Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







19 de set de 2009

LIÇÃO Nº 13 - 27/09/2009 - "A SEGURANÇA EM CRISTO"

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ENGENHOCA – NITERÓI - RJ ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL LIÇÃO 13 - DIA 27/09/2009 TÍTULO: “A SEGURANÇA EM CRISTO” TEXTO ÁUREO – I Jo 5:13 LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: I Jo 5:13-21 PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO e.mail: geluew@yahoo.com.br
I – INTRODUÇÃO:
• O avião voa com segurança quando tudo está normal com o aparelho e as circunstâncias atmosféricas. O mesmo acontece em relação ao navio e a outras embarcações, quando navegam. Mas, não obstante o tempo mau ou bom, o crente, apoiado em Jesus Cristo pela fé, navega com toda segurança para o céu de glória.
II - CONDIÇÕES PARA SE OBTER SEGURANÇA:
• A nossa segurança está em Deus, mas a nossa parte para obtê-la tem de ser feita. A seguir, veremos algumas coisas que devemos fazer para ter essa segurança garantida. 1) CUIDADO COM O PERIGO DA QUEDA – I Cor 10:12; Hb 4:11 - É preciso perseverar na fé, em obediência à Palavra de Deus, vivendo na dependência do Espírito Santo, para não cairmos. 2) CUIDADO COM O PERIGO DO ESCÂNDALO – Mt 18:7 - Quanto maior a influência do servo do Senhor, maior o seu destaque na obra, mais cuidado ele precisa ter, mais precisa vigiar. Isso porque o fracasso espiritual de um líder é escândalo da mais alta proporção, trazendo maiores prejuízos. Mas o crente menos conhecido e de menor influência também está incluído na expressão: "ai daquele homem por quem o escândalo vem". 3) A BLASFÊMIA E A APOSTASIA - O crente que cai na fé pode reerguer-se espiritualmente. Temos visto muitos exemplos. Mas aquele que chegar a blasfemar contra o Espírito Santo e apostatar da fé, a Bíblia não dá esperança de salvação (Lc 12.10; Hb 6.4-6). Muitas vezes o crente desanima e deixa de dar valor à sua salvação. Está correndo o risco de se desviar; se continuar nesse estado indiferente e endurecendo o coração, poderá ingressar no caminho da blasfêmia e da apostasia. 4) A PERSEVERANÇA DOS FÍÉIS - A Bíblia é muito rica na doutrina da perseverança, como veremos: • Em Isaías está escrito que a operação da justiça é repouso e segurança para sempre (Is 32.17); • Paulo disse que herdaremos com Cristo, se sofrermos com Ele (Rm 8.17); o mesmo escritor também disse que nos resta um pouco do sofrimento de Cristo (Cl 1.24); e diz mais que se sofrermos com Cristo, também com Ele reinaremos (2 Tm 2.12); • Jesus disse que seríamos odiados por causa do Seu nome (Mt 10.22); mas disse também: aquele que perseverar até o fim será salvo (Mt 24.13); • Paulo e Barnabé exortavam os crentes a permanecerem na fé (At 13.43).
III - O OBJETIVO DA SEGURANÇA DOS SALVOS:
• Deus tem interesse na segurança do cristão tanto como na salvação dos pecadores. Não seria bastante salvar um pecador se depois ele novamente se perdesse. Nosso Deus é sábio e não providenciaria salvação para o pecador sem providenciar também a segurança do salvo. Ele salva o pecador e o conserva, para a Sua glória. 1) A LEI TORNOU-SE FRACA E IMPOTENTE - A lei foi dada pelo ministério dos anjos (At 7.53; Hb 2.2), mas ficou enfraquecida pela incapacidade dos homens de pô-la em prática por causa do pecado. Então Deus apresentou o plano de redenção em Cristo e enquanto permanecermos com fé nas promessas estaremos seguros e garantidos. 2) A RECUPERAÇÃO DA OBRA DE DEUS - Depois de criado à imagem e semelhança de Deus, o homem caiu no pecado. O Filho de Deus foi enviado para recuperar a sua criatura, resolvendo o problema do pecado e assim levantar o gênero humano decaído (Lc 19.10; Hb 6,13,14). A nossa esperança em Jesus é qual âncora segura e firme, pela qual podemos viver de modo inabalável. a) A âncora serve para segurar o navio. Sendo tão pequena, dá segurança e estabilidade a um navio de grandes proporções. Agora, imaginemos quão grande é a nossa segurança, tendo Jesus Cristo como nossa garantia, ou seja, a nossa âncora tem como força o poder de Jesus; b) A âncora fica presa no fundo do mar, fincada em substância sólida. O cristão está ancorado no próprio Deus e na Sua santa Palavra; c) A âncora é presa por uma corrente de aço para garantir a segurança do navio. A corrente da âncora de nossa alma é a Palavra de Deus (Hb 6.19); d) Precisamos estar seguros nessa âncora, que é a esperança em Deus, apoiando a nossa fé na graça de Senhor. Assim, a nossa vida estará apoiada no firme fundamento (Hb 11.1). 3) A HERANÇA DO CÉU - Este um dos mais importantes objetivos da segurança que Deus nos dá. Ele nos alcançou com a Sua graça para nos levar para o céu. Esta verdade é tão clara que nem exige maiores comentários. A igreja permanece na terra com o único objetivo de conquistar almas para Deus, para que "possam entrar na cidade (a Nova Jerusalém) pelas portas" (Ap 22.14). • A herança é o resultado natural da condição de filhos de Deus recebida por aqueles que são salvos. Jesus Cristo é o herdeiro legítimo, sendo o único Filho de Deus gerado por obra do Espírito Santo, conforme as palavras do anjo Gabriel a Maria (Lc 1.35), pelo que é chamado unigênito, que significa "Único gerado". • Os crentes somos herdeiros de Deus, porque fomos adotados por Deus como filhos. A segurança que temos de Deus nada mais é que a proteção que o Pai dá aos Seus filhos. • Leiamos Hb 7:22, 24-25 – O escritor sagrado chamou Jesus de fiador da nossa herança, isto é, aquele que oferece garantia de que havemos de receber a herança prometida aos filhos de Deus por adoção. 4) O GALARDÃO PARA OS FIÉIS - O crente ser salvo por Jesus e tornar-se herdeiro do céu é algo infinitamente ditoso. Mas as Escrituras ainda afirmam que haverá galardão para os santos que servirem na obra do Senhor nesta vida (l Co 3.14; Ap 22.13).
IV – UM GRANDE E PODEROSO SEGURO QUE DEUS PREPAROU PARA OS QUE NELE CRÊEM:
• O seguro de vida que os homens fazem não é perfeitamente seguro, pois as empresas seguradoras são criações humanas e falíveis. O dinheiro delas pode ser roubado, seus bens imóveis são susceptíveis de sinistros que os destróem ou desvalorizam. Mas o seguro de Jesus não está sujeito a calamidades, à ação de ladrões ou de qualquer outra coisa, mas as suas garantias são reais, absolutas e eternas – Mt 6:20. Vejamos as “cláusulas” deste seguro elaborado por Deus: 1. Protege diante da falta de serviço (Mc 16:15) 2. O próprio Segurador é o nosso Médico na nossa enfermidade (II Cor 12:9) 3. O próprio Segurador é o nosso Refúgio em qualquer situação (Is 41:10) 4. O nosso Segurador nos salva da ira de Deus (Jo 3:36; Rm 5:9) 5. O nosso Segurador nos salva do pecado (Mt 1:21; Lc 7:50; At 13:38-39) 6. O nosso Segurador nos salva do temor (Rm 8:15; II Tm 1:7; Lc 12:32) 7. O nosso Segurador nos livra de cairmos em tentação (I Cor 10:13) 8. O nosso Segurador nos salva das dificuldades (Sl 27:5; 40:2) 9. O nosso Segurador nos salva da morte (I Cor 15:54-57; Fp 1:21) 10. O nosso Segurador nos salva do juízo (Jo 3:18; 5:24) 11. Garante suprimento, pois o nosso Segurador é o nosso fiel sustentador nas necessidades (II Rs 17:5-6; Fp 4:19) 12. O nosso Segurador nos concede um grande prêmio (Lc 19:17) 13. O prêmio é gratuito (Rm 6:23; Is 55:1) 14. Este seguro garante a vida eterna (Jo 3:16) 15. Este seguro nos guarda diante do fogo eterno (Mt 25:34-41) 16. Todos podem obter este seguro (Jo 3:16) 17. Façamos hoje mesmo este seguro (Sl 95:8; Hb 3:8, 15) • O salvo por Jesus está assegurado física, moral e espiritualmente pela obra redentora realizada na cruz do Calvário.
V – CONSIDERAÇÕES FINAIS:
• Deus é quem tomou a iniciativa da nossa salvação; é Ele quem nos proporciona forças para vencermos as provas; Ele é quem nos garante a nossa herança no céu e ainda promete galardão pelo trabalho amoroso. Ele só deseja "que cada um seja achado fiel" (I Cor 4.2).
FONTES DE CONSULTA:
• Lições Bíblicas – CPAD – 2º Trimestre de 1983 – Comentarista: João de Oliveira • Mil Esboços Bíblicos – Editora Evangélica Esperança – Georg Brinke

Nenhum comentário: