Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







29 de ago de 2009

LIÇÃO Nº 10 - 06/09/2009 - "OS FALSOS PROFETAS"

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ENGENHOCA - NITERÓI - RJ ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL LIÇÃO Nº 10 DIA 06/09/2009 TÍTULO: “OS FALSOS PROFETAS” TEXTO ÁUREO – Mt 7:15 LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Jo 4:1-6 PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO e.mail: geluew@yahoo.com.br
  • I – INTRODUÇÃO:
  • O profeta ou o vidente podia fazer milagres para demonstrar que era homem de Deus. Porém, as pessoas, em vez de se concentrarem no milagre, deviam olhar para a mensagem e, acima de tudo, obedecerem a Palavra do Senhor (Dt 13:1-5). Façamos o mesmo, em nome de Jesus!
  • II – A IDÉIA ESCRITURÍSTICA DE PROFETA:
  • OS TERMOS EMPREGADOS NAS ESCRITURAS:
  • O V.T. emprega três palavras para designar um profeta: Leiamos II Cr 29:29:
  • 1. “... Samuel, o vidente..." (RÕ’EH);
  • 2. “... e nas crônicas do profeta Natã...” (NÃBÎ’ ou NABHI); e
  • 3. “... e nas crônicas de Gade, o vidente..." (HÕZEH ou CHOZEH)
  • RÕ’EH; HÕZEH = VIDENTE:
  • As palavras traduzidas por “vidente” enfatizam o meio pelo qual o profeta se comunicava com Deus.
  • Significam: “ALGUÉM QUE RECEBE REVELAÇÕES DA PARTE DE DEUS, PARTICULARMENTE NA FORMA DE VISÕES”.
  • NÃBÎ’ = PROFETA
  • Já a palavra traduzida por “profeta” representa o “PROFETA”, quer verdadeiro ou falso – Dt 13:1-5.
  • À vista disto, devemos estabelecer com cautela o significado desta palavra:
  • Inicialmente, leiamos Ex 4:10-16 e 7:1:
  • Moisés colocou sua inabilidade de falar com clareza.
  • Por conseguinte, ele não podia comparecer diante de Faraó como porta-voz do Senhor.
  • Deus prometeu designar Arão para ser locutor.
  • Daí fica claro que a palavra “PROFETA” pode significar:
  • 1. AQUELE QUE FALA POR OUTRA PESSOA PORQUE É A SUA BOCA; ou
  • 2. ALGUÉM QUE VEM COM A MENSAGEM DA PARTE DE DEUS.
  • Comparemos as seguintes passagens bíblicas: Ex 7:1; Gn 20:7; Dt 18:15, 18.
  • OBS: A palavra também é usada para se referir aos “PROFETAS PAGÃOS” – I Rs 18:19
  • PLURAL DE NÃBÎ’
  • No plural, NÃBÎ’ é usado para aludir àqueles que não atuam como porta-vozes de Deus.
  • No tempo de Samuel, havia homens que o seguiam. Eles se ocupavam de louvar ao Senhor e procuravam instigar as pessoas a se voltarem para Deus (I Sm 10:5, 10; 19:20).
  • Os seguidores de Elias e Eliseu se organizaram em grupos para ajudar e/ou aprender destes mestres. Eram chamados “filhos dos profetas” (I Rs 20:35).
  • Usada no plural, a palavra NÃBÎ’ significa “COMPANHEIRO” ou “SEGUIDOR DE PROFETA”.
  • NÃBÎ’ NA FORMA FEMININA
  • Existe também esta palavra na forma feminina: NeBÎ’ÃH’ = PROFETISA.
  • Em Ex 15:20, Miriã é chamada de “profetisa”;
  • a esposa de Isaías também é chamada de “profetisa” (Is 8:3).
  • Da mesma forma que no plural, quando usado na forma feminina, o significado verte-se para “COMPANHEIRO” ou “SEGUIDOR DE PROFETA”.
  • A PALAVRA PROFETA NO N.T.
  • No N.T. usa-se a palavra PROPHETES.
  • É um substantivo composto da raiz “PHÊ” = “DIZER”, “PROCLAMAR”, que sempre tem uma conotação religiosa, e o prefixo “PRO”, um advérbio de tempo que tem o significado de “ANTES”, “DE ANTEMÃO”.
  • Assim, sugere-se o significado de:
  • “AQUELE QUE PREDIZ”;
  • “AQUELE QUE CONTA DE ANTEMÃO”;
  • “AQUELE QUE PROCLAMA DE ANTEMÃO”.
  • Posto isto, se tomarmos em conjunto todas as formas utilizadas para a palavra PROFETA, podemos deduzir que ela significa:
  • 1. ALGUÉM QUE VÊ COISAS, ISTO É, RECEBE REVELAÇÕES DIVINAS;
  • 2. ESTÁ A SERVIÇO DE DEUS, PARTICULARMENTE COMO MENSAGEIRO; E
  • 3. QUE FALA EM NOME DO SENHOR, POIS É A BOCA DE DEUS.
  • III - FALSOS PROFETAS:
  • A Bíblia ensina que, embora não capacitados pelo Espírito de Deus, os falsos profetas também profetizavam – Jr 23:21.
  • Em virtude disto, são condenados pelo Senhor Deus, porque falam uma palavra não autêntica – Ez 13:1-3
  • Fingem Ser Enviados Por Deus - Jr 23:17-18, 31
  • Não São Enviados Nem Comissionados Por Deus - Jr 14:14; 23:21; 29:31
  • São Levianos E Traiçoeiros (orgulhosos e enganadores) - Sf 3:4
  • São Cobiçosos (exigem pagamento) - Mq 3:11
  • Astuciosos (disfarçadores) - Mt 7:15
  • Bêbados - Is 28:7
  • Imorais E Profanos - Jr 23:13-14
  • Algumas Vezes Mulheres Agiam Como Falsas Profetisas - Ne 6:14; Ez 13:17-23; Apc 2:20
  • Chamados De Profetas Loucos, que profetizam de seu próprio coração; Raposas do Deserto - Ez 13:1-15; Jr 23:16, 26
  • Influenciados Por Maus Espíritos - I Rs 22:21-22
  • Profetizam Falsamente - Jr 5:30-31
  • Profetizam Mentiras Em Nome Do Senhor, praticando adivinhações e feitiçarias - Jr 14:13-16; Ez 22:26-28; At 13:6
  • Profetizam Em Nome De Falsos Deuses - Jr 2:8
  • Profetizam Paz, Quando Não Há - Jr 6:13-15; 23:16-17; Ez 13:10-12; Mq 3:5-7
  • Fingem Ter Sonhos - Jr 23:25-34
  • Enganados Por Deus Como Castigo - Ez 14:9-11
  • IV - OS VERDADEIROS PROFETAS:
  • 1) SÃO LEVANTADOS POR DEUS - Am 2:11
  • 2) SÃO ORDENADOS POR DEUS - I Sm 3:19-21; Jr 1:4-5
  • 3) SÃO ENVIADOS POR DEUS - II Cr 36:13-16; Jr 7:25; Mt 23:34
  • 4) SÃO CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO - Lc 1:67
  • 5) SÃO GUIADOS PELO ESPÍRITO SANTO - II Pe 1:21
  • 6) FALAM PELO ESPÍRITO SANTO - At 1:16; 11:28; 28:25
  • 7) FALAM EM NOME DO SENHOR - II Cr 33:18; Ez 3:11; Tg 5:10
  • 8) FALAM COM AUTORIDADE - I Rs 17:1
  • 9) DEUS FALAVA POR MEIO DELES - Os 12:10; Hb 1:1
  • 10) SÃO COMPARADOS COM O VENTO PELO POVO REBELDE - Jr 5:12-14
  • V- O QUE ERA EXIGIDO DOS VERDADEIROS PROFETAS:
  • 1) QUE FOSSEM OUSADOS E INFLEXÍVEIS - Ez 2:6; 3:8-9
  • 2) QUE FOSSEM VIGILANTES E FIÉIS - Ez 3:17-21
  • 3) QUE RECEBESSEM COM ATENÇÃO TODAS AS COMUNICAÇÕES DE DEUS - Ez 3:10
  • 4) QUE NADA FALASSEM, SENÃO O QUE RECEBESSEM DE DEUS - Dt 18:20
  • 5) QUE DECLARASSEM TUDO QUANTO O SENHOR LHES ORDENASSE - Jr 26:1-2
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS:
  • Jesus não foi apenas um Profeta e, sim, O GRANDE PROFETA, Senhor absoluto de todas as revelações do Pai, do Céu, do futuro e da eternidade. Por isso, não podemos ser apenas ouvintes da Sua poderosa palavra, mas, também, praticantes. Isto porque, até os dias de hoje, Jesus continua exercendo o Seu ministério profético. Vejamos:
  • (1) NO CÉU, ELE CONTINUA COMO PROFETA – Apc 19:10.
  • (2) ELE CONTINUA FALANDO POR MEIO DA SUA IGREJA, QUE É O SEU CORPO – Ef 1:22-23
  • (3) JESUS CONTINUA FALANDO POR MEIO DOS MINISTÉRIOS DADOS POR ELE – Ef 4:11-12
  • (4) JESUS CONTINUA FALANDO PELA SUA PALAVRA – I Ts 2:13.
  • FONTES DE CONSULTA:
  • 1. Uma Nova Unção – Coleção Graça de Deus – Kenneth E. Hagin
  • 2. Lições Bíblicas – CPAD – 1º Trimestres de 1995 – Comentarista: Antônio Mardônio Nogueira Vieira
  • 3. Lições Bíblicas – CPAD – 2º Trimestre de 1993 – Comentarista: Adilson Faria Soares
  • 4. Títulos e Dons do Ministério Cristão – CPAD – Estêvam Ângelo de Souza
  • 5. A Santa Trindade – CPAD – Eurico Bergstén
  • 6. Teologia sistemática – Luz Para o Caminho Publicações – Louis Berkhof
  • 7. Dicionário Bíblico VINE
  • 8. Dicionário Internacional de Teologia do N.T.

22 de ago de 2009

LIÇÃO Nº 09 - 30/08/2009 - "O CRENTE E AS BÊNÇÃOS DA SALVAÇÃO"

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ENGENHOCA NITERÓI - RJ ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL LIÇÃO 09 - DIA 30/08/2009 TÍTULO: “O CRENTE E AS BÊNÇÃOS DA SALVAÇÃO” TEXTO ÁUREO – Fp 2:12 LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Jo 3:6-10 PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
  • I – INTRODUÇÃO:
  • Assim como o pecado tornou o homem parecido com Satanás, a salvação o torna parecido com Deus.
  • II - OS EFEITOS DO PECADO NA VIDA DO HOMEM:
  • 1) O PECADO FEZ O HOMEM PERDER A SUA TRANQÜILIDADE - (Rm 2:9) - Antes que o pecado entrasse no mundo, não existiam as palavras angústia, aflição, lágrimas, etc. Porém, quando o homem caiu, foi obrigado a enfrentar tudo isso.
  • 2) O PECADO SUJEITOU O HOMEM DEBAIXO DO SEU DOMÍNIO - Gn 6:5; 8:21 - O primeiro pecado alastrou-se e multiplicou-se na vida do homem, contaminando seu o entendimento e a sua consciência, ficando a vontade do ser humano inteiramente sujeita ao mal - Is 1:6; Tt 1:15; II Cor 4:4; Rm 7:19-23
  • 3) PELO PECADO, O HOMEM PERDEU A SUA POSIÇÃO DE GOVERNO - Gn 1:28 - Em lugar de ser senhor, tornou-se escravo da cobiça, da inveja, da avareza e dos cuidados da via. Em lugar de governar sobre o pecado, o homem tornou-se escravo dele - Rm 1:25, 29; I Tm 6:4, 10; Lc 21:34; Mt 13:22; Jo 8:24
  • 4) O PECADO PREPARA UMA PLATAFORMA PARA O DIABO NA VIDA DO HOMEM - Se o crente é vencido pelo tentador e o pecado entra em sua vida, deixa nela uma plataforma para o inimigo exercer maior influência Rm 6:16, 19 cf Tg 4:7.
  • 5) O PECADO SUJEITOU O HOMEM À MORTE - Gn 2:17 cf Rm 5:12; 6:23 - Esta palavra se cumpriu no dia da queda! A morte entrou. OBSERVEMOS COMO A MORTE ENTROU E INICIOU O SEU DOMÍNIO EM TRÊS SENTIDOS:
  • A) A MORTE FÍSICA - É a separação da alma e do espírito do corpo - Gn 3:16, 19 cf Tg 2:26
  • B) A MORTE ESPIRITUAL - É a separação do homem de Deus - Mt 8:22 cf Lc 15:24, 32; Ef 2:1-2
  • C) A MORTE ETERNA ou SEGUNDA MORTE - Significa a eterna separação de Deus de todos aqueles que, antes de morrer, não aceitaram a salvação - Apc 20:6
  • III – A SALVAÇÃO E A NOVA VIDA EM CRISTO:
  • Gn 3:15 – Tão logo quando entrou o pecado no mundo, a inocência se dissipou e o homem se tornou uma criatura culpada diante de Deus, o Senhor pronunciou estas palavras de graça e misericórdia a um mundo perdido.
  • Leiamos Lc 15:22-24 - Deus, nosso Pai celestial, tem as mais ricas bênçãos para quem, arrependido, a Ele vem. São bênçãos espirituais e materiais. Vêmo-las, figuradamente, no banquete da reconciliação registrada na Parábola do Filho Pródigo. Vejamos o que o Pai do pródigo ordenou aos Seus servos, o que demonstra que Deus perdoa depressa e imediatamente o pecador: “TRAZEI DEPRESSA...”
  • 1. “O MELHOR VESTIDO” – A referência é a vestes de festas. Simboliza a justiça e a justificação, bem como fala de posição, de dignidade, como participantes do banquete da salvação (Is 61:10; Apc 19:8).
  • 2. “PONDE-LHE UM ANEL NA MÃO” – Não se trata dos anéis de hoje. Isso fala de autoridade (em nome do soberano): Mc 16:17-18; Lc 19:1; Gn 41:42; Et 8:2, 8; Ag 2:23.
  • 3. “E ALPARCAS NOS PÉS” - Isso fala:
  • (A) da filiação, uma vez que escravos não usavam calçados; somente filhos;
  • (B) da armadura do soldado cristão (Ef 6:15; Ex 12:11); e
  • (C) que não estamos mais sob Lei, mas, sim, sob a graça de Deus. Sob a Lei, Deus ordenou retirar as sandálias (Ex 3:4-3; Js 5:13-15); sob a graça, Ele ordena colocá-las nos pés (Lc 15:22).
  • 4. “O BEZERRO CEVADO” – Isso fala de alimento e oferta, visto que o boi era animal cerimonialmente limpo para consumo e para sacrifício.
  • 5. “ALEGREMO-NOS” – É o gozo indizível da salvação e das bênçãos que a acompnham: O batismo com o Espírito Santo, os dons espirituais, a cura divina, o servir ao Senhor, a vitória nas lutas e provações, a perseverança na fé e a certeza da volta de Jesus.
  • Lc 15:24, 32 – Os termos “morto” e “perdido” revelam o efeito destruidor do pecado no corpo, na saúde, na moral, no conceito, nos costumes, na família, na alma e no espírito da pessoa. O pecado é uma doença espiritual que separa o homem de Deus, que o cega e o domina, transformando-o num escravo do mal. Tal homem a Bíblia descreve como morto em seus pecados (Ef 2:1; Cl 3:1; Apc 3:1; Pv 21:6; I Tm 5:6).
  • Não é somente em nossa alma que tem lugar o banquete da salvação quando um pecador se converte. Há também regozijo no céu (Lc 15:7, 10).
  • VI - AS BÊNÇÃOS DA SALVAÇÃO:
  • 1) Em Cristo Jesus não há nenhuma condenação - Rm 8:1;
  • 2) Em Cristo Jesus a lei do Espírito de Vida me livrou da lei do pecado e da morte - Rm 8:2-4
  • 3) Fomos redimidos, perdoados, justificados - Rm 3:24-25
  • 4) Fomos reconciliados - II Cor 5:19-21
  • 5) Fomos libertos - Cl 1:13
  • 6) Fomos aceitos - Ef 1:6
  • 7) Fomos glorificados - Rm 8:30
  • 8) Somos cidadãos do céu - Fp 3:20
  • 9) Somos membros de um sacerdócio santo e real e da família de Deus - I Pe 2:5, 9
  • 10) Somos completos em Cristo - Cl 2:9-10
  • 11) Possuímos toda espécie de bênção espiritual - Ef 1:3
  • 12) Somos herdeiros do céu - I Pe 1:4
  • 13) Estamos sob a graça de Deus - Rm 6:14
  • 14) Somos habitados pelas Pessoas da Santíssima Trindade - Jo 14:23; I Cor 6:19; Gl 2:20
  • IV - O HOMEM SALVO POR CRISTO:
  • 1) O QUE ELE ERA SEM CRISTO:
  • A) CHEIO DE MALDADE E PECADO (Gn 6:5)
  • B) UMA FONTE DE TUDO QUE HÁ DE MAL (Mc 7:21-23; Mt 15:19; Jr 17:9)
  • C) PERDIDO E MORTO NOS SEUS PECADOS (Ef 2:3-5)
  • 2) O QUE ELE É COM CRISTO:
  • A) UMA NOVA CRIATURA (II Cor 5:17; Ef 2:10; Gl 6:15)
  • B) CHEIO DE AMOR DE CRISTO (Rm 5:5)
  • C) POSSUI FELICIDADE INDESCRITÍVEL (Is 65:13-14; I Pe 1:6-7)
  • 3) GRANDES SÃO SEUS PRIVILÉGIOS:
  • a) SERVE AO SENHOR (Jo 4:35-36)
  • b) É DIRIGIDO ATRAVÉS DO ESPÍRITO SANTO (Sl 32:8; At 8:29; 10:19-20)
  • 4) O QUE ESTÁ A SUA ESPERA:
  • a) UMA HERANÇA INDESCRITÍVEL (I Pe 1:3-4)
  • b) UMA COROA (II Tm 4:7-8; I Pe 5:4; Tg 1:12; Apc 2:10)
FONTES DE CONSULTA:
1) Como Nascer de Novo - Editora Betânia - Autor: Billy Graham 2) Teologia Sistemática Volume 2 - CPAD - Autor: Eurico Bergstén 3) Lições Bíblicas CPAD – 1º Trimestre de 1990 – Comentarista: Antônio Gilberto

15 de ago de 2009

LIÇÃO Nº 08 - 23/08/2009 - "A NOSSA ETERNA SALVAÇÃO"

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ENGENHOCA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL LIÇÃO 08 - DIA 23/08/2009 TÍTULO: “A NOSSA ETERNA SALVAÇÃO” TEXTO ÁUREO – Jo 3:16 LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Jo 3:1-5; Rm 8:14-17 PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
  • I - INTRODUÇÃO:
  • O termo “Salvação" é de grande abrangência. Inclui tanto o perdão do pecado passado, assim como a libertação do poder do pecado presente, e a preservação contra as invasões do pecado no futuro (Jo 11:24-25).
  • Há a salvação do espírito na regeneração, da alma na santificação e do corpo na glorificação. Neste sentido a salvação é tanto uma perspectiva futura como um usufruto presente (Tt 2:11-13).
  • II - SIGNIFICADOS DA PALAVRA “SALVAÇÃO”:
  • Saúde; ajuda; segurança; cura; recuperação; redenção; remédio; bem-estar; ser liberto; soltar; livrar; conceder vitória; estar seguro; vingar-se; preservar.
  • Inclui propiciação, reconciliação; regeneração, justificação, santificação e glorificação.
  • De modo geral, no Antigo Testamento, o vocábulo possui um forte significado religioso, pois era Jeová quem operava o livramento (Sl 68:19-20).
  • No Novo Testamento a idéia de salvação significa, basicamente:
  • A) Perdão dos pecados (Lc 7:50; I Cor 1:18; Ef 2:5-8);
  • B) livramento do poder do pecado (Rm 6:14; Fp 1:19); e
  • C) a derrota de Satanás (Rm 13:11; I Jo 3:2).
  • III - ASPECTOS MARAVILHOSOS DA SALVAÇÃO:
  • A SALVAÇÃO É GRANDE (Hb 2:3) - Ela é grande porque procede de um Deus grande, destina-se a um grande pecador e há de durar por toda a grandeza da eternidade (Jo 5:24).
  • A SALVAÇÃO É PERFEITA (Hb 7:25a) - Ela resulta de um sacrifício perfeito e conduz o homem a um estado de perfeição espiritual.
  • A SALVAÇÃO É CONDICIONAL (Hb 7:25b; Ef 2:8) - Unicamente pode ser experimentada pelos que se aproximam de Deus através de Cristo pela fé (Jo 14:6).
  • A SALVAÇÃO É GRACIOSA (Tt 2:11) - Todo o seu preço foi totalmente pago quando Jesus se deu a Si mesmo no Calvário por nós
  • A SALVAÇÃO É URGENTE (II Cor 6:1-2) - Não deve haver qualquer tipo de procrastinação da parte do homem. Amanhã pode ser tarde demais.
