Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







15 de ago de 2009

LIÇÃO Nº 08 - 23/08/2009 - "A NOSSA ETERNA SALVAÇÃO"

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ENGENHOCA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL LIÇÃO 08 - DIA 23/08/2009 TÍTULO: “A NOSSA ETERNA SALVAÇÃO” TEXTO ÁUREO – Jo 3:16 LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Jo 3:1-5; Rm 8:14-17 PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
  • I - INTRODUÇÃO:
  • O termo “Salvação" é de grande abrangência. Inclui tanto o perdão do pecado passado, assim como a libertação do poder do pecado presente, e a preservação contra as invasões do pecado no futuro (Jo 11:24-25).
  • Há a salvação do espírito na regeneração, da alma na santificação e do corpo na glorificação. Neste sentido a salvação é tanto uma perspectiva futura como um usufruto presente (Tt 2:11-13).
  • II - SIGNIFICADOS DA PALAVRA “SALVAÇÃO”:
  • Saúde; ajuda; segurança; cura; recuperação; redenção; remédio; bem-estar; ser liberto; soltar; livrar; conceder vitória; estar seguro; vingar-se; preservar.
  • Inclui propiciação, reconciliação; regeneração, justificação, santificação e glorificação.
  • De modo geral, no Antigo Testamento, o vocábulo possui um forte significado religioso, pois era Jeová quem operava o livramento (Sl 68:19-20).
  • No Novo Testamento a idéia de salvação significa, basicamente:
  • A) Perdão dos pecados (Lc 7:50; I Cor 1:18; Ef 2:5-8);
  • B) livramento do poder do pecado (Rm 6:14; Fp 1:19); e
  • C) a derrota de Satanás (Rm 13:11; I Jo 3:2).
  • III - ASPECTOS MARAVILHOSOS DA SALVAÇÃO:
  • A SALVAÇÃO É GRANDE (Hb 2:3) - Ela é grande porque procede de um Deus grande, destina-se a um grande pecador e há de durar por toda a grandeza da eternidade (Jo 5:24).
  • A SALVAÇÃO É PERFEITA (Hb 7:25a) - Ela resulta de um sacrifício perfeito e conduz o homem a um estado de perfeição espiritual.
  • A SALVAÇÃO É CONDICIONAL (Hb 7:25b; Ef 2:8) - Unicamente pode ser experimentada pelos que se aproximam de Deus através de Cristo pela fé (Jo 14:6).
  • A SALVAÇÃO É GRACIOSA (Tt 2:11) - Todo o seu preço foi totalmente pago quando Jesus se deu a Si mesmo no Calvário por nós
  • A SALVAÇÃO É URGENTE (II Cor 6:1-2) - Não deve haver qualquer tipo de procrastinação da parte do homem. Amanhã pode ser tarde demais.
  • A SALVAÇÃO É COMUM (Jd 3) - Esta palavra também se usa em Tt 1:4, significando COMUM A TODOS. Não existem privilegiados ou desfavorecidos na Igreja. A todos Deus estende o mesmo manto, a mesma graça, a mesma salvação.
  • A SALVAÇÃO É PODEROSA (Lc 1:69) - A salvação é poderosa em sua origem, sua natureza, sua extensão e seus efeitos. Quer dizer, é totalmente poderosa.
  • IV - A TRAJETÓRIA DO CORDEIRO DE DEUS:
  • 1. O CORDEIRO NO CÉU - (Apc 13:8) - Isto fala da eternidade de Cristo e das providências eternas tomadas pela Divindade com respeito a salvação da raça humana. Em Seu eternal conselho foi assim determinado que Jesus deveria morrer e Seu sacrifício compraria por bom preço as almas dos homens (I Cor 6:20)
  • 2. O CORDEIRO DIANTE DE ABRAÃO - (Gn 22:8) - Do maravilhoso incidente do Monte Moriá aprendemos a grande lição de provisão divina do Cordeiro. Ali Deus se revela como o grande Jeová-Jiré. Isaque não foi sacrificado. Um cordeiro morreu em seu lugar. Tal é a doutrina bíblica da substituição. Somos salvos porque alguém morreu em nosso lugar. E esse alguém é o Cordeiro de Deus.
