Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







18 de set de 2010

LIÇÃO Nº 13 - 26/09/2010 - "A MISSÃO PROFÉTICA DA IGREJA"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL DA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 13 – DATA 26/09/2010
TÍTULO: “A MISSÃO PROFÉTICA DA IGREJA”
TEXTO ÁUREO – I Tm 3:15
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: At 8:4-8, 12-17
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br




I - INTRODUÇÃO:

• Da cidade onde Jesus terminou o Seu ministério saiu o Evangelho para transformar a terra, mudando o rumo da História do Mundo.


II – A VIDA DA IGREJA EM JERUSALÉM:

• At 2:42-27; 4:32-35 - Há informações históricas de que a população de Jerusalém naquela época era de 200 mil pessoas, DAS QUAIS A METADE CONSTITUÍA-SE DE CRISTÃOS. Como explicar esse avanço? Resposta: A IGREJA DE JERUSALÉM ERA CHEIA DO ESPÍRITO SANTO! Analisemos:

• (1) - HAVIA ESTUDO DA PALAVRA DE DEUS (At 2:42) - Esta Igreja não se orientava pelas “novas revelações”. Era, sim, submissa à doutrina dos apóstolos.

• (2) - HAVIA COMUNHÃO (At 2:42) - A palavra grega é KOINONIA, cujo significado é duplo:

• (A) - Compartilhar nossos recursos materiais e nossas potencialidades inatas, inclusive trocando serviços na comunidade; e

• (B) - Princípio de caridade ao pobre, tendo como base At 2:45 e 11:29, ou seja, DAR NA MEDIDA DA POSSE; NA MEDIDA QUE ALGUÉM TENHA NECESSIDADE. Se pretendemos ser uma Igreja como a de Jerusalém, não podemos estar alheios às necessidades dos irmãos e às do nosso próximo

• (3) - HAVIA ADORAÇÃO (At 2:42) - “...no partir do pão e nas orações” - No culto a Deus deve haver lugar para os hinos, as manifestações de louvor e a liturgia.

• (4) - HAVIA EVANGELISMO (At 2:47) - A evangelização da Igreja de Jerusalém tinha cinco dimensões:

• (A) - A DIMENSÃO DA SOBERANIA DE DEUS - “...acrescentava-lhes o Senhor”; e

• (B) - A DIMENSÃO DA COERÊNCIA E AUTORIDADE - Eles aglutinavam serviço social e evangelismo. Era uma Igreja que evangelizava todo o homem e cuidava do “homem todo”.

• (C) - A DIMENSÃO DA NATURALIDADE - “... dia a dia” eles evangelizavam. Não precisavam de grandes eventos ou apresentações especiais; estavam sempre disponíveis e a Igreja crescia naturalmente aonde iam.

• (D) - A DIMENSÃO DO LOUVOR - “... louvando a Deus” - Esta deve ser a maneira do cristão viver. O mundo não se deixará convencer pela razoabilidade da nossa doutrina, mas por um estilo de vida.

• (E) - A DIMENSÃO DA SIMPATIA - Às vezes, pensamos que se orarmos, jejuarmos, formos sinceros e piedosos, teremos sucesso automaticamente quando evangelizarmos. Mas precisamos ter a estratégia, também. A Igreja de Jerusalém usava o método certo: A SIMPATIA.

• (5) - O CRESCIMENTO SE DEU PELA MULTIPLICAÇÃO (At 6:7) - Na obra do crescimento, não podem existir as operações de diminuir ou dividir.

• (6) - O CRESCIMENTO SE DEU PELA EVANGELIZAÇÃO DOS LARES (At 5:42) - Aqui está o ponto de maior importância relacionado com a expansão da Igreja. As casas são locais ideais para o trabalho de evangelização objetivando o crescimento da Igreja.

• (7) - O CRESCIMENTO SE DEU PELA IMPLANTAÇÃO DE NOVAS IGREJAS (At 9:31) - Mais uma vez vemos o verbo “MULTIPLICAR” que vem ressaltar a descentralização do trabalho. Onde quer que os novos crentes chegassem, uma nova Igreja era implantada.

• Em suma: A evangelização, no poder do Espírito Santo, propiciou o crescimento e a expansão da Igreja em proporções geométricas. Analisemos:

• (1) - (At 1:13 - doze apóstolos);

• (2) - (At 1:15 - quase 120 pessoas);

• (3) - (At 2:41 - quase 3000 pessoas);

• (4) - (At 2:47 - Todos os dias almas eram salvas);

• (5) - (At 4:4 - quase 5000 almas);

• (6) - (At 5:14 - multidão crescia cada vez mais);

• (7) - (At 5:28 - Jerusalém foi evangelizada);

• (8) - (At 6:1 - crescia o número de discípulos);

• (9) - (At 6:7 - multiplicava-se o número de discípulos);

• (10) - (At 8:4 - os que fugiram de Jerusalém, pregaram em toda Samaria);

• (11) - (At 9:31 - Igrejas se multiplicavam em toda Judéia, Galiléia e Samaria);

• (12) - (At 9:35 - Todos os habitantes de Lida e Sarona se converteram ao Senhor);

• (13) - (At 9:42 - Por toda Jope muitos creram no Senhor);

• (14) - (At 11:19 - Evangelização dos judeus na Fenícia, Chipre e Antioquia);

• (15) - (At 11:20-21 - Grande número de salvos em Antioquia);

• (16) - (At 11:24 - Muita gente salva em Antioquia);

• (17) - (At 12:24 - A palavra de Deus crescia e se multiplicava);

• (18) - (At 14:1 - Uma grande multidão foi salva em Icônio);

• (19) - (At 16:5 - As Igrejas cresciam em número);

• (20) - (At 17:4 - Grande multidão creu em Tessalônica);

• (21) - (At 17:12 - Muitos salvos em Beréia);

• (22) - (At 18:10 - Muita gente salva em Corinto);

• (23) - (At 19:10 - Todos os habitantes da Ásia ouviram a Palavra);

• (24) - (At 21:20 - Milhares de judeus creram).


III - ALGUMAS INFORMAÇÕES BÍBLICA SOBRE SAMARIA:

• Era uma cidade:

• (1) - Edificada por Onri, rei de Israel - I Rs 16:23-24;

• (2) - Recebeu nome de Semer, proprietário da colina onde foi edificada - I Rs 16:24;

• (3) - Era cidade murada e bem provida de armas - II Rs 10:2;

• (4) – O profeta Eliseu habitava ali - II Rs 2:25; 5:3; 6:32;

• (5) – Foi tomada de assalto por Ben-Hadade - I Rs 20:1-12;

• (6) - Seu livramento foi predito e efetuado - I Rs 20:13-21;

• (7) - Novamente tomada de assalto por Ben-Hadade - II Rs 6:24;

• (8) - Sofreu severamente com a fome - II Rs 6:25-29;

• (9) - Eliseu predisse abundância da mesma - II Rs 7:1-2;

• (10) - Livrada por meios miraculosos - II Rs 7:6-7;

• (11) - Notável abundância na mesma, conforme predisse Eliseu - II Rs 7:16-20;

• (12) - Assaltada e conquistada por Salmaneser - II Rs 17:5-6; 18:9-10;


IV - ORIGEM DOS SAMARITANOS:

• Quando Salmaneser, imperador da Assíria, sitiou Samaria, a capital de Israel, em 722 a.C., levou cativas as dez tribos do Norte (2 Rs 17.3).



• Os assírios faziam permutas, deportando seus subjugados para terras estrangeiras. Levaram as dez tribos do Norte para outras regiões e trouxeram estrangeiros para povoarem a terra de Israel. Eles adotaram essa política como estratégia para desarticular os povos vencidos e, assim, neutralizar o sentimento nacionalista e eliminar a hipótese da insurreição contra a metrópole (2 Rs 17.24-31).



• Os poucos filhos de Israel que ficaram na terra se misturaram com esses estrangeiros, de modo que seus filhos se tornaram mestiços (mistura de israelita e gentio). Eram os samaritanos.



• Essa mistura era também religiosa, pois rejeitaram as Escrituras Sagradas, aceitando apenas o Pentateuco.



• As duas tribos do Sul, que também foram levadas cativas para a Babilônia, por Nabucodonosor, ao retornarem a Judá (Ed 4.1-4), não consideraram os samaritanos como seus irmãos. Por isso, recusaram sua ajuda na reconstrução do Templo, em Jerusalém. O relacionamento deles, que já não era bom, ficou pior, e tornaram-se inimigos ferrenhos.



• "OS JUDEUS NÃO SE COMUNICAM COM OS SAMARITANOS" (Jo 4.9) - Judeus e samaritanos sempre foram extremamente hostis, pois estes últimos tinham uma forma de culto muito diferente da dos primeiros. A Bíblia Samaritana, até hoje, consiste apenas do Pentateuco.


