Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







4 de abr de 2013

2º TRIMESTRE DE 2013 - LIÇÃO Nº 01 - 07/04/2013 - "FAMÍLIA, CRIAÇÃO DE DEUS"


ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 01 - DATA: 07/04/2013
TÍTULO: “FAMÍLIA, CRIAÇÃO DE DEUS"
TEXTO ÁUREO – Gn 2.18
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Gn 2.28-24
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/


I - INTRODUÇÃO:

Como a família foi criada por Deus, é Ele quem deve estabelecer as regras e as normas ao homem, a quem cabe, simplesmente, obedecer. A família não é nossa criação, nem pode ser estruturada segundo os nossos conceitos ou a nossa vontade. Existem princípios divinos que devem ser seguidos.


II – A FAMÍLIA CONFORME DEUS PLANEJOU

FAMÍLIA - Segundo a Sociologia, é uma comunidade constituída POR UM HOMEM e UMA MULHER, unidos por laço matrimonial e pelos filhos nascidos dessa união.


Vejamos o que diz a soberana Palavra do Senhor sobre a formação da FAMÍLIA, CRIAÇÃO DE DEUS:

 
Gn 1.9-10 – “Terra e Mares” = “... E viu Deus que era bom”.
 
Gn 1.11-12 – “Relva, ervas e árvores frutíferas” - “... E viu Deus que era bom”.

 
Gn 1.14-18 – “Sol, lua e estrelas” - “... E viu Deus que era bom”.

 
Gn 1.20-21 – “Grandes animais marinhos, seres viventes que rastejam e aves”- “... E viu Deus que era bom”.

 
Gn 1.24-25 – “Animais selváticos, animais domésticos e os répteis” - “... E viu Deus que era bom”.

 
Gn 1.31 – “Tudo quanto Deus fizera” - “... E viu Deus que era muito bom”.

 
Gn 2.18 – “O homem na solidão” – “NÃO É BOM que o homem esteja só”.

 
De todas as coisas que Deus criou, apenas uma, no Seu julgamento, não estava boa: QUANDO O HOMEM FICOU SÓ.

 
Esta constatação foi feita pelo próprio Deus, logo após o homem ter conhecido e nomeado cada uma de todas as espécies animais. 

 
Esta descrição bíblica nos leva a pensar que Adão conheceu todos os animais. Contudo, Adão não sentiu nenhum afeto, nenhuma atração física por qualquer de todas as fêmeas do mundo animal, que ele conhecera.

 
Desta declaração bíblica sobressai uma verdade: É anti-bíblica e contrária à natureza humana a atração física por qualquer animal. Para ser companheira do homem, Deus criou uma mulher. Esta foi a decisão de Deus para suprir a carência afetiva e física do homem. Qualquer desvio deste princípio contraria a decisão de Deus e constitui pecado!


Reparemos que o Senhor Deus disse:


- “Far-lhe-ei uma auxiliadora...” – Ou seja, uma ajudadora, um complemento. DEUS NÃO DISSE QUE FARIA UMA “ATRAPALHADORA”


Não foi Adão que procurou pela mulher, Deus é que lhe deu, ou melhor, Deus TROUXE Eva para Adão – Gn 2.22.


Enquanto Adão dormia, Deus trabalhava: Tomou uma de suas costelas, e fechou o lugar com carne.


Deus não pegou de nenhum osso do crânio de Adão, para que a mulher não mandasse no marido, tampouco fosse superior um ao outro.


Deus também não pegou de nenhum osso do pé de Adão, para que o homem não pisasse na mulher ou fizesse dela um capacho.


Deus formou Eva da costela de Adão, isto é, do seu lado (companheirismo, apoio, igualdade).


Quando Adão e Eva foram unidos por Deus, disse o homem: - Gn 2.23-25:


- “Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne...” -  Indica união; criada da mesma essência;


- “... Por isso deixará o homem pai e mãe, e se unirá à sua mulher” – Deixar o pai e mãe aqui é sob três aspectos: geográfico, financeiro e emocional.


Ainda mais: Gn 2.24 enfatiza a completa identificação das duas personalidades no casamento. 



A passagem nos diz que Deus instituiu o casamento e que este deve ser MONOGÂMICO e HETEROSSEXUAL, A UNIÃO COMPLETA DE DUAS PESSOAS DE SEXO DIFERENTE. Jesus acrescentou que este modelo de casamento deve ser permanente – Mc 10.6-9.


- “... Ora, um e outro, o homem e sua mulher, estavam nus, e não se envergonhavam” - Quem trouxe a idéia de errado ou vergonhoso no sexo foi o pecado.


Observemos, assim que Deus fez uma Eva para um Adão. Se o Senhor quisesse que a mulher ou o homem fossem bígamos ou polígamos faria diferente.





III – BÍBLICAMENTE, A UNIÃO ENTRE DUAS PESSOAS DO MESMO SEXO NÃO PODE FORMAR UMA FAMÍLIA:

 
Gn 1:28 - A primeira Família, formada pelo próprio Deus, teve como principio a formação de um casal, ou seja, Deus uniu, com a sua bênção, um homem e uma mulher. Estava, assim, realizado, pelo próprio Deus, o primeiro casamento e determinado uma de suas três funções – a perpetuação da raça humana através da geração de filhos. Portanto, segundo o plano de Deus, o modelo para formação de uma Família é a união de um Casal, de um Homem e de uma Mulher.  Qualquer tentativa de formar uma Família contrariando este principio estabelecido por Deus, é contrária à Bíblia Sagrada, é pecado!


Gn 2:22 - Observemos a simplicidade da declaração bíblica, ao dizer – “formou uma mulher”. Esta mulher foi formada como resultado da decisão de Deus de que não era bom que o homem estivesse só. Assim, biblicamente, para ser companheira do homem, Deus formou uma mulher. Qualquer distorção a este princípio, viola a decisão de Deus (Gn 1:17).


O Espírito Santo, ao inspirar Moisés, quando este escrevia o Livro de Gênesis, foi criterioso ao declarar que Deus criou macho e fêmea. O “macho” a Bíblia chama de “Homem”; a “fêmea”, de “mulher”.


O macho, o homem, é chamado de um ser do sexo masculino; a fêmea, a mulher, é chamada de um ser do sexo feminino.


Desta forma, para a Bíblia, QUE É CONTINUA SENDO A PALAVRA DE DEUS, existem apenas dois tipos de sexo – ou a criatura é Homem, ou, então, é Mulher. Não existe outro termo ou meio termo. Para o Senhor nosso Deus, somente um Homem e uma Mulher formam um casal.


A Bíblia estabeleceu como princípio que uma Família tem origem com a formação de um casal, ou seja, com a união de um homem e uma mulher. Este princípio foi estabelecido pelo próprio Deus, quando uniu, com a Sua bênção, o homem e a mulher que Ele criou lá no Paraíso.


Atualmente, este princípio continua valendo porque ...

 
(A) - Deus não muda – Ml 3:6


(B) - Deus é fiel e não pode negar-se a si mesmo – II Tm 2:13


(C) - Deus vela pela Sua Palavra para a cumprir – Jr 1:12 cf Gn 2:24


Um dos propósitos de Deus ao instituir a Família foi a propagação da raça humana. Assim, a união de dois homens, ou de duas mulheres, contraria este propósito de Deus.


Da mesma forma, qualquer tentativa de formar uma Família através da união de duas pessoas do mesmo sexo não procede de Deus e não pode ter a concordância de Sua Igreja. 





IV – CONSIDERAÇÕES FINAIS:


O primeiro grupo social a que uma pessoa pertence é a família, grupo criado pelo próprio Deus (Gn.2:23-24) e que procura suprir as necessidades sentimentais, afetivas e emocionais básicas do ser humano. Deus não só criou a família, como estabeleceu quais as regras e as condutas que devem ser observadas por cada membro familiar. As Escrituras trazem quais os parâmetros do relacionamento entre cônjuges, entre pais e filhos e entre irmãos. O segredo da felicidade no relacionamento familiar está em ter uma conduta conforme a Bíblia Sagrada.




FONTES DE CONSULTA:

(1) - Novo Dicionário Aurélio – 2ª Edição Revista e Ampliada – Editora Nova Fronteira

(2) - Estudo Bíblico: "NAMORO, NOIVADO e CASAMENTO" - Prof. Antonio Sebastião da Silva

(3) - Estudo Bíblico: "FAMÍLIA" - Autor: Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho