Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







11 de jan de 2016

1º TRIMESTRE DE 2016 - LIÇÃO Nº 03 - 17.01.2016 - ESPERANDO A VOLTA DE JESUS

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 03 - DATA 17/01/2016
TÍTULO: “ESPERANDO A VOLTA DE JESUS”
TEXTO ÁUREO – I Ts 5.23
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Mt 24.42-46

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO











I - INTRODUÇÃO:



Nos dias de Noé, Deus não fez segredo de Sua decisão; não agiu sem qualquer aviso prévio. Deus primeiro avisou sobre o dilúvio! Ele não age de improviso; não age de forma inesperada -  Am 3:7.




II - COMO FOI NOS DIAS DE NOÉ:



Leiamos Mt 24:37-42 cf Gn 6:5-14 - Deus não vacilou em tomar a decisão necessária; decidiu fazer o que tinha que ser feito.



Contudo, embora tivesse razões para executar de imediato o Seu juízo, na Sua longanimidade exercitou, primeiro, Sua misericórdia -  Sl 103:8.



Isso porque, Deus estabeleceu um tempo muito longo (do ponto de vista humano), para a execução do Seu Juízo.



Instruindo Noé a construir a Arca...



(1) - Deus não mandou que ele a construísse num local escondido;



(2) - Queria que todos vissem a Arca sendo construída;



(3) - Queria que todos os homens soubessem onde encontrá-la;



(4) - Queria que todos a conhecessem.



(5) - A arca era grande demais para ser escondida; podia abrigar todos os que nela quisessem entrar.



(6) - Ainda mais, a arca deveria estar em local de fácil acesso a toda e qualquer criatura.



(7) - Depois de tudo pronto, ficaria sete dias com sua porta aberta para quem quisesse nela entrar.



Os contemporâneos de Noé não prestaram atenção aos sinais mais que evidentes do juízo iminente.



Exteriormente, as pessoas da época de Noé se comportavam de maneira completamente normal. Aquelas pessoas não se importavam com o tempo terrível e perigoso em que viviam e que o tempo da graça estava terminando! Elas já tinham a arca diante dos olhos, podiam tocar na arca e também ouvir a Noé. Apesar disso, elas viviam em indiferença paralisadora com relação ao grande acontecimento iminente que Deus estava para realizar: julgar o mundo.



Enquanto Noé preparava a Arca, o Povo, entregue a uma vida pecaminosa, cuidava de seus interesses materiais. Não há qualquer menção de Altar sendo erguido, de sacrifícios sendo oferecidos, de adoração, oração, louvor.



II Pe 2:5 – Os contemporâneos de Noé escutaram com atenção a pregação da justiça. Noé não somente construía uma arca com sua família, mas também anunciava a justiça e a graça de Deus. Logo, eles viram o trabalho e ouviram a pregação de Noé, porém, só isso não adiantou (I Pe 3:20).



A Arca era uma figura de Jesus. Ela teve duas finalidades: Salvação e Condenação. Salvação para todos os que estavam dentro dela; para os que creram nas palavras que Noé havia recebido de Deus. Condenação para todos os que não quiseram entrar.



O Senhor Jesus indicou até o momento exato em que os contemporâneos de Noé reconheceram a verdade (Mt 24:39) – Quando eles chegaram a tal reconhecimento, o inferno dava gargalhadas.



Gn 7:10-24 – Para onde deve ter corrido aquelas pessoas fora da arca? Certamente para a porta da arca que já estava fechada! Todos os gritos  e batidas na porta de nada adiantaram! A porta havia sido fechada por Um que quando fecha ninguém pode abrir!



Nos dias de Noé os homens não deram crédito à mensagem pregada pelo homem de Deus. Permaneceram na prática do pecado, entregues, inteiramente às coisas e atividades materiais. (Pv 1:24-30)



Gn 19:12-14 – Apesar de Ló estar falando algo profundamente sério, os seus genros foram incapazes de ouvir e reconhecer a verdade (Jo 8:43-45). Mas, apesar do deboche e da incredulidade dos genros de Ló, Deus não deixou de mandar o Seu juízo (Gn 19:15-16, 22-26)



Os contemporâneos de Noé e os genros de Ló perderam a oportunidade de salvação (II Ts 1:7-10)




III - VIGIAR - PARA NAO COMETER O ERRO DOS ISRAELITAS:



Leiamos Ex 24:12-18 - Moisés subiu ao Monte sem nenhum segredo: 



(1) - Disse aonde ia, deixando com o Povo o seu representante;
(2) - Prometeu que voltaria;



(3) - Mandou que o esperassem. Porém, não disse o dia nem a hora de seu retorno.



(4) - O Povo esperou;



(5) - Moisés demorava-se para voltar. Parece-nos que até mesmo as lideranças se esqueceram de suas palavras!



(6) - Eles não creram na promessa e na palavra de Moisés (Ex 32:1).



Arão, como líder, mostrou-se fraco:



(1) - Ele conhecia bem Moisés;



(2) - Conhecia e tinha experiências com Deus; 



(3) - Viu o que Deus havia feito por intermédio de Moisés;



(4) - Viu como o Povo foi liberto do Egito;



(5) - Viu o Mar Vermelho se abrir;



(6) - Viu as águas de Mara serem transformadas;



(7) - Viu Deus mandar o maná e as codornizes;



(8) - Viu sair água da rocha, em Horebe;



(9) - Viu Israel vencer os Amalequitas (ele estava com Moisés, no Monte);



(10) - Viu Deus descer sobre o Sinai;



(11) - Viu o Monte fumegando e a terra tremer sob o Poder de Deus.



Mas, Arão fez o que o Povo queria que fosse feito. Fez um bezerro de ouro! Arão quis ser agradável ao Povo. Arão conhecia a Vontade de Deus e a ordem de Moisés - porém, curvou-se à vontade do Povo.



No tempo de Deus, Moisés voltou, conforme havia prometido. Ninguém estava esperando por sua vinda, nem mesmo Arão – Ex 32:25.



Aquele gravíssimo erro, tanto dos líderes, como do Povo, não pode se repetir em relação à Igreja e a Vinda do Senhor Jesus. Para que isto não aconteça, a palavra de ordem a todos, é - "VIGIAI".




IV - CONSIDERAÇÕES FINAIS:



A Bíblia diz que Jesus Vem - É preciso esperar até que Ele venha! -  Mc 13:34-36.


FONTES DE CONSULTA E PESQUISA:

Site da Internet Portal Escola Dominical: Prof. Antonio Sebastião da Silva
Eis o Noivo – Obra Missionária Chamada da Meia-Noite – Wim Malgo
BÍBLIA NOVA VIDA

3 comentários:

Javã Vidal disse...

Meu querido pastor continuo orando para que Deus restaure sua saúde o senhor é uma benção. Moro no interior da Paraíba em uma cidade chamada de Mataraca com aproximadamente 7 mil habitantes e seus estudos tem abençoado minha vida e a vida de meus alunos. Fique na Santa e preciosa paz de Cristo que excede todo o entendimento.

Eliseu Oliveira disse...

Amado pastor Geraldo... Realmente as suas colocações e explicações são relevantes para todos que amam a palavra de Deus. Moro em Sergipe.cidade de Maruim. Continue sendo este canal de Deus para todos nós. Paz.

Anônimo disse...

Parabéns Pastor pelo excelente comentários muitas pessoas estão sendo abençoadas por esse Brilhante trabalho que Deus continue te abençoando.