V - ALGUMAS CARACTERÍSTICAS DO POVO SAMARITANO:

• (1) - Orgulhoso e arrogante - Is 9:9;

• (2) - Corrupto e iniquo - Ez 16:46-47; Os 7:1; Am 3:9-10;

• (3) - Idólatra - Ez 23:5; Am 8:14; Mq 1:7;

• (4) - Predições concernentes a sua destruição - Is 8:4; 9:11-12; Os 13:6; Am 3:11-12; Mq 1:6;

• (5) - Seus habitantes levados cativos para a Assíria - II Rs 17:6, 23; 18:11


VI - FILIPE EM SAMARIA:

• (A) – PERSEGUIÇÃO E EXPANSÃO DA IGREJA - Com o assassinato de Estêvão, a Igreja em Jerusalém experimentou uma perseguição nunca vista (At 8. l -3). Isso foi o ponto de partida, para que o Evangelho saísse de dentro das portas de Jerusalém e alcançasse as nações dos gentios.

• (B) – EVANGELIZAÇÃO DOS SAMARITANOS - Filipe, como Estêvão, sobressaiu-se na pregação do Evangelho. Ele era impulsionado pelo Espírito Santo, pois, do contrário, não ousaria enfrentar as hostilidades dos samaritanos. O texto diz que o povo prestava atenção ao que ele dizia. Agora encontramos samaritanos e gentios no contexto da evangelização: "Samaria e até os confins da terra" (At 1.8).

• Filipe, em Atos 8, começa o grande projeto missionário, levando avante a ordem imperativa do Mestre (Mt 28.19,20, Mc 16.16,17). Começou com os samaritanos, povo mestiço (mistura de israelita e gentio), e depois foi enviado pelo Espírito Santo para o região de Gaza, pois o eunuco, ministro da rainha Candace, estava sedento da Palavra de Deus.

• (C) – PEDRO E JOÃO - A chegada de Filipe a Samaria mostra que na Igreja de Jesus não há preconceito. É verdade que Filipe, pelo que se infere do nome, era judeu helenista, e como tal não era tão extremista como os da Palestina. Pedro e João eram hebreus, nascidos na Palestina. No entanto, foram até lá, para apoiarem o trabalho de Filipe. A chegada desses apóstolos àquela localidade fortaleceu o trabalho evangelístico e também os samaritanos foram batizados com Espírito Santo (At 8.14-17).


VII - CONSIDERAÇÕES FINAIS:

• (1) - Os três relacionamentos de uma Igreja cheia do Espírito Santo são: COM DEUS, COM O PRÓXIMO e COM O MUNDO.



• (2) - A Igreja cheia do Espírito Santo ESTUDA A PALAVRA, ADORA A DEUS, EVANGELIZA e PRATICA O FRUTO DO ESPÍRITO.



• (3) - Assim, se uma Igreja deseja realizar a obra do crescimento e expansão de modo dinâmico e efetivo, mantendo, desta forma, sua missão profética, terá de contar primordialmente com o Espírito Santo e a metodologia certa para canalizar suas ações evangelísticas.


FONTES DE CONSULTA:



1) A Bíblia Vida Nova – Edições Vida Nova



2) Apostila do Pr. Isaías Gomes de Oliveira “CRESCENDO NA GRAÇA E NO CONHECIMENTO”



3) Lições Bíblicas CPAD = 3º Trimestre de 1996 – Comentarista: Esequias Soares

2 comentários:

Francisco Araújo Netto disse...

Cara eraldo, paz e parabéns pelo teu blog, especialmente por este post. Gostei! Já te sigo.

Att.,
http://wwwteologiavivaeeficaz.blogspot.com/

Profº Netto, F. A.

victornave disse...

Pastor geraldo; A Paz do Senhor.

Desejo que a unção do Espírito Santo continue sobre a vida do irmão, para que possas ser sempre uma benção de DEUS em nossas vidas,
Pastor; depois que descobrir esse bolg não tem como ficar sem passar por aqui, para aprender mais e mais.
Pastor gostaria de relembrar ao irmão do dia 10\10 \2010 ás 10:00horas e 15 minutos da manhã o maior lançamento que beneficiará o trabalho, não só do irmão, ma de todos do Brasil e do mundo,...
http:\\lurdesmari.myprenchinvite.com\pt\
Até mais; Lurdes Maria de Souza