  • A SALVAÇÃO É COMUM (Jd 3) - Esta palavra também se usa em Tt 1:4, significando COMUM A TODOS. Não existem privilegiados ou desfavorecidos na Igreja. A todos Deus estende o mesmo manto, a mesma graça, a mesma salvação.
  • A SALVAÇÃO É PODEROSA (Lc 1:69) - A salvação é poderosa em sua origem, sua natureza, sua extensão e seus efeitos. Quer dizer, é totalmente poderosa.
  • IV - A TRAJETÓRIA DO CORDEIRO DE DEUS:
  • 1. O CORDEIRO NO CÉU - (Apc 13:8) - Isto fala da eternidade de Cristo e das providências eternas tomadas pela Divindade com respeito a salvação da raça humana. Em Seu eternal conselho foi assim determinado que Jesus deveria morrer e Seu sacrifício compraria por bom preço as almas dos homens (I Cor 6:20)
  • 2. O CORDEIRO DIANTE DE ABRAÃO - (Gn 22:8) - Do maravilhoso incidente do Monte Moriá aprendemos a grande lição de provisão divina do Cordeiro. Ali Deus se revela como o grande Jeová-Jiré. Isaque não foi sacrificado. Um cordeiro morreu em seu lugar. Tal é a doutrina bíblica da substituição. Somos salvos porque alguém morreu em nosso lugar. E esse alguém é o Cordeiro de Deus.
  • 3. O CORDEIRO NA PROFECIA - (Is 53:6-8) - Até esta época a presença do cordeiro no cânon sagrado era sempre a de um animal. Isaías foi o primeiro a apresentá-lo como uma pessoa. Em Isaías nos descobrimos que ele foi ferido por nossas transgressões e por suas pisaduras fomos sarados. Deste modo, Ele provê salvação integral, isto é, para os pecados da alma e também para os sofrimentos do corpo.
  • 4. O CORDEIRO APRESENTADO AOS HOMENS (Jo 1:29) - Conquanto fosse esta uma linguagem razoavelmente familiar aos ouvintes de João Batista, não sabemos até que ponto eles assimilaram a profundidade desta assertiva. Graças a Deus, no entanto, porque o Espírito Santo no-la tornou muitíssimo clara e experimental.
  • 5. O CORDEIRO NA CRUZ (I Pe 1:18-19) - Pedro menciona que o sangue de Cristo é um sangue precioso e esta palavra significa que é de um valor e um custo altíssimo, um valor tão alto que não se pode comparar com ouro ou prata. O universo inteiro não conhece qualquer artigo mais valioso do que o sangue do Cordeiro de Deus. A cruz representa o degrau máximo de humilhação para Jesus (Fp 2:6-8), mas, Ele a suportou tendo em vista trazer muitos filhos à glória (Hb 2:9-10)
  • 6. O CORDEIRO NA CEIA (Mt 26:26-29) - Durante quase dois mil anos, a Igreja tem recordado o sacrifício do Cordeiro, cada vez que se reúne à mesa do Senhor, e há de fazê-lo até que Ele venha (I Cor 11:26)
  • 7. O CORDEIRO NA GLÓRIA - O melhor de tudo quando se estuda a respeito de Cristo é que Sua vida e Sua história não findam no túmulo. Ele ressuscitou. O cordeiro está vivo, e vive para sempre (Apc 1:18). Ele é nosso sumo-sacerdote e está assentado nos céus à destra do trono da Majestade (Hb 8:1)
  • V - EFEITOS DA MORTE DE CRISTO:
  • 1) SUBSTITUIÇÃO - Cristo morreu no lugar dos pecadores, isto é, “EM LUGAR DE” e “EM BENEFÍCIO DE”. Daí, os pecadores tiveram SEUS PECADOS REMOVIDOS PELA SUBSTITUIÇÃO e A JUSTIÇA DE CRISTO FOI ATRIBUÍDA AO PECADOR QUE NELE CRÊ.
  • 2) REDENÇÃO - Ou seja, Cristo: PAGOU O PREÇO DO RESGATE (II Pe 2:1); RETIROU O PECADOR DO MERCADO DE ESCRAVO (Gl 3:13); EFETUOU PLENA LIBERTAÇÃO (Mt 20:28).
  • 3) RECONCILIAÇÃO - O estado de alienação em que o homem se encontrava em relação a Deus, foi alterado, de modo que ele pode ser salvo (Rm 5:10 cf II Cor 5:19).
  • 4) PROPICIAÇÃO - Deus ficou satisfeito com a morte de Cristo pelo pecado (Rm 1:18 cf Rm 3:25; I Jo 2:2).
  • 5) JULGAMENTO DA NATUREZA PECAMINOSA - A morte de Cristo tornou inoperante o poder dominador da natureza pecaminosa, possibilitando uma vida santa pelo poder dominador do Espírito Santo (Rm 6:1-10).
  • 6) PÔS FIM À LEI MOSAICA - Rm 10:4; II Cor 3:6-13; Cl 2:14.
  • 7) DEU-NOS BASE PARA PURIFICAÇÃO DIÁRIA DOS NOSSOS PECADOS - I Jo 1:7-9
  • 8) DEU-NOS BASE PARA PURIFICAÇÃO DE PECADOS ANTERIORES À CRUZ - Rm 3:25
  • 9) DEU BASE PARA O JULGAMENTO DE SATANÁS E SUAS HOSTES - Jo 12:31; Cl 2:15.
  • VI - CONSIDERAÇÕES FINAIS:
  • Leiamos Sl 49:6-8, 15 - Deus paga o resgate que o homem não pode pagar - Sl 56:13
  • Deus propôs salvar o homem por meio de uma obra aparentemente fraca e pobre, mas de valor incalculável, pois custou o sangue precioso de Jesus (I Cor 1:21-25)
  • FONTES DE CONSULTA
  • Lições Bíblicas - Ed. CPAD - 4º trimestre de 1982 - comentarista: Pastor Geziel Gomes
  • Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento - Edições Vida Nova - Autores: R. Laird Harris, Gleason L. Archer e Bruce K. Waltke.
  • O Deus Vivo E Verdadeiro - CPAD - Autor: Geziel Gomes

8 de ago de 2009

LIÇÃO N° 07 - 16/08/2009 - "A CHEGADA DO ANTICRISTO"

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ENGENHOCA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL LIÇÃO 07 - DIA 16/08/2009 TÍTULO: “A CHEGADA DO ANTICRISTO” TEXTO ÁUREO – I Jo 4:3 LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Jo 2:18-26; II Jo 1:7 PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
  • I – INTRODUÇÃO:
  • A palavra ANTICRISTO só é mencionada na Bíblia em I e II João. Através de um jogo gramatical (singular e plural), o apóstolo faz distinção entre o “ANTICRISTO” (referindo-se ao governante mundial no tempo da Grande Tribulação) e “ANTICRISTOS” (aqueles que antecedem em seus ensinos o ministério do Ditador Mundial – I Jo 4:3).
  • O prefixo "ANTI" significa "EM LUGAR DE"; "OPOSTO A"; "SEMELHANTE A";
  • Mas na epístola de João, significa "CONTRÁRIO A".
  • Já no texto de II Ts 2:4, conjuga dois sentidos: o de "CONTRÁRIO A" e o de "SEMELHANTE A".
  • O ANTICRISTO, POIS, É "AQUELE QUE SE COLOCA NO LUGAR DE DEUS E CONTRA CRISTO SE LEVANTA".
  • II - ANTICRISTOS – CARACRTERÍSTICAS DOS FALSOS PROFETAS E MESTRES QUE ANTECEDEM EM SEUS ENSINOS O MINISTÉRIO DO DITADOR MUNDIAL:
  • 1. OS PROFETAS DA MENTIRA ARTIFICIOSA ou DO EMBUSTE - Ex 7:20-22; 8:7 - Moisés teve que enfrentar os falsos mestres no seu ministério de libertação de Israel do Egito. Porém, chegou-se ao ponto em que os magos do Egito foram incapazes de reproduzir a praga dos piolhos (Ex 8:18-19).
  • 2. OS PROFETAS DO DESÂNIMO - Nm 13:31-33; 14:1-12 - A atitude dos espias foi concentrada não no positivismo e na possibilidade vitória, mas no negativismo, vendo a derrota como coisa concreta. Como conseqüência, houve pessimismo, desânimo, incredulidade, revolta e castigo.
  • 3. OS PROFETAS DA MENTIRA - I Rs 22:1-8, 11-14, 19-28 - Micaías era impopular como profeta junto ao rei Acabe. É que ele não se deixou levar pelo discurso da maioria, que a despeito de saber que o monarca vivia em aberto e declarado pecado, ainda assim só profetizavam o bem a seu respeito.
  • 4. OS FALSOS MESTRES SOB A PERSPECTIVA DE PEDRO (II Pe 2:1-3)
  • A) Introduzirão, encobertamente, heresias de perdição no meio do rebanho; negarão o Senhor que os resgatou; sofrerão destruição (perdição)
  • B) Muitos seguirão as suas dissoluções; blasfemarão o caminho da verdade (II Pe 2:2)
  • C) Farão negociata envolvendo o povo de Deus como se esse fosse objeto de negócio de venda (II Pe 2:3)
  • 5. OS FALSOS MESTRES SOB A PERSPECTIVA DE JOÃO (I Jo 4:1-6)
  • A) O povo tem um modo de testá-los e descobri-los - Dt 13:1-2; 18:21-22
  • B) Devemos testá-los pelas Escrituras - Is 8:20
  • 6. OS FALSOS MESTRES SOB A PERSPECTIVA DE PAULO (I Tm 4:1-5)
  • A) Serão numerosos nos últimos dias
  • B) Devem ser evitadas pelos ministros - I Tm 6:20
  • 7 - OS FALSOS MESTRES SOB A PERSPECTIVA DE JUDAS (Jd 3-9; cf II Pe 2:1-3, 11-20)
  • a) A conduta dos falsos mestres (II Pe 2:1-3) - Eles introduzem, furtiva e artificialmente, heresias fatais, negando até o próprio Senhor. Cobrindo os seus verdadeiros motivos com argumentos plausíveis, desviarão muitos do caminho.
  • b) A condenação certa destes falsos mestres mostra-se nos exemplos antigos da retribuição (II Pe 2:4-9)
  • c) O caráter destes falsos mestres (II Pe 2:10-22)
  • d) Trazem vergonha sobre a religião cristã e atraem a muitos
  • e) São avarentos - Tt 1:11
  • f) Serão punidos - Mq 3:6-7
  • 8. O POVO EM RELAÇÃO AOS FALSOS PROFETAS
  • 1) É Por Eles Levado Ao Erro - Jr 23:13; Mq 3:5
  • 2) É Por Eles Levado A Esquecer-se De Deus - Jr 23:26-27
  • 3) É Por Eles Privado Da Palavra De Deus - Jr 23:30
  • 4) É Por Eles Ensinado Profanação E Pecado - Jr 23:14-15
  • 5) É Por Eles Oprimido E Defraudado - Ez 22:25-28
  • 6) O Povo É Advertido A Não Lhes Dar Ouvidos - Dt 13:3; Jr 23:16-17; 27:9-10, 14-18
  • 7) Mas, infelizmente, o Povo Encoraja-os E Louva-os - Jr 5:30-31; Lc 6:26
  • 8) O Povo Tem Um Modo De Testá-los E Descobri-los - Dt 13:1-2; 18:21-22; I Jo 4:1-3
  • 9) O Povo É Envolvido Na Ruína Dos Falsos Profetas - Is 9:12-16; Jr 20:1-6; Ez 14:9-10
  • III - ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O ANTICRISTO (GOVERNANTE MUNDIAL) - SUA ORIGEM, NATUREZA, OBSTINAÇÃO
  • 1. SUA ORIGEM
  • a)Surgirá do abismo, Ap 11.7.
  • b) Emergirá do mar, Ap 13.1 (mar é símbolo de nações gentias).
  • c) Receberá autoridade das mãos de Satanás, Ap 13.4; II Ts 2.3, 9, 12.
  • 2. SUA NATUREZA HUMANA
  • a) Será um homem, Ap 17.11.
  • b) Será um gênio em oratória, falará cousas incríveis, Dn 11.36.
  • c) Será um gênio intelectual e entendido de intrigas, Dn 8.23.
  • d) Será um gênio empresarial, Ap 13.16-17.
  • e) Será um gênio político, Ap 17.11 -12.
  • f) Será altamente entendido em assuntos religiosos, Ap 13.8; II Ts 2.4.
  • 3. SUA NATUREZA ESPIRITUAL
  • a) É chamado "homem da iniquidade", II Ts 2.3, e se compraz na perversidade.
  • b) É também chamado "iníquo", II Ts 2.8; esta palavra vem do vocábulo grego ANOMOS (o sem lei). Signifíca, pois, que ele se oporá a qualquer forma de ordem constituída. Será um cruel inimigo das leis, desde que elas traduzam de alguma maneira, uma visão cósmica da sabedoria de Deus ou de Sua influência no mundo.
  • 4. SUA DESTINAÇÃO
  • Ele é chamado o "filho da perdição", II Ts 2.3.
  • 5. SUA MANIFESTAÇÃO
  • a) Daniel capítulo 9, menciona que dois príncipes hão de manifestar. Um deles é o Senhor Jesus, "O Príncipe dos Reis da Terra", em Ap, e o outro será o Anticristo, o "Príncipe que há de vir", Dn 9. 26-27.
  • b) Ele se oporá tenazmente a Deus, exaltando-se como Deus, aceitando adoração como Deus e identificando-se como Deus - II Ts 2.4.
  • 6. SUA ATUAÇÃO POLÍTICA
  • a) Ele controlará a Rússia e o Oriente Médio, Ez 38; 39.
  • b) Será um ditador tirano, que reinará durante sete anos. A plenitude de seu governo será na metade desse período, Ap 13.5; Ap 12.6-14; Dn 7.25.
  • c) Controlará as atividades econômicas, políticas e religiosas do mundo, Dn 11.38-43; Ap 13.17; Ap 17.12-17; Ap 13.4,7; Ap 14.9-11; Ap 15.2; Ap 16.2.
  • d) Exercerá controle sobre a mente dos homens e imporá sua marca, Ap 13.2-4;Ap 16.2; Ap 13.16-18; Ap 14.9-11; Ap 15.2.
  • e) Comandará um bloco político de dez governos, Ap 17.12 e controlará as nações em geral, Dn 11.36-37; Ap 13.16; Sl 2.
  • f) Mudará os tempos e as leis, Dn 7.25.
  • g) Mobilizará as nações para o Armagedon, Ap 16.13-16; 19.19-21.
  • 7. SUAS ATIVIDADES RELIGIOSAS
  • a) Controlará o sistema religioso / político mundial, Ap 17.16-17.
  • b) Será adorado pelos homens, Ap 13.3-4,8
  • c) Inspirará temor, Ap 13.4, promoverá a iniquidade e apostasia em todo o mundo, II Ts 2.3,8-12; Ap 13.1-18; Ap 14.9-13; Ap 15.2-4.
  • d) Cuidará de receber adoração como se fosse Deus, II Ts 2.4.
  • e) Proferirá terríveis blasfêmias, Ap 13.5; Dn 7.25.
  • f) Apresentar-se-á no templo em lugar de Jesus, II Ts 2.4.
  • 8. SEUS MILAGRES
  • a) Está escrito que ele operará milagres, Ap 13.1-l8; Ap 19.20; Dn 8.24; II Ts 2.8-12.
  • 9. SEU RELACIONAMENTO COM ISRAEL
  • a) Ele fará um pacto com Israel por sete anos, o qual será quebrado na metade, Dn 9.27.
  • b) Ele tentará destruir Israel, Ap 12.
  • 10. SEU RELACIONAMENTO COM SATANÁS
  • a) Ele virá na imagem de Satanás, Ap 13.4; II Ts 2.9 (Comparando com Hb 1.3).
  • b) Como Judas, ele se entregará pessoalmente a Satanás Ap 13.2; Dn 8.24.
  • c) Ele será agente e representante pessoal de Satanás, II Ts 2,9; Dn 8.24; Ap 13.7.
  • 11. SEU NÚMERO
  • O número pessoal do Anticristo é 666, Ap 13.18.
  • 12. ATUAL RESTRIÇÃO DE SEU PODER
  • Atualmente ele está impedido de se manifestar devido a presença do Espírito Santo, II Ts 2.6-7.
  • 13. SUA ESTRATÉGIA
  • a) O Anticristo tentará aparecer como um super homem.
  • b) Antes da Pessoa, manifesta-se o Precursor do Anticristo.
  • c) Antes dos precursores, manifesta-se o espírito do Anticristo.
  • d) Isto é uma imitação do método usado por Deus, quando enviou Jesus.
  • 14. SEUS PRECURSORES
  • a) CAIM, que matou a semente da mulher, Gn 3.15; I Jo 3.12.
  • b) NINRODE, o criador de Babilônia, Gn 11; Dn 2.37, Ap 18.19.
  • c) FARAÓ, o opressor do povo de Deus, Ex 1.18-22.
  • d) BALAÃO, instado a amaldiçoar Israel, Nm 23.24; Jd 11; Ap 2.14.
  • e) SAUL, que se intrometeu no ofício sacerdotal, I Sm 13.9-13.
  • f) ABSALÃO, que ousou apoderar-se do trono de Davi, II Sm 15.1-6.
  • g) JEROBOÃO, que intentou mudar os padrões estabelecidos por Deus, I Rs 12.25-31.
  • h) SENAQUERIBE, que planejou destruir Jerusalém, II Rs 18.17.
  • i) HAMÃ, que planejou exterminar todos os judeus, Ester 3.
  • j) ANTÍOCO EPIFÂNIO, que atentou contra o templo sagrado, Dn 11.25-35
  • l) JUDAS, o homem que traiu a Jesus, Jo 6.70-71; 13.27; 17.12.
  • 15. A ABOMINAÇÃO DA DESOLAÇÃO
  • a) O profeta Daniel falou da abominação da desolação, Dn 9.27.
  • b) Jesus a ela se referiu em Mateus 24.15.
  • c) Isto se refere à ruptura do pacto entre o Anticristo e Israel.
  • d) Textos paralelos ou correlatos: II Ts 2.4; Ap 11.1-2; 13.1-18
  • 16. A ACEITAÇÃO DO ANTICRISTO PELA SOCIEDADE HUMANA
  • a) O Anticristo conseguirá iludir a raça humana
  • b) Satanás tem tomado providências para preparar sua chegada
  • c) A natureza decaída do homem sempre prefere voltar-se contra Deus, Gn 4.23-24; Rm 2.17-21; Jo 5.43.
  • 17. A GUERRA ENTRE O ESPÍRITO DO ANTICRISTO E A IGREJA
  • a) O Diabo sabe que a Igreja subirá no arrebatamento antes da aparição do Anticristo, o que o faz ficar sempre inconformado.
  • b) O Espírito do Anticristo guerreia através de falsas doutrinas, expansão do movimento ecumênico mundial, modernismo teológico, vaidade desenfreada, espírito de apostasia, rebelião, murmuração, ateísmo, desordens em geral e perseguição aos santos. Ler I Tm 4.1; Ap 6.11; 11.7; 13.7,17; 17.6; Mc 13.9-13; I Tm 3.15; Mt 5.14,15.
  • c) O Espírito do Anticristo está atacando terrivelmente a família, Lc 17.27.
  • d) A Igreja tem que combater as forças diabólicas, libertando as almas cativas, At 26.18; Cl 1.13.
  • 18. A VITÓRIA DE CRISTO SOBRE O ANTICRISTO
  • a) O Anticristo será vencido por Cristo em sua segunda vinda, II Ts 2.8; Ap 19.11-21; Dn 11.36-45.
  • b) O Anticristo será morto por Cristo, II Ts 2.8; Dn 7.11; 8.25. Nunca nos esqueçamos de que o poder de Cristo é absoluto, é definitivo, é total. Facilmente Ele destruirá toda a arrogância do Anticristo.
  • IV - CONSIDERAÇÕES FINAIS:
  • A Igreja do Senhor Jesus Cristo, lavada e comprada com Seu precioso sangue nunca precisa temer o Anticristo. Além de não estarmos destinados a um confronto com ele, temos a segurança de sermos sempre libertos do poder terrível de seu espírito, literalmente administrado por Satanás. O que nos compete hoje e sempre, é permanecermos firmes com o Senhor Jesus. CRISTO É E SERÁ SEMPRE O VENCEDOR DO ANTICRISTO. A única maneira de escapar do Anticristo é ficar com Cristo, aleluia.
  • FONTES DE CONSULTA:
  • 1) Revista Maturidade Cristã - CPAD - 1º Trimestre de 1986 - Raimundo F. de Oliveira
  • 2) Revista Lições Bíblicas - CPAD - 1º Trimestre de 1997 - Elienai Cabral
  • 3) 70 Esboços de A a Z - Vinde Comunicações - Caio Fábio
  • 4) Apostila do Pr Dionildo Dantas