apc 21:1).



(6) - PORQUE A IGREJA GEME – Rm 8:23:


(6.1) - Gememos esperando a libertação desse corpo, da carne; queremos e precisamos fazer o bem, mas nem sempre conseguimos – Rm 7:19.


(6.2) - Gememos, pois queremos deixar esse tabernáculo, esse corpo mortal, inclinado ao pecado, para recebermos nosso novo corpo. Nesse corpo corruptível há uma centelha de Deus, que almeja e deseja somente Ele - I Cor 15:53.


(6.3) - Gememos esperando nossa adoção, como plenos filhos de Deus. É difícil sabermos que somos filhos, mas não temos ainda os direitos adquiridos dessa filiação - I Jo 3:2.



(7) - PORQUE O ESPÍRITO SANTO GEME – Rm 8:26:


(7.1) - Em último estágio, vemos o Espírito gemendo, suspirando pelas nossas fraquezas e fracassos. É um nível de gemido intenso e profundo, sentindo dores. É um gemido diferente dos demais.


(7.2) - Gemidos Inexprimíveis - Que não se consegue entender por palavras, gestos e fisionomias. Não há ninguém nesse mundo que consiga entender Seu lamento, Sua voz silenciosa: Só Deus sabe qual é a intenção do Espírito ao interceder pelo Seu povo – Rm 8:27a.



IV - OS QUE CHORARAM:


(1) - Jó testemunhou - Jó 30:25;


(2) - Moisés e outros filhos de Deus choraram sobre o pecado do povo - Nm 25:6;


(3) - Davi testemunhou ter chorado e jejuado pelo povo de Deus - Sl 69:10;


(4) - Isaías chorou pela necessidade de seu povo - Is 16:9;


(5) - Deus disse ao rei Josias - II Rs 22:19;


(6) - Quando Esdras chorou pelo povo, todos choraram e oraram - Ed 10:1;


(7) - Neemias sentou-se e chorou por Jerusalém e quando soube da situação de seus irmãos - Ne 1:4;


(8) - Jeremias ficou conhecido como o profeta pranteador por causa do grande peso de oração que sentia carregar pelo seu povo - Jr 8:21; 9:1; 13:17; 14:17; Lm 2:11; 3:48-51;


(9) - Paulo, o apóstolo-missionário, era também conhecido pelo seu ministério de lágrimas - At 20:18-19, 31; II Cor 2:4;


(10) - O profeta Eliseu, o homem de Deus que chorou – II Rs 8:7-11.


“Ainda assim, agora mesmo diz o SENHOR: ... Chorem os sacerdotes, ministros do SENHOR, entre o alpendre e o altar, e digam: Poupa o teu povo, ó SENHOR, e não entregues a tua herança ao opróbrio, para que as nações façam escárnio dele; porque diriam entre os povos: Onde está o seu Deus?” – Jl 2:12, 17.


Este tem sido o chamado de Deus a todos nós, principalmente os líderes cristãos, para orarmos com lágrimas pelo Seu povo. Por que?!


(A) - Nossa época é semelhante à enfrentada por Isaías – Is 22:12 - Assim como o homem de Deus, os profetas de hoje devem conclamar o povo santo do Senhor ao arrependimento, à humilhação, às lágrimas, à oração e ao jejum, e não à superficialidade; e


(B) - O nosso Deus vê e registra nossas lágrimas – Sl 56:8.



V - CONSIDERAÇÕES FINAIS:


Choremos, pois, aos pés do Senhor... Amém.


FONTES DE CONSULTA:

1)       Harris, R. Laird, Archer, Gleason L. e Waltke, Bruce K.- Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento, Edições Vida Nova.
2)       Brinke, George - Mil Esboços Bíblicos de Gênesis a Apocalipse - Editora Evangélica Esperança.
3)       Duewel, Wesley L. - Toque o Mundo Através da Oração - Editora e Distribuidora Candeia.
4)       A Bíblia Vida Nova - Edições Vida Nova
5)       A Bíblia de Estudo Pentecostal – CPAD
6)       Pfeiffer, Charles F. e Harrison, Everett F. – Comentário Bíblico Moody – Imprensa Batista Regular

18 de nov de 2013

4º TRIMESTRE DE 2013 - LIÇÃO Nº 08 - 24.11.2013 - "A MULHER VIRTUOSA"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 08- DATA: 24/11/2013
TÍTULO: “A MULHER VIRTUOSA”
TEXTO ÁUREO – Pv 31.10
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Pv 31.10-21, 23-29

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/







I – INTRODUÇÃO:


Com um toque poético, o trecho onde se descreve “a mulher virtuosa” demonstra que a mulher piedosa pode encontrar realização no lar, na comunidade e na carreira. Esse relato não limita o papel da mulher a uma só destas áreas. Mas também não cria exigências irreais por parte das mulheres, ou seja, não as obriga a fazer tudo em todas as áreas. Algumas mulheres se concentrarão mais num dos aspectos relatados que em outros. Em vez de apresentar um sonho impossível, esse epílogo do Livro de Provérbios expõe algumas das oportunidades possíveis para as mulheres casadas e com filhos. A mulher virtuosa usa a sabedoria no essencial da vida.



II - MULHER VIRTUOSA, A MULHER IDEAL DE DEUS:


As considerações da descrição da mulher virtuosa daqueles dias servem para todas as épocas e nações.


(1) – MULHER VIRTUOSA – Pv 31.10 – Literalmente, “uma esposa nobre”. O adjetivo usado (“virtuosa”) é usada em diversos contextos com referências à força, capacidade, eficiência, riqueza e valor – Pv 12:4; 18:22; 19:14 cf Rt 3.11


Não se pode pensar em nada mais valioso do que a virtude. Disse alguém que seria preferível morrer um milhão de vezes a viver em pecado. Como pecadoras, as pessoas apenas existem, mas, como cristãs, elas vivem realmente. Pureza tem poder e exige respeito.


Muitas mulheres não resistem às tentações, desprezam conselhos e sacrificam a sua inestimável virtude no altar da luxúria. É um quadro triste quando deixamos de ver as rosas da pureza florescendo nas faces das jovens. Desejos pecaminosos depressa deixam ali traços de dissipação. Cristo dá poder para caminharmos no único caminho que conta: o caminho da pureza. Viver uma vida pura e cristã deve ser a ambição de todos – Mt 5.8.



(2) - DIGNA DE CONFIANÇA – Pv 31.11-12 - Que elogio dizer-se que ela é absolutamente leal. Qualquer homem pode confiar em tal mulher. Ele  sabe que nunca seria traído por ela e que preferiria morrer a ser indigna da sua confiança.


Ela sabe guardar segredos, mas não há segredos entre eles, porque são um em tudo.


Ela é compreensiva, animadora, compassiva, prudente. Tem uma firmeza que é uma constante ajuda e inspiração para o seu marido. Quando a tentação vem, ela aí está para o ajudar a sair vitorioso.



(3) – ENÉRGICA – Pv 31.13-16, 19, 24, 27 – É trabalhadora e não preguiçosa! Está sempre ativa. O seu coração, cabeça, mãos, pés, enfim, todo o seu ser, é dedicado ao bem-estar de seu lar. A sua fé cristã é prática e é expressa em abnegado serviço. Nunca será encontrada desperdiçando seu tempo, porque sempre tem coisas dignas para fazer – Pv 10.4.


Tem prazer no seu trabalho e, a despeito de parecer monótono, fá-lo com um sorriso de satisfação – Pv 19.15.


As palavras hebraicas para alimento e porção são fora do comum, mas foram usadas de maneira muito semelhante em Pv 30:8.



(4) – BEM CONSTITUÍDA – Pv 31.17 – Ela sabe que deve ser saudável, a fim de executar os seus fatigantes deveres com eficiência. Vigia a sua dieta, porque crê no velho adágio “Muitas pessoas cavam as suas sepulturas com os dentes”.


No meio das suas tarefas, ela não se esquece de quão importante é arranjar tempo para recreio. Uma longa caminhada, pesca ou jogos ao ar livre com as crianças, tem um benéfico efeito sobre o seu corpo cansado, e não somente acrescenta anos à sua vida, mas, também, reduz a conta do médico.


A mulher virtuosa está livre de todos os há­bitos que a prejudiquem física, mental ou espiritualmente. Ela sabe que o seu corpo é o templo do Espírito Santo e faz todo o possível para torná-lo uma residência digna para Ele.



(5) – ECONÔMICA – Pv 31.18 – Ela governa bem a sua casa, o que acontece com poucos governos. Compra coisas boas, mas conhece o valor do dinheiro e sabe como gastá-lo. Prefere passar sem algumas coisas, a sobrecarregar a família com prestações difíceis e dívidas ruinosas.


Seria fácil pensar que esta mulher fosse mágica, porque aprendeu a tornar como novas coisas antigas.


Ficamos surpreendidos ao saber que uma deliciosa refeição foi feita com o que sobrou de uma refeição anterior. A palavra “desperdício” não está no seu vocabulário.


“Vintém poupado, vintém ganhado”, disse Benjamim Franklin, e esta afirmação é uma econômica realidade no lar da mulher virtuosa.



(6) – DESINTERESSADA – Pv 31.20 - Os vizinhos terão razão para gostarem dela. Os velhos, doentes e os inválidos encontram nela o melhor amigo. Nunca está demasiado ocupada com os seus problemas para ir prestar assistência aos outros. Parece saber quando alguém está em necessidade e leva ou envia ajuda. As suas palavras trazem conforto, esperança e alegria para muitas pessoas ao longo da sua vida – Mt 20.27; II Cor 9.7.



(7) – PREPARADA – Pv 31.21-22 – Sabe que os ventos de inverno soprarão e que a terra ficará coberta por um manto de neve, mas ela e sua família estão preparados para isso.


Espreitemos a sua despensa e vejamos os deliciosos frutos e vegetais que tem guardados. O seu cuidado protege-a quando os dias chuvosos vem. Está preparada para a vida e para a morte, porque conhece Salvador. As pessoas com verdadeira sabedoria preparam-se sempre para o inevitável. – Am 4.2.



(8) – HONRADA – Pv 31.25 - O estilo deste vestuário foi desenhado, não em Paris ou Hollywood, mas no Céu. Os pobres podem usar roupa feita destes eternos tecidos (força e honra), do mesmo modo que os ricos.


A mulher ideal de Deus conserva a sua roupa sem mancha. Poder e honra podem ser arruinados rapida­mente por satanás. Ela abstém-se da aparência do mal. Pode corar e sabe o que significa para uma mulher ser modesta.


Tem força divina e pode manter-se isoladamente, se for necessário.


Tem fortes convicções acerca do bem e do mal.


Não segue as outras, nem faz coisas só porque é costume fazer-se.


Sabe que a verdade sempre vence e que o falso perde.


Os seus atavios de força e honra protegem-na dos ventos traiçoeiros da popularidade, que lançam tantas mulheres sobre os precipícios do mundanismo e desgraça. – Pv 22.1; I Tm 5.6.



(9) – PRUDENTE – Pv 31.26 - Ser prudente é ser praticamente sensato, cuidadoso com as consequências das atitudes ou ações; judicioso; circunspecto.


Esperam-se bons conselhos desta mulher. Ela pode ser firme e, contudo, muito bondosa.


As pessoas gostam de confiar nela porque não é mexeri­queira. Todos sabem que ela é digna de confiança e apreciam a sua amizade.


