Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







7 de mar de 2013

1º TRIMESTRE DE 2013 - LIÇÃO Nº 10 - 10/03/2013 - "HÁ UM MILAGRE EM SUA CASA"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 10- DATA: 10/03/2013
TÍTULO: “HÁ UM MILAGRE EMSUA CASA”
TEXTO ÁUREO – II Rs 4.4
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: II Rs 4.1-7
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO

e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/


I - INTRODUÇÃO:

Quando temos uma grande necessidade e a apresentamos diante de Deus, o problema nunca é a quantidade de azeite, mas de vasos vazios. Temos medo de que não haja bastante azeite. Mas Deus está preocupado em que tragamos vasos vazios em números suficientes para conter tudo o que Ele quer nos dar.


II – FOI GRANDE O MILAGRE QUE DEUS FEZ PARA AJUDAR A VIÚVA POBRE:



(1) – UMA VIÚVA TRISTE BUSCOU AO SENHOR – Quando um dos filhos dos profetas morreu, a sua viúva, em tremenda tristeza, buscou ao Senhor. Ela então chegou a conhecer o nosso Deus como o Pai de órfãos e juiz de viúva (Sl 68.5) e socorro bem presente na angústia (Sl 46.1)


(1.1) - Leiamos I Rs 4.1 - Apesar de toda sua tristeza, a viúva herdou um crédito: Este testemunho a respeito de seu marido era incontestável – Hb 11.4


O bom testemunho do marido não somente serviu de consolo para a viúva, como também lhe deu coragem para buscar ajuda. 


Que Deus nos ajude a vivermos assim!


(1.2) – A viúva também herdou uma dívida – Em virtude da morte, o seu marido ficou impedido de manter os seus negócios em dia. O débito venceu e o credor chegou logo à porta da viúva para levar seus dois filhos como escravos, como pagamento da dívida. 


O fato de que os dois filhos da viúva estivessem a ponto de ser tomados como escravos para pagamento da dívida da família estava em plena concordância com as práticas do Antigo Testamento – Ex 21.2, 7; Lv 25.39; Ne 5.5.


Assim, no contexto dos costumes sociais da época, o credor estava agindo de uma maneira fria, porém perfeitamente legal, pois se baseava num dispositivo da lei.


Se aquela viúva não fosse uma boa mãe, entregaria os seus filhos para, assim, ficar livre da dívida e da responsabilidade da criação da sua prole. Ela, porém, era amorosa e piedosa e procurou, junto a Deus, uma solução para o seu problema. 


(2) – A VIÚVA CLAMOU A DEUS POR AJUDA – Ao atender à viúva, Deus não fez chover dinheiro sobre ela, mas mandou que ela tomasse vasos vazios emprestados e, da pequena quantidade de azeite que possuía numa botija, derramasse nos vasos vazios.


Quando ela obedeceu à ordem do Senhor, dada pelo profeta Eliseu, o milagre foi realizado: todos os vasos foram cheios de azeite – I Rs 4.4-6 cf Sl 86.10, 17.


(3) – A ORDEM DE DEUS – II Rs 4.7 – Observemos que Deus não disse: - “Vende o azeite, e tu e teus filhos vivei disto; se sobrar alguma coisa, então paga a tua dívida”. Não! Deus, a fonte de toda moral verdadeira, quer que os seus servos sejam sempre um exemplo de honestidade, pagando nossas dívidas e obrigações – Fp 4.8; I Ts 4.12; Rm 12.17; 13.8 comparar com Sl 37.21; Hc 2.4-6.


Deus estava interessado em que a viúva e seus filhos vivessem “do restante”!


É importante que cada crente aprendamos esta lição, isto é, vivermos conforme aquilo que temos e não segundo o que não temos – II Cor 8.12.


A viúva ficou plenamente consolada. Deus havia olhado para ela e para os seus filhos. Agora, ela podia andar de cabeça erguida no meio da sociedade.


III – O AZEITE E A SUA IMMPORTANTE SIMBOLOGIA:


Os filhos da viúva foram libertos da escravidão por meio do azeite. Isto serve de um simbolismo, como podemos ver:


(1) – O AZEITE É UM SÍMBOLO DA OPERAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO:


(1.1) – O azeite é extraído do fruto da oliveira, as azeitonas. 


Antigamente, as azeitonas eram pisadas – Mq 6.15.


Hoje, ele é extraído mecanicamente. 


Esta extração do óleo simboliza o Espírito Santo que veio ao mundo como resultado da morte de Cristo, quando Ele foi “moído pelas nossas iniquidades” – Is 53.5 cf Jo 7.38-39; 16.7; Gl 3.13-14.


(1.2) – O Espírito Santo é dado por Deus a todos os que se arrependem – At 2.38.


Um coração puro está em condições de receber o azeite e, aquele que tem o Senhor como seu Pastor pode ser ungido – Ec 9.8; Sl 23.5


(1.3) – A operação do Espírito Santo é como a do óleo, isto é, Ele suaviza e amolece a vida espiritual. Por isto, Ele é chamado o consolador – Jo 14.26; 15.26.


O óleo evita atritos que provêm da convivência humana – Cl 3.12-15.


(2) – O AZEITE FOI AUMENTADO QUANDO A VIÚVA EXPERIMENTAVA AFLIÇÃO E NECESSIDADE – II Cor 12.9-10 – Deus precisa muitas vezes preparar lugar em nossos corações para depois se manifestar em poder – Mt 5.3-4, 6.


Deus quer, desta maneira, nos fazer compreender que somos vasos de barro, para que a excelência do poder seja dEle – II Cor 4.7; Ef 3.20-21.


(3) – O ESPÍRITO SANTO PROPORCIONA LIBERDADE AOS HOMENS – Gl 5.13 – Assim como os filhos da viúva ficaram libertos da escravidão pelo azeite, também o Espírito Santo proporciona liberdade aos homens – Gl 5.16-18.


Muitas vezes, a carne aparece como credor querendo colocar-nos em servidão. Porém, temos as promessas bíblicas – Rm 8.12-13 cf Is 10.27.


Pelo “óleo” do Espírito Santo, temos condições de nos manter em plena liberdade diante de pressões, sejam das tradições ou de homens que querem nos subjugar – Gl 4.9-11; Cl 2.20-23; I Pe 1.18-19 cf II Cor 3.17.


O “óleo” do Espírito Santo também ajuda o crente a pagar a sua dívida diante de Deus e dos homens; Ele nos dá virtude para sermos as testemunhas de Jesus e nos constrange a entregar a nossa vida para servi-Lo – At 1.8; Rm 1.14-15; 12.1; II Cor 5.14. 


IV - O QUE TEMOS EM CASA??


Quando Eliseu ouviu a queixa daquela viúva, perguntou: - “O que tens em casa?” - A mulher respondeu que tinha apenas um vaso com azeite.


Nós também temos um vaso: nosso coração. Podemos enchê-lo do óleo do Espírito Santo, pois o segredo espiritual da vida cristã é: TER A VIDA CHEIA DO ESPIRITO SANTO!!


Sem Ele, a igreja não passa de um clube, uma associação ou um bando de alienados do mundo; sem Ele, não passamos de um aglomerado de gente!!


O que faz a igreja ser um corpo vivo do Espírito Santo é um vaso (coração) cheio do óleo da presença de Deus!!!


Desta forma, quando o ambiente está azeitado pelo Espírito Santo, sentimos a presença da Glória do Senhor trazendo alegria ao ambiente.


O segredo para isso?????


É simples!!


(A) – BUSQUEMOS OS VASOS VAZIOS! - Quem são eles??


(A.1) - São os pecadores que não conhecem Jesus.


(A.2) - São aqueles que já perderam a esperança e estão desiludidos.


(A.3) - São aqueles colegas que estão desesperados, tentando livrar-se das garras do pecado e da perdição eterna.


Devemos trazer estes vasos vazios para casa do Senhor, para eles experimentarem um derramar do Espírito em suas vidas!!


(B) – FECHEMOS A PORTA – O que isso significa?


(B.1) – Separar-se do mundo - Fechando a porta para as novelas; para a promiscuidade sexual; para os jogos de azar; para a mentira; para desonestidade; para a língua que difama e que fala da vida alheia – I Jo 2.15-17.


Crente que faz parte do mundo é inimigo de Deus - Tg 4.5,14.


O filosofo dinamarquês, Soren Kierkegaard disse:


- “No dia em que a igreja e o mundo se tornarem amigos, a igreja deixará de existir”.


(C) – TENHAMOS INTIMIDADE COM DEUS! - Quando queremos intimidade no nosso lar, normalmente fechamos a porta!


Muitos não tem sentido o azeite do Espírito Santo, porque não tem fechado a porta - Mt 6.6 - Hoje em dia há tempo para tudo, mas não para Deus!! Precisamos fechar a nossa porta!


A melhor oração é aquela que é feita na intimidade, a sós com a porta fechada. Este é o projeto maravilhoso de Deus para nós!


V – CONSIDERAÇÕES FINAIS:


(1) – Após a venda do azeite, a viúva pagou a dívida e ainda viver por muito tempo.


(2) - O óleo do Espírito que Deus quer derramar tem de ser abundante, tem que sobrar, tem que transbordar, para que nunca mais sejamos vazios ou fiquemos esgotados.


Devemos transbordar este óleo aonde quer que andemos, porquanto um vaso transbordante derrama óleo no colégio, no emprego, na vizinhança, entre os amigos!!!


Se quisermos ser vitoriosos, precisamos do óleo do Senhor, para vivermos cheios da graça de Deus.


FONTES DE CONSULTA:


Estudo Bíblico “Vasos cheios do Espírito” – de Antonio Marcio


Lições Bíblicas CPAD – 3º Trimestre de 1981 – Comentarista: Eurico Bérgsten