Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







4 de nov de 2013

4° TRIMESTRE DE 2013 - LIÇÃO Nº 06 - 10.11.2013 - "O EXEMPLO PESSOAL NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 06- DATA: 10/11/2013
TÍTULO: “O EXEMPLO PESSOAL NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS”
TEXTO ÁUREO – Pv 20.7
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Pv 4.1-9

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/





I – INTRODUÇÃO:


O primeiro pastor de uma criança são os pais cristãos; a primeira cartilha da criança é o exemplo dos pais; o primeiro templo da criança são os braços dos pais; o primeiro altar da criança são os joelhos dos pais.



II – O QUE A SABEDORIA DE DEUS ENSINOU A SALOMÃO:


Em grande parte, o Livro de Provérbios foi escrito por Salomão, filho de Davi. Sendo então o autor principal de Provérbios, como conseguiu escrever tanto sobre disciplina física de crianças? Foi por causa do exemplo de seu pai, o rei Davi? Foi com o que aprendeu em seu lar na infância?


Por algum motivo, Davi nunca corrigia a teimosia e desobediência de seus filhos. Ele foi um homem justo em muitas áreas, porém a Palavra de Deus mostra seu fracasso no desempenho de seu papel como pai. Vejamos:


(1) - II Sm 13:21 – Quando seu filho Amnom estuprou a própria irmã, Davi ficou muito irado. Porém, onde está a aplicação da correção e da disciplina?


(2) - Absalão, que nunca apanhou, tentou tomar o trono de Davi e quase o matou, agindo com extrema violência, estuprando as concubinas do próprio pai! Ainda matou o seu irmão, Amnom.


(3) - Adonias tentou tomar o governo das mãos de Salomão; estava disposto a matar seu irmão, Salomão, para ficar com o trono; o papai Davi não fez nada - I Rs 1:6.


(4) - Provavelmente, o próprio Salomão nunca colocou em prática os princípios de disciplina de filhos que ele escreveu em Provérbios. Isto porque, este livro bíblico orienta os homens a ter:


(A) - somente uma esposa (Pv 5:18-19), porém Salomão teve muitas (I Rs 11:1-6); 


(B) - seu filho, Roboão, seguiu a tradição da família de Davi de filhos mimados e maus. Leiamos I Rs 12:1-11; II Cr 11:21-23.


Desta forma, os casos de Amnom, Absalão, Adonias e Roboão mostram o engano dos que acreditam que as crianças criadas com disciplina se tornam violentas! O oposto é que é verdade! Nos referidos casos, aqueles filhos, criados sem nunca levarem uma surra, cometeram atos violentos, estupros, adultérios,  fratricídio, rebeldias!


A chave para não sofrermos problemas semelhantes não é seguirmos a moda de hoje de evitarmos a disciplina física, mas adotarmos uma postura equilibrada: 


(A) - Uma criança criada de modo violento ou sem castigo físico pode acabar cometendo violências; mas 


(B) - Uma criança criada com o uso sábio da disciplina física terá muito mais chance de levar uma vida marcada por um comportamento bom e correto.


Será que nós, homens e mulheres de Deus, também não conseguiremos ter somente um (a) esposo (a) e educar e corrigir os filhos conforme os excelentes princípios da Palavra do Senhor?



III – FILHOS SÃO BÊNÇÃOS DE DEUS:


Temos visto pais crentes tratarem seus filhos como verdadeiros tropeços em suas vidas. Culpam os filhos por tudo de errado que acontece. Os filhos por sua vez se sentem um lixo, e aí começa a tragédia familiar. Porém, a Palavra de Deus mostra-nos o que são exatamente os filhos. Vejamos:


(1) - Os filhos são a alegria enviada por Deus - O nascimento de um filho traz alegria aos pais (Sl 113:9).


(2) - Deus deu-nos os filhos como bênçãos - Nunca os pais devem encarar os filhos como um empecilho, escória ou coisa semelhante. Eles são a herança do Senhor (Sl 127.3).


(3) – Os filhos são comparados à “PLANTAS DE OLIVEIRAS” – Sl 128:3b, ou seja:


(A) - dão fruto: Gl 5:22-23;


(B) - dão azeite (unção do Espírito Santo);


(C) - dão sombra (amparo e abrigo contra o desconforto);


(D) - As plantas (crianças) precisam ser cuidadas com amor, com afeto e com tempo.



IV – OS DEVERES DOS PAIS:

Os pais devem se comprometer a ensinar e disciplinar seus filhos de modo agradável a Deus - Pv 13:24; 19:18; 23:13; 29:17; Hb 12:7.


Disciplinar significa, literalmente, TORNAR DISCÍPULOS. Deste modo, toda autêntica autoridade para disciplinar os filhos procede de Deus. O próprio Deus disciplina Seus filhos (Hb 12:5).


A DISCIPLINA POSSUI DOIS ASPECTOS: 


(A) - INSTRUÇÃO: Ensino que tem o alvo de instruir, moldar, fortalecer e aperfeiçoar; e


(B) - CORREÇÃO: Castigar com amor e com propósito. Disciplinar os filhos não é puni-los impiedosamente, é corrigi-los e isto implica amor.  



V - POR QUE DISCIPLINAR?:


(1) - PARA DESENVOLVER O SENSO E RESPEITO À AUTORIDADE;


(2) - PARA ESTABELECER A PRÁTICA DA OBEDIÊNCIA;


(3) - PARA FORMAR BONS HÁBITOS;


(4) - PARA CORRIGIR MAUS HÁBITOS. 



VI - COMO DISCIPLINAR?:


(1) - COM CONSELHO (Pv 19:25) – Se não der resultado, discipline...;


(2) - ... COM CASTIGO (Pv 19:18; 29:17) – Se não der resultado, discipline...;


(3) - ... COM VARA (Pv 13:24; 22:5)



VII – PAIS COMO EXEMPLO:

“Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza” (1Tm 4:12).


Como deve ser o nosso exemplo? Que modelo devemos ser? Como eu posso ser “padrão dos fiéis”? Busque a graça de Deus, que a tudo conquista, para ser um exemplo:


(1) - “na palavra” — Estude a Bíblia. Nós precisamos conhecer a Palavra escrita de Deus e Jesus Cristo, a Palavra Viva, no coração e na mente. Quanto mais conhecermos essa Palavra, mais falaremos palavras de Deus como pais.


(2) - “no trato” — O significado antigo de “procedimento” era “modo de viver”. Sejamos um exemplo no nosso modo de viver. Que o nosso andar seja uma ilustração do nosso conversar. Queremos ser respeitados e não desprezados? Sejamos exemplo na palavra e na ação.


Uma lembrança pictórica vívida está no Velho Testamento: A vestimenta azul, usada pelo sumo sacerdote, tinha campainhas de ouro e romãs pregadas de forma alternada ao redor da bainha.


Nós estamos familiarizados com campainhas anunciando épocas ou eventos especiais.


As romãs eram os primeiros frutos a amadurecerem em Canaã.


A cada passo do sumo sacerdote, as romãs seriam vistas balançando para frente e para trás, e as sinetes seriam ouvidas tocando.


Que bonita imagem para nós!


Que nossas vidas demonstrem um equilíbrio perfeito entre as palavras de nosso testemunho (nossa conversação) e os frutos de nossas ações (nosso andar). Que nossos filhos testemunhem esse equilíbrio. Não deve ser um ou outro, mas ambos, complementando um ao outro.


(3) - “no amor” — No amor ágape. No amor unilateral, gracioso, imerecido, incondicional. Mesmo quando nós punimos nossos filhos, eles veem e sabem de nosso cuidado incondicional, preocupação, e amor por eles?


Toda a lei e os profetas se resumem em dois grandes mandamentos: amar a Deus sobre todas as coisas e amar os outros como a nós mesmos.


Nossos jovens veem como é o amor ágape ao interagirmos ou falarmos sobre pessoas que caíram em pecados desprezíveis, ou vivem na pobreza, ou cheiram a imundície?


(4) - “no espírito” — Nosso exemplo deve ser autêntico. Nosso exemplo deve provir do coração. Nós devemos ser exemplos de quem de fato somos. Se não,
nossas ações criarão um odor de hipocrisia em vez do doce perfume de sinceridade.


(5) - “na fé” — Se você não quer que seus filhos lhe desprezem como cristão, e escarneçam da fé cristã, então não despreze a Deus. Viva, pela graça de Deus, uma vida de fé, confiança e firmeza. O poder da fé em tempos de necessidade tem muitas vezes deixado uma poderosa impressão sobre os filhos que ouvem e veem tal fé exercida.


(6) - “na pureza” — Guarde alvas suas vestes. Uma veste suja será desprezada. Ore e labute, pela graça de Deus, para ser um exemplo na pureza.


Talvez um pai lendo este artigo esteja crescentemente sendo desencorajado. Quem pode de fato ser o perfeito exemplo que deveria nestas seis maneiras?


Percebendo isso, contudo, não devemos nos desesperar. Isso deveria nos levar para fora, ao Sumo Sacerdote.


O evangelho nos aponta, em nosso vazio, a infinita plenitude do Senhor Jesus Cristo. Ele se deleita em ouvir pais necessitados ao clamarem-Lhe por graça para serem pais corretos. Este grande Professor ama preencher pais vazios que trazem todo seu vazio a Ele.



Que modelo temos sido como pai?



VIII - CONSIDERAÇÕES FINAIS:


Escritos em um cartaz no Juizado de Menores do Fórum de Bremen, na Alemanha, transcrevemos abaixo:


OS DOZE MANDAMENTOS DESTRUTIVOS PARA QUE SEU FILHO SE TORNE UM MARGINAL”:


(1) - Desde cedo, dê ao seu filho tudo o que quer. Ele crescerá com a convicção de que o mundo todo lhe pertence.


(2) - Se a criança utilizar expressões impróprias, dê risadas. Ela vai então se considerar especialmente espirituosa.


(3) - Não lhe dê nenhuma educação espiritual;  “Quando ele crescer, escolherá que caminho irá seguir”.


(4) - Nunca lhe diga: “Isso não está certo!”. Ele poderá ficar com complexo de culpa!


(5) - Arrume toda a sua desordem. Assim, a criança ficará convicta de que a responsabilidade é sempre dos outros.


(6) - Permita que ele leia o que quiser! Preocupe-se em esterilizar as louças da sua casa, mas deixe que a mente de seu filho fique com bactérias.



(7) - Desenvolva toda desavença conjugal diante da criança. Se mais tarde houver o divórcio, pelo menos ela não ficará surpresa.


(8) - Dê-lhe todo o dinheiro que pedir; ele não deve ganhar o seu próprio. Que terrível seria para a criança compreender que não passa melhor do que você mesmo.


(9) - Cuide para que a criança receba todo o imaginário em comida, bebida e conforto. Do contrário, poderá ficar facilmente deprimida.


(10) - Sempre lhe dê razão: Os vizinhos, os professores e a polícia apenas visam o mal da pobre criança.


(11) - Se finalmente se tornar um marginal, simplesmente explique que você não pode fazer nada!


(12) - Prepare-se a tempo para uma vida espinhosa. Com toda a certeza, você a terá!




FONTES DE CONSULTA:


1)       A Bíblia de Estudo Pentecostal - Edições CPAD
2)       A Bíblia Shedd - Edições Vida Nova
3)       Como devo educar meus filhos – Chamada da Meia-Noite – Wim Malgo
4)       A Bíblia de Estudo Vida - Editora Vida
5)       Lições Bíblicas Maturidade Cristã – CPAD – 3º Trimestre de 1987 – Comentarista: Estevam Ângelo de Souza
6)       Estudo Bíblico: “O Relacionamento dos Pais Cristãos com os Filhos” – Pastor Valtair Freitas
7)      Estudo Bíblico: “Pais e Professores como Exemplo” – James W. Beeke