Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







18 de mar de 2012

1º TRIMESTRE DE 2012 - LIÇÃO Nº 13 - 25.03.2012 - "SOMENTE EM JESUS TEMOS A VERDADEIRA PROSPERIDADE"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 13 - DATA: 25/03/2012
TÍTULO: “SOMENTE EM JESUS TEMOS A VERDADEIRA PROSPERIDADE”
TEXTO ÁUREO – Jo 10.10
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Jo 15.-11
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com


I – INTRODUÇÃO:

· Existe a vida de fé e existe a vida de cruz. Se seguirmos uma delas, com a exclusão da outra, teremos uma vida cristã distorcida. Devemos aprender a não ir para nenhum dos extremos e centralizar nossa caminhada cristã no meio da estrada. Desviarmo-nos demais para cada um dos lados pode fazer com que caiamos ao chão da arena abaixo de nós. Há uma palavra que deve ser nossa senha, se desejamos ter a vitória e queremos conservar as obras de Deus até o fim. EQUILÍBRIO! Que todos nós possamos achá-lo, sob a orientação do nosso Senhor e na Sua Palavra. Amém.


II – OS POBRES:

· O protestantismo atual está à caça dos ricos e influentes da sociedade. Algumas igrejas se autoproclamam como as igrejas das elites. A teologia criada para sustentar esta aberração cristã é chamada de Teologia da Prosperidade que, dentre outras coisas, ensina:

· Ser pobre é uma vergonha

· Ser pobre é ser maldito

· Ser pobre é um castigo divino

· Ser pobre é estar debaixo de um pecado

· Porém, vejamos o que diz a Palavra de Deus acerca dos pobres:

· (1) – São feitos por Deus (Jó 34.19; Pv 22.2)

· (2) – Deus não os esquece (Sl 9.18)

· (3) – Deus ouve-os (Sl 69.33; Is 41.17)

· (4) – Deus mantem seus direitos (Sl 140.12)

· (5) – Deus livra-os (Jó 36.15; Sl 35.10)

· (6) – Deus protege-os (Sl 12.5; 109.31)

· (7) – Deus exalta-os (I Sm 2.8; Sl 107.41)

· (8) – Deus provê para eles (Sl 68.10; 146.7)

· (9) – Deus não despreza suas orações (Sl 102.17)

· (10) – Deus é o refugio deles (Sl 14.6)

· (11) – Os pobres nunca desaparecerão da terra (Dt 15.11; Sf 3.12; Mt 26.11)


II.1 – OS POBRES PODEM SER:

· (1) - Ricos na fé (Tg 2.5)

· (2) – Liberais (Mc 12.42; II Cor 8.12)

· (3) – Sábios (Pv 28.11)


II.2 – OS POBRES DEVEM:

· (1) – Regozijar-se em Deus (Is 29.19)

· (2) – Esperar em Deus (Jó 516)

· (3) – Entregar-se a Deus (Sl 10.14)


II.3 - COISAS QUE LEVAM À POBREZA:

· (1) - Rejeitar A Instrução (Pv 13:18)

· (2) - Palavras Inúteis (Pv 14:23)

· (3) - Amor Ao Sono (Pv 6.10-11; 20:13)

· (4) - Amor Aos Prazeres (Pv 21.17)

· (5) - Oprimir Ao Pobre Em Favor Do Rico (Pv 22:16)

· (6) - Bebedeira, Glutonaria e Sonolência ( Pv 23:21)

· (7) - Seguir Vadios (Pv 28:19)

· (8) - Corrida Atrás De Riquezas (Pv 28:22)

· ENTÃO, O QUE PEDIR A DEUS? (Pv 30:7-9) – Ou seja, EQUILÍBRIO! Devemos orar para termos um salário suficiente para cobrir nossas necessidades e as da nossa família, para ajudar a manter a obra de Deus e auxiliar os necessitados (II Cor 9:8-12)

· Existem somente dois lugares para guardar bens: NA TERRA E NO CÉU. Onde estamos guardando os nossos tesouros?


III – A VIDA ABUNDANTE NÃO SUPERESTIMA O CORPO NEM NEGA A ALMA:

· Os cuidados com a estética do corpo humano dentro dos limites da preservação da saúde, da decência e do pudor, são válidos e aceitáveis. A Bíblia, porém, estimula muito mais o cultivo da beleza interior do que a exterior (Pv 15:13; I Pe 3:3-5 cf I Tm 4.8).

· CORPO SÃO: Manter o corpo saudável não significa horas diárias na academia e dietas ultrarrigorosas. Significa um corpo equilibrado, com os nutrientes de que precisa para vivermos com saúde e todos os sistemas funcionando com eficiência e em harmonia.

