Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







1 de mai de 2012

2º TRIMESTRE DE 2012 - LIÇÃO Nº 06 - 06/05/2012 - "TIATIRA, A IGREJA TOLERANTE

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 06 - DATA: 06/05/2012
TÍTULO: “TIATIRA, A IGREJA TOLERANTE”
TEXTO ÁUREO – II Cor 6.14-15
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Apc 2.18-29
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/


I - INTRODUÇÃO:

Atualmente, existe no mundo uma crença, a cada dia mais emergente, de que não há verdade absoluta. Não existe padrão para o certo e o errado. E o resultado é a tolerância a toda e qualquer crença em nossa cultura. 

Tolerância é divergência admissível de um padrão; é simpatia por crenças ou práticas divergentes ou conflitivas entre si. 

Nada mais nos choca. Tragicamente, ficamos insensíveis ao pecado. A chama de nossa consciência está quase se apagando. Todos os comportamentos (quer normais, quer imorais), são agora admitidos. Em nossa tolerância, abrimos as comportas a todos os tipos de iniquidade. Tudo o que queremos é a tolerância. Estamos prontos a sacrificar a virtude no altar da tolerância. Se continuarmos a rejeitar os valores absolutos, a moral e os bons costumes simplesmente desaparecerão. A Bíblia, a penetrante espada de dois fios, está sendo substituída por um relativismo diabólico. Atualmente, como igreja, toleramos tudo, exceto a intolerância.

II - O CENÁRIO:

Tiatira era um pequeno centro industrial estabelecido na estrada principal entre Pérgamo e Laodicéia.

Era operária, tinha numerosas associações comerciais. Carpinteiros, tintureiros, comerciantes, fabricantes de tecidos e outros profissionais organizaram suas associações fraternais, parecidas com nossos sindicatos. Cada associação tinha seu próprio deus.

Após o expediente, seus membros participavam dos festivais patrocinados pelas respectivas associações. Tais celebrações incluíam banquetes oferecidos aos ídolos e orgias sexuais.

Ao contrário das outras cidades, Tiatira não era centro de qualquer adoração. Ela não tinha grandes templos pagãos, embora tivesse como guardião a Apolo, o filho de Zeus. Quanto à adoração ao imperador, não constituía grande ameaça.

Esta era Tiatira: pequena, operária, rude. Neste cenário, achava-se a Igreja de Cristo.

III - O REMETENTE:

Apc 2.18 - Nesta carta, Jesus identifica-se de maneira proposital para atrair a atenção de Tiatira. Ele começa chamando a atenção desta Igreja em três pontos: - “Isto diz...:

(1) – O FILHO DE DEUS – Ou seja, Aquele que tem autoridade divina. Apesar de ter se tornado homem (qualificado a tomar o nosso lugar, levando-nos os pecados e a culpa sobre a cruz), permaneceu totalmente Deus (nunca deixou de possuir a natureza divina e seu poder, durante Seu ministério terreno).

(2) – QUE TEM SEUS OLHOS COMO CHAMA DE FOGO – Dn 10.6; Apc 1.14 – Fala da sua profunda sabedoria e justo julgamento. Os olhos do Filho de Deus estão prontos a queimar qualquer coisa que a igreja esteja fazendo de errado ou algum pecado que tente esconder. Eles esquadrinham a igreja, com zelos de infinito e ardente amor. Com olhar onisciente, vê os locais mais secretos do coração. Encontra e sonda nosso homem interior; penetra nosso ser e desmascara qualquer fingimento. Descobre nossas pretensões.

Jesus vê o que ninguém pode ver. Julga a essência de nossas atitudes. Avalia nossas motivações. Ele pesa as ambições e observa os pensamentos secretos. Tudo se acha descoberto diante dEle. Nada está oculto a Seus olhos. Este divino olhar é como a chama de fogo; a tudo devassa; consome a tudo o que toca. Todas as coisas na Igreja estão expostas diante dEle. Enganam-se, pois, os que pensam poderem esconder alguma coisa do santo e flamejante olhar de Deus.

(3) – E OS PÉS SEMELHANTES AO LATÃO RELUZENTE – Isto fala-nos não somente da resistência, mas do altar de bronze do tabernáculo (Ex 38.30) e, por extensão, do sacrifício de Cristo, pelo qual Ele triunfou sobre satanás. O Filho de Deus venceu a sua mais dura prova de fogo, cujos pés expressam a Sua vitória. O Filho de Deus não tem qualquer mistura ou contaminação. No Seu ministério aqui e no céu, Ele jamais cometeu quaisquer pecados. Portanto, tem condições de julgar de julgá-los. Seus veredictos não podem ser sobrepostos.

Por que Jesus se revela desta forma?

Tiatira é a Igreja profana. Sua decadência espiritual é patente em Apc 2.20, 22 e 24; tornara-se tolerante com o pecado.

É com esta Igreja que Cristo mais reafirma Sua autoridade: não tolerará o casamento de Seu povo com o mundo. Ele é o Juiz. Se a Igreja tolera o pecado, há de entender também que, além de Bom Pastor, é também Juiz. Os pés do Cristo glorificado estão firmes para julgar a igreja de Tiatira, porque ali se permitia o pecado e era tolerada uma autoridade que suplantava a do Senhor e Dono da Igreja.

Esta carta é um sério alerta à Igreja que flerta com o mundo.

IV - AS FORÇAS DE TIATIRA:

Apc 2.19 - Jesus agora elogia Tiatira. Há claras virtudes pelas quais a parabeniza. Com o Seu olhar como chama de fogo Jesus conhecia sobre a Igreja de Tiatira:

(A) - AS OBRAS – Que em nada eram inferiores às das outras igrejas. Jesus não diz que conhecia o imponente templo, os fervorosos cultos, os eloquentes sermões, os membros corretamente vestidos, mas conhecia “as suas obras”. O Senhor quer ver obras, quer ver o amor e a fé operando e produzindo fruto prático na vida cotidiano de Sua igreja.

(B) – A CARIDADE – Isto é: o amor em ação. Aqueles irmãos não perderam o primeiro amor. Pelo contrário: mostraram um tipo de fidelidade, um amor leal, que era uma resposta e um reflexo do amor de Deus demonstrado no Calvário. Eles eram canais deste amor, que resume e representa todos os outros frutos do Espírito Santo (Gl 5.22-23; II Pe 1.5-7).

(C) - O SERVIÇO – Esta palavra refere-se à expressão grega “diakonia”, traduzida também por “ministério”. É utilizada para designar:

(C.1) – O serviço dos apóstolos, profetas, diáconos e de outros líderes da igreja – At 1.17; 6.4; 20.24; II Cor 4.1; 6.3; I Tm 1.12.

(C.2) – O ministério dos dons do Espírito – II Cor 3.8.

(C.3) – A ajuda, sustento e contribuição aos necessitados, ou seja: o ministério do socorro – At. 6.1; 11.9 – Os crentes de Tiatira tinham um coração voltado aos pobres, aos humilhados, às viúvas, aos órfãos e aos estrangeiros. Seu cristianismo era evidente no viver diário.

(D) – A FÉ – Não somente conservavam a fé em Deus e em Sua Palavra, como também manifestavam o dom da fé.

(E) – A PACIÊNCIA – Aqui tem o sentido de constância, estabilidade e perseverança em meio ao labor e ao sofrimento.

(F) – AS ÚLTIMAS OBRAS, QUE ERAM MAIS DO QUE AS PRIMEIRAS – O trabalho ao Senhor havia crescido de forma progressiva desde o início. Havia uma devoção crescente para com a pessoa de Jesus e um crescimento contínuo do serviço a Ele prestado.

V - A FALHA DA TIATIRA:

Apc 2:20-21 – Apesar de todas as coisas boas que Jesus disse acerca da igreja de Tiatira, contudo, Ele tem outras contra.

O problema estava dentro daquela igreja. Foi iniciado e fomentado por uma mulher apóstata, membro da igreja. Tanto o pastor de Tiatira quanto os seus liderados toleravam aquela mulher, porque a consideravam profetisa. Entretanto, o Filho de Deus a chama de JEZABEL. Ela...

(A) – SE DIZIA PROFETISA.

(B) – COLOCAVA SUAS PALAVRAS E ENSINAMENTOS ACIMA DOS DE CRISTO E DOS APÓSTOLOS.

Como consequencia, ela não somente ensinava que, aos olhos de Deus, era lícito cometer adultério espiritual (participar das adorações idólatras e imorais), como também seduzia, com muita perspicácia, os crentes que procuravam servir ao Senhor e que lhe eram fiéis.

Notemos que aqueles crentes fiéis são chamados por Jesus de “MEUS SERVOS” – Apc 2.20. Isto quer dizer que as boas coisas que Jesus disse da Igreja de Tiatira poderiam ser ditas sobre aqueles crentes fiéis.

Contudo, eles agora estavam sob a influência das profecias e ensinos de Jezabel. Ao darem atenção ao que Jezabel falava, tornaram-se vítimas dessa mulher. Era proeminente e influente; controlava a vida da Igreja. Era o poder demoníaco por trás do púlpito.

De alguma forma, era ela quem dirigia a Igreja. Como agente do poder, puxava as cordas nos bastidores. Ela mesma se intitulara porta-voz de Deus. Mas nem todo aquele que declara falar sobre Deus, fala por Ele. Usando sua influência como profetisa, desviava a muitos. Através de seus ensinamentos, encorajava a seus seguidores a abraçar a imoralidade e a idolatria; levava os incautos a se prostituírem e a comerem os sacrifícios da idolatria.

As falsas doutrinas sempre tem assolado a igreja através dos séculos. Às vezes, não são doutrinas totalmente falsas; são ainda piores: são adulteradas. Somente a visão do Espírito Santo pode dirigir os fiéis na separação entre a palha e o trigo.

As profecias devem ser testadas pelas Escrituras; não podem estar baseadas num único versículo, ou metade num versículo e a outra noutro lugar. As profecias devem estar de acordo com os ensinamentos da Bíblia. Os que pertencem ao corpo de Cristo devem julgá-las (I Cor 14.29). Assim, à medida que nos aprofundamos no conhecimento das Escrituras, o Senhor mesmo iluminará nossos corações e mentes, concedendo-nos Sua maravilhosa luz.


VI - O SOFRIMENTO:

Apc 2.22-23 - Pecado não confessado causa sofrimento. Na lei do universo moral de Deus, sempre colhemos o que semeamos. Esta é a lei dos céus. Eis o que o Senhor reserva a Jezabel.

Estava Jezabel conduzindo seus negócios na cama. 

Na Igreja havia um grupo que adulterava com ela continuamente. Por isso Jesus é categórico: EIS QUE EU A POREI NUMA CAMA. Seria punida exatamente no local de seus pecados. 

Qual seria sua enfermidade?: Uma moléstia fatal.

“LANÇAR NUMA CAMA” é, provavelmente, o sofrimento ou a doença que levaria Jezabel à morte física.

Numa determinada versão, lemos: FERIREI SEUS FILHOS COM PESTILÊNCIA, ou seja, ENFERMIDADE ou GERMES.

Jesus é claro: - "Se insistirem em suas perversidades sexuais, eu os colocarei de cama, com enfermidades e germes" – Pv 6.27

Noutras palavras, Jesus dizia: - "Disciplinarei Tiatira para que Éfeso veja o exemplo, para que Esmirna não esqueça, para que nenhuma igreja venha a cometer semelhante erro. Disciplinarei Tiatira para que as outras igrejas se corrijam. Não posso deixar seu pecado incorrigido. Se for preciso punir com a morte, fá-lo-ei, para que o espírito de disciplina seja mantido".

Quanto aos seguidores de Jezabel, Jesus faz duas severas advertências:

(1ª) – ATRAVESSARIAM POR GRANDE TRIBULAÇÃO – Isto significa que teriam tristeza e aflições que acarretariam angústia de coração e de alma.

(2ª) – SERIAM FERIDOS DE MORTE – Expressão hebraica de se enfatizar a certeza da morte física. Pode ser também uma referencia à segunda morte, onde perderão não somente suas vidas, mas também a salvação.

Não está implícito que Jesus queira isto. O que Ele deseja é que os tais se arrependam das obras praticadas sob a influência de falsas profecias e ensinos falsos. O Filho de Deus é paciente até mesmo com Jezabel! Ele dá a todos a oportunidade de se arrependerem.

A Igreja precisa saber com urgência, que o Senhor Jesus é mais que um gentil Salvador: Ele é também Juiz – sonda, examina, investiga os rins (considerado pelos antigos como o centro dos sentimentos) e corações, ou seja, sonda a parte mais profunda de nosso ser, nossos motivos, atitudes e sentimentos.

De fato, Ele conhece o que se acha dentro de nós, bem como o que está por detrás de nosso trabalho, obras e ações. Como Juiz imparcial, recompensará a cada um de acordo com as nossas obras, não como as vemos, mas como Ele as vê – Jo 5.22, 30.

VII - A SOLUÇÃO:

Apc 2.24-25 - Jesus agora fala aos que não se envolveram com esta demoníaca profetisa. Nas Igrejas compromissadas com o mundo, há sempre um remanescente fiel. Este era o caso em Tiatira. Eis aí o conselho de nosso Senhor aos fiéis.

Jezabel dizia que seus ensinos eram PROFUNDEZAS DE DEUS. Ou, noutras palavras, mistérios. 

Mas, sarcasticamente, Jesus denomina-o de PROFUNDEZAS DE SATANÁS. 

Segundo Jezabel ensinava, o crente só conseguiria resistir ao pecado se primeiro o experimentasse. 

Parece familiar? Não se parece com a tentação de Eva no Jardim do Éden? - Gn 3.1-7.

Indubitavelmente, a falsa profetisa Jezabel dizia estar dando à Igreja de Tiatira um “ensinamento profundo”, bem como ter alcançado as profundezas das verdades divinas. Na realidade, porém, essa mulher havia conduzido o povo às profundezas do inferno.

Satanás tem as suas “PROFUNDEZAS”, mas não se comparam, nem de longe com “AS PROFUNDEZAS DE DEUS” – Leiamos I Cor 2.9-16.

Por isso, Jesus reconhece que nem todos na igreja haviam dado ouvidos às falsas profecias e aos ensinos sedutores desta Jezabel. Esses crentes estão inseridos no rol daqueles que não conhecem AS PROFUNDEZAS DE SATANÁS, mas, sim, AS PROFUNDEZAS DE DEUS, porque possuem a MENTE DE CRISTO.

Em consequencia, Jesus deixa uma palavra de conforto ao restante dos crentes: “NÃO IMPORÁ OUTRA CARGA (RESPONSABILIDADE) SOBRE ELES”.

Os que permaneciam fiéis ao verdadeiro Evangelho e a Jesus, necessitavam, agora, reter firmemente o que possuíam: A FÉ SIMPLES E A OBEDIÊNCIA, ATÉ O RETORNO DO SENHOR. Precisavam ser como os tessalonicenses que, havendo se convertido dos ídolos para Deus, serviam um Senhor que é vivo e verdadeiro, esperando dos céus a Seu Filho – I Ts 1.9-10. 

O serviço prestado, enquanto se espera a volta de Cristo, inclui a continuação das boas obras, a perseverança na fé e na obediência.

O conselho de Deus é: ABORRECEI O MAL E APEGAI-VOS AO BEM (Rm 12:9) - Façamos uma pós-graduação em vontade e determinação e aborreçamos o mal.

VIII - A PROMESSA:

Apc 2.26-28 - O Senhor Jesus conclui esta carta com uma palavra de conforto mui necessária. É a promessa àqueles que vencerem à influência sedutora de Jezabel: AUTORIDADE SOBRE AS NAÇÕES, ou seja, permitirá que compartilhemos de Seu poder, autoridade e governo, desfrutando plenamente de Seu triunfo, e ajudando-O a pastorear com a “vara de ferro” as nações que sobreviverem à Grande Tribulação.

A vara do pastor era usada para quebrar os ossos dos predadores do rebanho. Portanto, a profecia aqui é relacionada com as profecias do Salmo 2.8-9 e Daniel 2.34-35, 44-45. A vara de ferro esmigalhará as nações que rejeitarem a Cristo como se fossem feitas de barro – Jo 5.22.

O Salmo messiânico 2.8-9 volta-se à segunda vinda de Cristo para destruir os inimigos de Deus. Quando o Senhor retornar, estabelecerá aqui o Seu reino. Naquele dia, governaremos e reinaremos com Ele. Também participaremos de Sua vinda para julgar a terra.Naquele dia, Cristo governará as nações incrédulas com vara de ferro. Esmagá-la-ás como o oleiro quebra o vaso endurecido. 

Os vasos secos, cozidos e endurecidos são frágeis. Quando atingidos, mesmo por um simples golpe, quebram-se em centenas de pedaços. 

Com cetro de ferro, Jesus reduzirá os pecadores a pequenos cacos. Os perdedores serão severamente destruídos.  Mas aos vencedores, é prometido o privilégio de governarem a terra e julgarem as nações com Cristo.

IX – CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Apc 2.29 - Precisamos prestar muita atenção ao que Jesus diz. Ouvir e não obedecer é não ouvir por completo. O que o Espírito diz nesta carta? Que não podemos tolerar o pecado na Igreja ou em nossas vidas. Temos de lidar com ele de maneira severa.

Cristo precisa visitar muitas de nossas Igrejas. Precisa visitar e avivar os cultos, especialmente onde os líderes toleram a iniquidade. Há muitas “Jezabéis” em nosso meio. 

Se Deus é absolutamente intolerante com o pecado, sejamo-lo também. 

Se a Igreja não for pura, nada terá a dizer ao mundo. Se ouvimos, não temos desculpas; quanto aos que não a ouvirem, serão esmiuçados pelo julgamento que há de vir.


FONTES DE CONSULTA:

Daniel e Apocalipse – CPAD – Antônio Gilberto
Estudo Sobre o Apocalipse – CPAD – Armando Chaves Cohen
A Vitória Final – CPAD – Stanley M. Horton
A Espada Cortante – Volume Um – CPAD – Orlando Boyer
Alerta Final - CPAD - Steven J. Lawson

8 comentários:

Anônimo disse...

a paz do senhor jesus gosto muito desses resumos eles sao bem detalhados e facios entender deus continue te abençoando

GERALDO CARNEIRO FILHO disse...

Em nome de Jesus, obrigado pelo comentário postado e que o nosso bom Deus também continue abençoando ricamente sua vida.

Anônimo disse...

OBRIGADO

Anônimo disse...

A Paz do Senhor, Jesus Cristo, sempre estou pesquisando e ao deparar-me com este comentário fiquei maravilhada pela objetividade e clareza do assunto, que Deus em Cristo continue a abençoar para que cresça mais e mais na área do conhecimento. Missionária Irene Scarparo.Xinguara Pará

Eliseu Oliveira de lima disse...

Maravilha estes comentários, sempre os consulto antes de lecionar para minha classe, q, Deus continue te usando para nos abençoar...

allceu disse...

adorei a forma que são explicados os assuntos que deus continue abençoando

allceu disse...

adorei a forma que são explicados os assuntos que deus continue abençoando

GERALDO CARNEIRO FILHO disse...

Em nome de Jesus e de todo coração, muito agradecido por todos os irmãos em Cristo que tem postado seus comentários com palavras que muito nos honram e nos faz glorificar o santo nome do Senhor. Que Ele derrame mais e mais de suas ricas bênçãos sobre a vida de todos, em nome de Jesus.