A reputação de muitas tem sido arruinada pela toada mexeriqueira “Ouvi dizer”. Uma boa atitude a tomar é esta: certifica-te de que o que dizem é verdadeiro antes de o repetires e então não o repitas – Tg 1.5; 3.6.



(10) – AMÁVEL – Pv 31.28-29 – Todos a amam, porque ela é muito amável. A sua vida é coerente como mãe e esposa. É natural que os seus filhos e marido a amem, honrem, respeitem e louvem.


Como uma verdadeira mãe, ela dá a conhecer a seus filhos, na altura própria, certos fatos e segredos da vida, os quais, infelizmente, são mantidos ocultos por muitas.


Ela previne-os do mal e, por consequência, mais fácil para eles a vitória.


Tem tanto intimidade e bom senso que seus filhos se sentem impelidos a fazer-lhe perguntas e a confiar nela. Para sermos amáveis, devemos amar a Cristo e aos outros – Lc 10.27.



(11) - TEMENTE A DEUS – Pv 31.30 – A mulher ideal de Deus, tem uma verdadeira perspectiva de valores. Sabe que é fácil ser enganada pelo valor ou popularidade e que a beleza  pode ser vã e superficial.


A beleza é enganosa e a formosura é passageira – Jó 14.2; Pv 5.3; I Pe 3.3-5.


Esta mulher de Provérbios nada sabia acerca do Calvário e da graça, como nós sabemos. Mas era fiel ao seu Deus. Esse é o segredo do seu caráter sem mancha, da sua permanente influência e do seu maravilhoso sucesso.


Ela possuía um temor respeitoso; o que significa que permanecia em temor, e adorava ao seu Senhor com todo o seu coração – Mt 6.33; Cl 1.18; Fp 1.21.



(12) – GALARDOADA – Pv 31.25, 31 – Ela é recompensada agora e no porvir. Que maior galardão podia ela desejar nesta vida do que o saber que fez tudo quanto podia para o seu Salvador, sua família, amigos e vizinhos? Ela está certa de que a sua influência permanecerá.


Que maior recompensa podia ela pedir depois de deixar este mundo, do que o privilégio feliz de viver e reinar por toda a eternidade com o seu Salvador?


Ela desfrutará da bela cidade, da companhia dos seus entes queridos, da música celestial e de muitas outras coisas. Mas a alegria e prazer eternos será contemplar Jesus e ser semelhante a Ele por toda a eternidade – I Jo 3.2.



III – COISAS DITAS A RESPEITO DO MARIDO DA MULHER VIRTUOSA:


(1) – Ele tem total confiança em sua lealdade, sabendo que ela não será esbanjadora – Pv 31.11.


(2) – Ele é abençoado pelo incansável trabalho dela todos os dias de sua vida – Pv 31.12.


(3) – Ele é exaltado como líder entre os anciãos – Pv 31.23.


(4) – Ele a louva diante dos outros por suas virtudes e bênçãos – Pv 31.28.



IV - CONSIDERAÇÕES FINAIS:


É no lar que o homem acumula forças para sua vida pública. No lar, a mulher lhe comunica a inspiração e a força que o fazem “estimado entre os juízes”. Seu segredo: discreta lealdade, sabedoria e economia inspiram crescente aprofundamento de apreciação.


Certamente nem toda esposa e mãe tem todas as qualidades declaradas no relato da “mulher virtuosa”. Mas toda esposa deve procurar servir a Deus, à sua família e ao próximo conforme os talentos e os recursos materiais que Deus lhe deu. Somente deste modo é que o homem que na primavera a escolheu, dirá dela entre os flocos de neve da velhice:


- “Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas”.


FONTES DE CONSULTA:
A Mulher Ideal de Deus – Editora A Espada do Senhor – Clifford Lewis
Comentário Bíblico Devocional – Editora Betânia – F. B. Meyer
Comentário Bíblico Moody
Comentário Bíblico Matthew Henry – CPAD
Bíblia Dake
Bíblia de Estudo Pentecostal – CPAD