· MENTE SÃ: Quando estamos com a mente tranquila e equilibrada, nossos problemas não somem, mas a vida torna-se incrivelmente mais leve e feliz. (Mt 11:28-30)

· CUIDANDO DO CORPO – A NECESSIDADE DE VESTI-LO - Jo 19:23 - Jesus vestia-se bem. Os soldados dividiram entre si “os seus vestidos”. Ele não estava coberto de trapos, caso contrário, os soldados não jogariam sortes para ver com quem ficaria as vestes do Senhor. 

· Segundo os teólogos, Jesus vestia uma túnica, que tinha o nome de TÚNICA INCONSÚTIL. 

· Era uma túnica digna de vestir um Príncipe. Não tinha costura. Era feita já no formato de túnica, e era uma túnica cara. Poderia tê-la trocado por uma meia dúzia, ou mais, de túnicas mais baratas. Porém, preferiu usá-la! Como homem, Jesus tinha bom gosto!

· Há crentes que confundem humildade com mau gosto. Pensam que ser humilde significa andar mal vestidos, ou usar roupas esfarrapadas. Humildade não é aparência exterior. A verdadeira humildade brota do coração. Jesus era humilde por dentro, não apenas por fora. Existem mendigos cobertos de trapos e com o coração repleto de orgulho.

· Nosso Corpo é uma dádiva de Deus e merece o que houver de melhor. Assim, se um servo de Deus tiver condições, deve vestir-se bem e com bom gosto. Um corpo santo merece ser bem cuidado. 

· Vestir-se bem não significa vestir roupas caras. Pagar pela “grife” pode ser vaidade. Muita gente veste-se mal, embora vestindo roupa muita cara. 

· O bem vestir implica também em se ter bom gosto e saber combinar, especialmente as cores e tecidos. Cada um deve vestir-se de acordo com a sua possibilidade.

· Vestir-se bem pode não ser vaidade; vestir-se mal pode não ser humildade! 

· Um servo de Deus pode ter um terno para cada culto, e ser uma bênção; um servo de Deus pode ter apenas um terno para todos os cultos, e ser uma bênção!

· Por isso, cuidemos do corpo físico, mas, acima de tudo, nos preocupemos com a nossa beleza espiritual (Jó 29:14; Sl 45:13; 132:16; 149:4; Pv 1:9; 4:9; Ct 1:10; 6:10; Is 61:10; Zc 3:4; Ez 16:14; II Cor 11:2; Ef 5:27; I Pe 3:3-4; Apc 21:2).


IV - CONSIDERAÇÕES FINAIS:

· Deus é um Deus universal! Logo, a Sua mensagem deve ser uma mensagem universal. Se a mensagem de prosperidade para os cristãos é a verdadeira Palavra de Deus a Seus filhos, então essa mensagem devia servir para todo o mundo. 

· Ora, como é que explicamos o ensinamento da Prosperidade (segundo os mestres da fé) à mãe cambojana enquanto acaricia a cabeça do filho que morre de fome? Como explicamos essas doutrinas aos cristãos russos escondidos no campo ou no celeiro, enquanto leem, temerosos, à luz de lanterna ou de velas, a Bíblia mimeografada? Não podemos!

· A verdade é que este evangelho da prosperidade é uma mensagem local. A prosperidade mediante Jesus só pode ser promovida com êxito numa área que, para começar, tenha grande prosperidade básica.

· Leiamos II Cor 4.8-16 - O que Paulo está dizendo (um tanto sarcasticamente) é que agimos como se fôssemos reis, nossas barrigas estão cheias, nossa situação é cômoda, podíamos muito bem pertencer à realeza ou aos ricos (verso 8)

· Porém, Paulo continua (sarcasticamente) a descrever a figura da visão mundana dos seguidores (do verso 9-13)

· Após, o apóstolo deixa de lado o ataque velado e audazmente conta o fato como ele é (versos 14-15)

· E, finalmente, acrescenta: - “ADMOESTO-VOS, portanto, a que sejais MEUS IMITADORES” (verso 16) – Parece que ele estava escrevendo para os adeptos da Doutrina da Prosperidade e aos Mestres da Fé dos últimos dias.

· A experiencia cristã, então, deve ser uma existencia triste e miserável? Não! Que os céus nos livrem!

· Problemas? Sim! 

· Dificuldades? Sim! 

· Mas o Senhor disse que não seríamos provados além do que pudéssemos suportar.

· Provações, tribulações e experiencia são elementos que nos fazem crescer e desenvolver. 

· O Senhor sabe exatamente quanto calor precisamos para chegar ao ponto mais fino da têmpera. O cristão bom, bem temperado, duro como aço é o que consegue a vitória mediante Jesus Cristo.

· Assim, A VIDA DE FÉ deve ser temperada e contrabalançada com A VIDA DE CRUZ, visto que NOSSO PROPÓSITO É A CRUZ e NOSSO PODER É A FÉ.


FONTES DE CONSULTA:

A Vida de Fé Equilibrada – Jimmy Swaggart

Estudo Bíblico: “A Igreja e Os Pobres” – de Antonio Carlos Barro

A Bíblia de Estudo Vida