  • 3. O CORDEIRO NA PROFECIA - (Is 53:6-8) - Até esta época a presença do cordeiro no cânon sagrado era sempre a de um animal. Isaías foi o primeiro a apresentá-lo como uma pessoa. Em Isaías nos descobrimos que ele foi ferido por nossas transgressões e por suas pisaduras fomos sarados. Deste modo, Ele provê salvação integral, isto é, para os pecados da alma e também para os sofrimentos do corpo.
  • 4. O CORDEIRO APRESENTADO AOS HOMENS (Jo 1:29) - Conquanto fosse esta uma linguagem razoavelmente familiar aos ouvintes de João Batista, não sabemos até que ponto eles assimilaram a profundidade desta assertiva. Graças a Deus, no entanto, porque o Espírito Santo no-la tornou muitíssimo clara e experimental.
  • 5. O CORDEIRO NA CRUZ (I Pe 1:18-19) - Pedro menciona que o sangue de Cristo é um sangue precioso e esta palavra significa que é de um valor e um custo altíssimo, um valor tão alto que não se pode comparar com ouro ou prata. O universo inteiro não conhece qualquer artigo mais valioso do que o sangue do Cordeiro de Deus. A cruz representa o degrau máximo de humilhação para Jesus (Fp 2:6-8), mas, Ele a suportou tendo em vista trazer muitos filhos à glória (Hb 2:9-10)
  • 6. O CORDEIRO NA CEIA (Mt 26:26-29) - Durante quase dois mil anos, a Igreja tem recordado o sacrifício do Cordeiro, cada vez que se reúne à mesa do Senhor, e há de fazê-lo até que Ele venha (I Cor 11:26)
  • 7. O CORDEIRO NA GLÓRIA - O melhor de tudo quando se estuda a respeito de Cristo é que Sua vida e Sua história não findam no túmulo. Ele ressuscitou. O cordeiro está vivo, e vive para sempre (Apc 1:18). Ele é nosso sumo-sacerdote e está assentado nos céus à destra do trono da Majestade (Hb 8:1)
  • V - EFEITOS DA MORTE DE CRISTO:
  • 1) SUBSTITUIÇÃO - Cristo morreu no lugar dos pecadores, isto é, “EM LUGAR DE” e “EM BENEFÍCIO DE”. Daí, os pecadores tiveram SEUS PECADOS REMOVIDOS PELA SUBSTITUIÇÃO e A JUSTIÇA DE CRISTO FOI ATRIBUÍDA AO PECADOR QUE NELE CRÊ.
  • 2) REDENÇÃO - Ou seja, Cristo: PAGOU O PREÇO DO RESGATE (II Pe 2:1); RETIROU O PECADOR DO MERCADO DE ESCRAVO (Gl 3:13); EFETUOU PLENA LIBERTAÇÃO (Mt 20:28).
  • 3) RECONCILIAÇÃO - O estado de alienação em que o homem se encontrava em relação a Deus, foi alterado, de modo que ele pode ser salvo (Rm 5:10 cf II Cor 5:19).
  • 4) PROPICIAÇÃO - Deus ficou satisfeito com a morte de Cristo pelo pecado (Rm 1:18 cf Rm 3:25; I Jo 2:2).
  • 5) JULGAMENTO DA NATUREZA PECAMINOSA - A morte de Cristo tornou inoperante o poder dominador da natureza pecaminosa, possibilitando uma vida santa pelo poder dominador do Espírito Santo (Rm 6:1-10).
  • 6) PÔS FIM À LEI MOSAICA - Rm 10:4; II Cor 3:6-13; Cl 2:14.
  • 7) DEU-NOS BASE PARA PURIFICAÇÃO DIÁRIA DOS NOSSOS PECADOS - I Jo 1:7-9
  • 8) DEU-NOS BASE PARA PURIFICAÇÃO DE PECADOS ANTERIORES À CRUZ - Rm 3:25
  • 9) DEU BASE PARA O JULGAMENTO DE SATANÁS E SUAS HOSTES - Jo 12:31; Cl 2:15.
  • VI - CONSIDERAÇÕES FINAIS:
  • Leiamos Sl 49:6-8, 15 - Deus paga o resgate que o homem não pode pagar - Sl 56:13
  • Deus propôs salvar o homem por meio de uma obra aparentemente fraca e pobre, mas de valor incalculável, pois custou o sangue precioso de Jesus (I Cor 1:21-25)
  • FONTES DE CONSULTA
  • Lições Bíblicas - Ed. CPAD - 4º trimestre de 1982 - comentarista: Pastor Geziel Gomes
  • Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento - Edições Vida Nova - Autores: R. Laird Harris, Gleason L. Archer e Bruce K. Waltke.
  • O Deus Vivo E Verdadeiro - CPAD - Autor: Geziel Gomes

Nenhum comentário: