Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







16 de abr de 2016

2º TRIMESTRE DE 2016 - LIÇÃO Nº 03 - 17.04.2016 - "JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM CRISTO"

Prezados irmãos em Cristo. A paz do Senhor a todos.

Peço perdão a todos por não ter postado os esboços das lições anteriores.

É que houve uma suspeita do médico de que estaria com uma mestástase no intestino grosso.

Tive que me submeter a vários exames de imagem que, graças a Deus os resultados foram normais. 

Como estou, ainda, com 12 nódulos no fígado, voltei a ser submetido às sessões de quimioterapia, visando uma futura cirurgia para retiradas daquelas lesões. 

Continuo solicitando que os irmãos nos acobertem com suas orações para que possamos alcançar o milagre, em nome de Jesus.

Então, já com um pouco de força física, abaixo disponibilizamos o esboço da próxima aula da E.B.D.

Muito obrigado a todos pela compreensão e vamos abaixo a mais um subsídio:





ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 03 - DATA 17/04/2016
TÍTULO: “JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM JESUS CRISTO”
TEXTO ÁUREO – Rm 4.20
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Rm 4.17-22
PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
 
 
 
 
 
 
 
I – INTRODUÇÃO:



Somos justificados diante de Deus somente pela fé e não pelas obras da carne.




II – A PALAVRA JUSTIFICAÇÃO:



A JUSTIFICAÇÃO – É um ato divino pelo qual o homem entra numa nova relação com Deus; é muito mais do que simples absolvi­ção.  



Quando alguém é absolvido por um tribunal, isso significa que foi provado que ele não cometeu o crime, e, portanto, o juiz o declara livre de qualquer culpa e pena. Ele não pode ser acusado e julgado novamente pelo mesmo crime sem a apresentação de novas evidências que provem a sua culpa.



Contudo, não há dúvida da culpa do homem diante de Deus - Romanos 3:23 - Diante do tribunal da justiça de Deus ele está condenado, mas Jesus Cristo, que foi acha­do sem culpa alguma, tomou o lugar do pecador e pagou a sua pena,  assim satisfazendo as exigências  da lei. Então o culpado é julgado em Cristo e absolvido na base de que a pena foi paga por Cristo.



Por estar em Cristo, ele não pode ser achado com culpa; portanto, Deus, como juiz, declara que "já nenhuma condenação há - Romanos 8:1. Esta justificação a nós, pecadores, Deus nos con­cedeu gratuitamente em Cristo, no qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, se­gundo a riqueza da sua graça - Efésios l:6b,7.



Lc 18:9-14 - Na parábola do fariseu e do publicano o fariseu procurou justificar-se a si mesmo.



Lc 16:15 - Jesus, falando a outro fariseu mostrou que ninguém pode justificar-se a si mesmo diante de Deus, mas somente diante dos homens (Rm 8:33).



Portanto, pelo uso da palavra nas Escrituras, podemos dizer que A JUSTIFICAÇÃO  É  UM  ATO  LEGAL DE DEUS, PELO QUAL ELE DECLARA JUSTO E LIVRE DE CULPA E CONDENAÇÃO AQUELE QUE PELA FÉ ACEITA JESUS CRISTO.





III - O MÉTODO DA JUSTIFICAÇÃO



(A) – NÃO É ALCANÇADA PELAS OBRAS DA LEI - Rm 3:20 - A lei de maneira alguma pode produzir relações certas com Deus (Gl 3:21-24). A lei descobre o pecado, mas não pode removê-lo; em verdade a lei foi dada somente para revelar a extensão do pecado. Quando transgredimos a lei, sabemos que temos cometido pecado. A lei dá o conhecimento do pecado, mas nunca pode libertar do seu poder - Gl 3:10-11



(B) - A JUSTIFICAÇÃO É POSSÍVEL PELA GRAÇA DE DEUS - A "GRAÇA" é o favor recebido da parte de Deus, sem ser merecido; é receber aquilo que não merecemos. Portanto, desde que a justificação é uma posição legal que só pode ser concedida por Deus, e desde que ninguém merece esta posição, concluímos que a  justificação é inteiramente pela graça de Deus - (Rm 3:24).



(C) - JUSTIFICAÇÃO É BASEADA NA JUSTIÇA DE CRISTO E NO SEU SANGUE DERRAMADO - Rm 3:24; 5:9; II Cor 5:21 - A morte de Cristo na cruz e o derramamento do seu san­gue, são intimamente relacionados com a nossa justifi­cação, e sem esse sacrifício não nada seria possível. A morte de Cristo na cruz é a base da nossa justificação, porque somos "justificados pelo seu sangue" (Romanos 5:9).



(D) - A JUSTIFICAÇÃO É RECEBIDA PELA FÉ EM CRISTO - A Escritura afirma que somos justificados "por fé", portanto, a fé deve ser o meio pelo qual recebemos Cristo e a sua justiça (Rm 3:26-30; 5:1).



Contudo, a Escritura NUNCA indica que sejamos justi­ficados POR CAUSA DA NOSSA FÉ; logo, a fé não é apresentada como a base da justificação. Se assim fosse, a fé teria de ser considerada como uma obra pela qual se pudesse merecer a justificação!



Nas suas epístolas, Paulo sempre se opõe a essa idéia (Rm 4:4-5) – Essa Escritura aplica um golpe moral na teoria de que o homem pode justificar-se a si mesmo. Quando a fé de alguém é "imputada como justiça", isso indica que ele deixou de pôr qualquer confiança em suas próprias obras, passando a confiar somente na misericórdia de Deus para a sua justificação (At 13:39).



Portanto, concluímos que o homem é justificado por um ato de Deus (Rm 8:33) na base da justiça de Cristo, que ele recebe pela fé (Rm 5:1), e que essa justificação se manifesta pelas boas obras (Tg 2:14,18-24).




IV – CONSIDERAÇÕES FINAIS



Ninguém pode ser justificado diante de Deus pela lei ou pelas obras da carne. O caminho da justificação é somente pela fé na obra expiatória de Cristo.
 

2 comentários:

Reinaldo Martins disse...

Pastor Geraldo,com certeza estarei orando a seu favor e o nosso JESUS vai restaurar a sua saúde.
Abraço, fica com DEUS.

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO disse...

Muito obrigado, irmão Reinaldo. Deus permaneça abençoando a sua vida, em nome de Jesus.