Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







29 de jul de 2013

3º TRIMESTRE DE 2013 - LIÇÃO Nº 05 - 04/08/2013 - "AS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 05- DATA: 04/08/2013
TÍTULO: “AS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO”
TEXTO ÁUREO – Fp 2.13
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Fp 2.12-18

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/





I – INTRODUÇÃO:

Gn 3:15 – Tão logo quando entrou o pecado no mundo, a inocência se dissipou e o homem se tornou uma criatura culpada diante de Deus, o Senhor pronunciou estas palavras de graça e misericórdia a um mundo perdido.


II - SIGNIFICADOS DA PALAVRA “SALVAÇÃO”:

Saúde; ajuda; segurança; cura; recuperação; redenção; remédio; bem-estar; ser liberto; soltar; livrar; conceder vitória; estar seguro; vingar-se; preservar.

Inclui propiciação, reconciliação; regeneração, justificação, santificação e glorificação.

De modo geral, no Antigo Testamento, o vocábulo possui um forte significado religioso, pois era Jeová quem operava o livramento (Sl 68:19-20).

No Novo Testamento a idéia de salvação significa, basicamente:

(A) - Perdão dos pecados (Lc 7:50; I Cor 1:18; Ef 2:5-8);

(B) - Livramento do poder do pecado (Rm 6:14; Fp 1:19); e

(C) - A derrota de Satanás (Rm 13:11; I Jo 3:2).


III - ASPECTOS MARAVILHOSOS DA SALVAÇÃO:

(1) - A Salvação é grande (Hb 2:3) - Ela é grande porque procede de um Deus grande, destina-se a um grande pecador e há de durar por toda a grandeza da eternidade (Jo 5:24).

(2) - A salvação é perfeita (Hb 7:25a) - Ela resulta de um sacrifício perfeito e conduz o homem a um estado de perfeição espiritual.

(3) - A salvação é condicional (Hb 7:25b; Ef 2:8) - Unicamente pode ser experimentada pelos que se aproximam de Deus através de Cristo pela fé (Jo 14:6).

(4) - A salvação é graciosa (Tt 2:11) - Todo o seu preço foi totalmente pago quando Jesus se deu a Si mesmo no Calvário por nós

(5) - A salvação é urgente (II Cor 6:1-2) - Não deve haver qualquer tipo de procrastinação da parte do homem. Amanhã pode ser tarde demais.

(6) - A salvação é comum (Jd 3) - Esta palavra também se usa em Tt 1:4, significando “COMUM A TODOS”. Não existem privilegiados ou desfavorecidos na Igreja. A todos Deus estende o mesmo manto, a mesma graça, a mesma salvação.

(7) - A salvação é poderosa (Lc 1:69) - A salvação é poderosa em sua origem, sua natureza, sua extensão e seus efeitos. Quer dizer, é totalmente poderosa.


IV - A MENSAGEM DA CRUZ SE TORNOU ETERNA:

Ef 2:13, 16; Cl 1:20 – Como uma cruz aponta para várias direções: para cima, para baixo e para os lados. Assim a mensagem da vitória de Cristo que Ele ganhou na cruz, é dirigida para todos os lados:

(1) - A cruz aponta para baixo – Ela proclama a vitória de Jesus sobre o diabo; a cabeça da serpente foi ferida – Cl 2:14-15.

(2) - A cruz aponta para cima – É a mensagem de Deus dizendo que, agora, o mundo está reconciliado com Ele – Jo 19:30 cf II Cor 5:19.

(3) - Os braços da cruz estão abertos – Representam os braços do perdão de Deus que agora estão abertos para receber a todos – Jo 3:16 cf Is 1:18.


V - A ALEGRIA DA SALVAÇÃO E A NOVA VIDA EM CRISTO:

Leiamos Lc 15:22-24 - Deus, nosso Pai celestial, tem as mais ricas bênçãos para quem, arrependido, a Ele vem. São bênçãos espirituais e materiais. Vemo-las, figuradamente, no banquete da reconciliação registrada na Parábola do Filho Pródigo.

Vejamos o que o Pai do pródigo ordenou aos Seus servos, o que demonstra que Deus perdoa depressa e imediatamente o pecador:

- “TRAZEI DEPRESSA...”

(1) - “O MELHOR VESTIDO” – A referência é a vestes de festas. Simboliza a justiça e a justificação, bem como fala de posição, de dignidade, como participantes do banquete da salvação (Is 61:10; Apc 19:8).

(2) - “PONDE-LHE UM ANEL NA MÃO” – Não se trata dos anéis de hoje. Isso fala de autoridade (em nome do soberano): Mc 16:17-18; Lc 19:1; Gn 41:42; Et 8:2, 8; Ag 2:23.

(3) - “E ALPARCAS NOS PÉS” -  Isso fala: 

(3.1) - Da filiação, uma vez que escravos não usavam calçados; somente filhos;

(3.2) - Da armadura do soldado cristão (Ef 6:15; Ex 12:11); e

(3.3) - Que não estamos mais sob Lei, mas, sim, sob a graça de Deus. Sob a Lei, Deus ordenou retirar as sandálias (Ex 3:4-3; Js 5:13-15); sob a graça, Ele ordena colocá-las nos pés (Lc 15:22).

(4) - “O BEZERRO CEVADO” – Isso fala de alimento e oferta, visto que o boi era animal cerimonialmente limpo para consumo e para sacrifício.

(5) - “ALEGREMO-NOS” – É o gozo indizível da salvação e das bênçãos que a acompanham: O batismo com o Espírito Santo, os dons espirituais, a cura divina, o servir ao Senhor, a vitória nas lutas e provações, a perseverança na fé e a certeza da volta de Jesus.

Lc 15:24, 32 – Os termos “morto” e “perdido” revelam o efeito destruidor do pecado no corpo, na saúde, na moral, no conceito, nos costumes, na família, na alma e no espírito da pessoa. O pecado é uma doença espiritual que separa o homem de Deus, que o cega e o domina, transformando-o num escravo do mal. Tal homem a Bíblia descreve como morto em seus pecados (Ef 2:1; Cl 3:1; Apc 3:1; Pv 21:6; I Tm 5:6).

Não é somente em nossa alma que tem lugar o banquete da salvação quando um pecador se converte; há também regozijo no céu (Lc 15:7, 10).


VI - AS BÊNÇÃOS DA SALVAÇÃO:

(1) - Em Cristo Jesus não há nenhuma condenação - Rm 8:1;

(2) - Em Cristo Jesus a lei do Espírito de Vida me livrou da lei do pecado e da morte - Rm 8:2-4

(3) - Fomos redimidos, perdoados, justificados - Rm 3:24-25

(4) - Fomos reconciliados - II Cor 5:19-21

(5) - Fomos libertos - Cl 1:13

(6) - Fomos aceitos - Ef 1:6

(7) - Fomos glorificados - Rm 8:30

(8) - Somos cidadãos do céu - Fp 3:20

(9) - Somos membros de um sacerdócio santo e real e da família de Deus - I Pe 2:5, 9

(10) - Somos completos em Cristo - Cl 2:9-10

(11) - Possuímos toda espécie de bênção espiritual - Ef 1:3

(12) - Somos herdeiros do céu - I Pe 1:4

(13) - Estamos sob a graça de Deus - Rm 6:14

(14) - Somos habitados pelas Pessoas da Santíssima Trindade - Jo 14:23; I Cor 6:19; Gl 2:20


VII - O HOMEM SALVO POR CRISTO:

(1) - O QUE ELE ERA SEM CRISTO:

(1.1) - Cheio de maldade e pecado (Gn 6:5)

(1.2) - Uma fonte de tudo que há de mal (Mc 7:21-23; Mt 15:19; Jr 17:9)

(1.3) - Perdido e morto nos seus pecados (Ef 2:3-5)


(2) - O QUE ELE É COM CRISTO:

(2.1) - Uma nova criatura (II Cor 5:17; Ef 2:10; Gl 6:15)

(2.2) - Cheio de amor de Cristo (Rm 5:5)

(2.3) - Possui felicidade indescritível (Is 65:13-14; I Pe 1:6-7)


(3) - GRANDES SÃO SEUS PRIVILÉGIOS:

(3.1) - Serve ao Senhor (Jo 4:35-36)

(3.2) - É dirigido através do Espírito Santo (Sl 32:8; At 8:29; 10:19-20)


(4) - O QUE ESTÁ A SUA ESPERA:

(4.1) - Uma herança indescritível (I Pe 1:3-4)

(4.2) - Uma coroa (II Tm 4:7-8; I Pe 5:4; Tg 1:12; Apc 2:10)


VIII - CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Leiamos Sl 49:6-8, 15 - Deus pagou o resgate que o homem não pode pagar  - Sl 56:13

Deus propôs salvar o homem por meio de uma obra aparentemente fraca e pobre, mas de valor incalculável, pois custou o sangue precioso de Jesus (I Cor 1:21-25)


FONTES DE CONSULTA:


Lições Bíblicas - Ed. CPAD - 4º trimestre de 1982 - comentarista: Pastor Geziel Gomes

Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento - Edições Vida Nova - Autores: R. Laird Harris, Gleason L. Archer e Bruce K. Waltke.

O Deus Vivo E Verdadeiro - CPAD - Autor: Geziel Gomes

O Evangelho em Gênesis – Editora Leitor Cristão – Henry Law

24 de jul de 2013

3º TRIMESTRE DE 2013 - LIÇÃO Nº 04 - 28/07/2013 - "JESUS, O MODELO IDEAL DE HUMILDADE"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 04- DATA: 28/07/2013
TÍTULO: “JESUS, O MODELO IDEAL DE HUMILDADE”
TEXTO ÁUREO – Fp 2.5
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Fp 2.5-11

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/




I - INTRODUÇÃO:
 
O maior líder da história demonstrou que é a humildade que nos torna grandes.


II - JESUS E A HUMILDADE:

HUMILDADE = Virtude com que manifestamos o sentimento da nossa fraqueza ou de nosso pouco ou nenhum mérito.

A humildade é ordenada (Mq 6:8; Mt 20:25; Lc 14:10; 22:26, 44; Rm 11:20; 12:3; Ef 4:2; Fp 2:5; Tg 4:10);

Deus atenta para os humildes (Sl 138:6; Pv 3:34; Lc 1:52; 18:14; Tg 4:6; I Pe 5:5);

A falta de humildade é condenada na bíblia (II Cr 33:23; 36:12; Jr 44:10; Dn 5:22);

O aviltamento dos orgulhosos é predito na bíblia (Jó 40:12; Sl 101:5; Pv 15:25; 29:23; Is 2:12; Ml 4:1)

O CORDEIRO E A POMBA - Jo 1:29, 32 - O cordeiro e a pomba são, sem dúvida, as mais dóceis de todas as criaturas de Deus. O cordeiro comunica mansidão e submissão; a pomba é símbolo de paz.

Quando o Deus eterno escolheu revelar-se em Seu Filho, deu-lhe o nome de Cordeiro, e, quando se tornou necessário que o Espírito Santo viesse ao mundo, Ele se revelou sob a figura de pomba.

É evidente, então, que a razão pela qual devemos ser humildes para andar com Deus não é apenas porque Deus é tão grande e nós tão pequenos. Mas também porque Deus mesmo, como visto em Jesus, é manso e humilde de coração.

A principal lição deste incidente, é que o Espírito Santo, como Pomba, só podia vir sobre o Senhor Jesus e permanecer sobre Ele, porque Ele era o Cordeiro.

Se Jesus tivesse outra inclinação que não a do cordeiro (humildade, submissão e entrega), a pomba nunca poderia ter descansado sobre Ele. Sendo ela mesma tão dócil, teria fugido espantada, se Jesus não fosse manso e humilde de coração.

O Espírito Santo pode permanecer sobre nós somente enquanto nos dispomos a ser como o cordeiro.

III - AS CARACTERÍSTICAS DA POMBA:

(1) - Veloz (Sl 55:6)

(2) - De linda plumagem (Sl 68:13)

(3) - Sua voz gemente (Is 38:14; 59:11; Na 2:7 cf Rm 8:8:26)

(4) - Símplice (Mt 10:16; Os 7:11)

(5) - Amorosa (Ct 1:15; 2:14)

(6) - Usadas nos sacrifícios (Lc 2:24)

(7) - Vendiam-se no templo (Mt 21:12)

(8) - Símbolo do Espírito Santo (Mt 3:16; Mc 1:10; Jo 1:32)

IV - AS CARACTERÍSTICAS DO CORDEIRO:

(1) - SINGELO - Não tem projetos nem planos para ajudar-se a si mesmo; vive em sua incapacidade e simplicidade. Jesus tornou-se como nada por amor de nós, e tomou a forma do despretensioso cordeiro. Ele não tinha força própria, nem sabedoria própria, nem projetos para sair-se das dificuldades, mas viveu todo tempo na total dependência do Pai.

Às vezes, a pomba tem que bater suas asas porque não nos dispusemos a ser simples cordeiro.

(2) - PRONTO A SER TOSQUIADO - Jesus se prontificou a ser tosquiado dos Seus direitos, de Sua reputação e de tudo aquilo que Lhe era lícito, exatamente como um cordeiro é tosquiado da sua lã. À semelhança de um cordeiro, Ele nunca ofereceu resistência. Quando injuriado, por amor de nós, não revidou. Ao padecer, não lançou ameaças. Ele nunca disse: “Por que vocês me tratam desta maneira? Não sabem que eu sou o Filho de Deus?”

A pomba às vezes tem que bater suas asas porque não nos dispomos a ser cordeiros tosquiados. Quando isso acontece, somos deixados sem paz, duros de coração e sem disposição para amar.

(3) - NADA RESPONDE - Jesus foi o cordeiro silencioso. Enfrentou calúnias e nada respondeu. Ele nunca se defendeu, nunca se explicou (Mt 26:63; Lc 23:49; Jo 19:9). Contudo, não é assim que nós agimos. Fazemos tudo, menos ficar silenciosos, quando outros nos tratam com falsidade e são descaridosos. Nossa voz se ergue em defesa própria e em justificativas, num tom de ira. Desculpamo-nos quando devemos simplesmente admitir com franqueza o nosso erro.

Em cada uma dessas atitudes, a pomba bate as suas asas e retira sua paz e bênção do nosso coração, porque não nos dispomos a ser cordeiros silenciosos.

(4) - NENHUM RANCOR - Jesus foi também o cordeiro sem mancha. Seu coração nada abrigou a não ser amor por aqueles que o enviaram à cruz. Não guardou contra eles ressentimentos, nem rancor, nem amargura. Mesmo enquanto cravaram os pregos em suas mãos, Ele não murmurava. Ele mesmo os perdoou e pediu ao Pai que os perdoasse também. Com mansidão estava disposto a sofrer por nós.

A pomba bate suas asas em retirada, quando não estamos prontos a suportar e perdoar por amor a Jesus.

Estas são as ações e atitudes que afugentam o Espírito Santo de nossa vida, impedindo-nos de receber Suas bênçãos; todas essas atitudes e ações são pecados. O pecado é a única coisa que impede o avivamento da Igreja de Cristo.


V - A HUMILDADE DE JESUS FOI EXIBIDA EM:


(1) - No tomar a cruz (Fp 2:7; Hb 2:16)

(2) - No Seu nascimento (Lc 2:4-7)

(3) - Na Sua sujeição a seus pais (Lc 2:51)

(4) - Em Sua situação na vida (Mt 13:55; Jo 9:29)

(5) - Na Sua pobreza (Lc 9:28; II Cor 8:9)

(6) - No ter participado de nossas fraquezas (Hb 4:15; 5:7)

(7) - No ter-se submetido a ordenanças (Mt 3:13-15)

(8) - No ter-se tornado servo (Mt 20:28; Lc 22:27; Fp 2:7)

(9) - No ter-se associado aos desprezados (Mt 9:10-11; Lc 15:12)

(10) - No ter rejeitado as honrarias (Jo 5:41; 6:15)

(11) - Na sua entrada em Jerusalém (Zc 9:9 cf Mt 21:5-7)

(12) - No ter lavado os pés dos discípulos (Jo 13:5)

(13) - Na Sua obediência (Jo 6:38; Hb 10:9)

(14) - No ter-se submetido aos sofrimentos (Is 50:6; 53:7; cf At 8:32; Mt 26:37-39)

(15) - No ter-se exposto às repreensões e zombarias (Sl 22:6; 69:9; cf Rm 15:3; Is 53:3)

(16) - Na Sua morte (Jo 10:15, 17; Fp 2:8; Hb 12:2)

(17) - Quanto à aparência (Is 53:2)

(18) - Quanto ao sucesso mundano (Is 53:3)

(19) - Quanto à reputação (Mt 2:23)

(20) - Quanto às riquezas (Mt 8:20)

(21) - Quanto à posição social (Mt 13:55)

(22) - Quanto à soberania (Jo 13:5)


VI - POR QUE NÓS DEVEMOS SER HUMILDES?

(1) - Não temos nada de nós mesmos (Jo 3:27)

(2) - Somos totalmente indignos (Gn 32:10-11; Rm 7:18)

(3) - Porque Deus nos conhece (I Sm 2:3; Sl 139:1-7)

(4) - Não somos nada sem Jesus (Jo 15:5)

(5) - Somente através da humildade nos tornamos santos (Mt 18:4)

(6) - O Senhor é nosso melhor exemplo (Fp 2:3-8)

(7) - Deus somente habita nos humildes (Is 57:15)

(8) - Deus ajuda e abençoa os humildes (Mt 5:3-5; I Pe 5:6)

(9) - Humildade é o caminho para uma verdadeira grandeza (Pv 22:4)

(10) - Característica dos santos (Sl 34:2)

(11) - Os humildes são considerados por Deus (Sl 138:6; Is 66:2)

(12) - São ouvidos por Deus (Sl 9:12; 10:17)

(13) - Gozam da presença de Deus (Is 57:15)

(14) - São livrados por Deus (Jó 22:29)

(15) - São exaltados por Deus (Lc 14:11; 18:14)

(16) - São os maiores no Reino de Cristo (Mt 18:4; 20:26-28)

(17) - Recebem mais graça (Pv 3:34; Tg 4:6)

(18) - São mantidos em honra (Pv 18:12; 29:23)

(19) - Conduz à riquezas, à honra e à vida (Pv 22:4)

(20) - Devemos ser revestidos dela (Cl 3:12)

(21) - Devemos ser envolvidos nela (I Pe 5:5)

(22) - Devemos andar humildemente (Ef 4:1-2)

(23) - Devemos ter cuidado com a falsa humildade (Cl 2:8, 23)

(24) - As aflições visam produzir humildade (Dt 8:1-3)

VII - CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Cristo é o maior modelo de humildade. Ele conviveu com a disputa pelo poder nos tempos dos apóstolos. Os discípulos já sofriam a síndrome do espírito de grandeza, cada um querendo ser maior do que o outro. Paulo também teve que enfrentar esse problema em Filipos. Hoje, nos deparamos com situações de disputas por posição a todo instante. Porém, precisamos ter equilíbrio espiritual, e não esquecer que tal como Jesus, não fomos chamados para ser servidos, mas para servir (Mc 10.45).


FONTES DE CONSULTA:

A Bíblia de Estudo Vida
Anotações Pessoais