Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







14 de set de 2015

3º TRIMESTRE DE 2015 - LIÇÃO Nº 12 - 20.09.2015 - "EXOTAÇÕES GERAIS"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 12 - DATA: 20/09/2015
TÍTULO: “EXORTAÇÕES GERAIS"
TEXTO ÁUREO – Tt 2.7
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Tt 2.1-8

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO





Queremos, mais uma vez, agradecer a ajuda à oração em meu favor de todos os irmãos que assim tem procedido. Em especial, agradeço as palavras do nosso irmão Tiago Calado, postadas em seus comentários, o que muito tem me fortalecido e animado para confiarmos cada vez mais em nosso Deus e na minha cura. O meu muito obrigado, em nome de Jesus.




I - INTRODUÇÃO:




O conselho pode ser muito sábio; porém, só terá valor se for acatado.




II - A BÍBLIA É O   MANUAL   INDIVIDUAL DO CRISTÃO:



A Bíblia é indispensável à vida de cada filho de Deus neste mun­do. Ela deve ser lida cotidianamente. Devemos examiná-la, estudá-la e amá-la profundamente. Ela é o nosso manual para todas as situações.       Vejamos:



(1) Em Nossa Conduta - é na Bíblia que descobrimos o padrão divino e a verdadeira inspiração para atingi-lo. Nossa aversão ao pecado é um resultado de guardar­mos a Palavra em nosso coração, Sl 119.11. Ela nos indica o verda­deiro modo de viver, II Tm 3.10, e quando a observamos, o nosso ca­minho prospera, Js 1.8.



(2) Em Nosso Relacionamento Com Deus - é a Bíblia que nos fixa as diretrizes. Ela fala sobre o per­dão, Mt 6.12-15; Lc 11.4;sobre a adoração, Jo 4.23,24; Fp 3.3; sobre a oração da fé, Jo 14.12; Tg 5.17 e sobre nossa comunhão com Deus, I Co 1.9; I Jo 1.6,7.



(3) Em Nossa Esperança da Vida Futura - a verdadeira moti­vação vem também das Escritu­ras, Hb 6.18,19; At 28.20; Cl I.5,6,23,27; Ap 22.12.



Usemos este bendito manual como peregrinos do Senhor até chegarmos ao desejado porto ce­lestial.




III - O MANUAL DO CRISTÃO NO LAR:



Deus tem cuidados especiais com a família. As grandes provi­dências salvadoras de Deus sem­pre incluem a família (Gn 7.1; At 16.30,31, etc). É digno de conside­ração o fato de que a Bíblia é, em verdade, o manual do lar cristão. Observemos:



1. O Manual das Crianças -. "Deixai os meninos, e não os estor­veis de vir a Mim; porque dos tais é o reino dos céus", Mt 19.14,15. "Os filhos são herança do Se­nhor..." Sl 127.3. "Instrui ao me­nino no caminho em que deve an­dar..." Pv 22.6.



2. O Manual dos Filhos - A Bíblia está cheia de conselhos e exortações aos filhos, visando a sua felicidade e o prolongamento de seus dias aqui na terra: Êx 20.12; Lv 19.3,32; Dt5.16; Ef6.1-3; Cl 3.20; I Tm 3.4; Lc 18.20; Mt 15.4; Mc 10.19; Pv 1.8,9; os filhos também são exortados a buscar ao Senhor, louvando-O e obedecendo os seus mandamentos, Sl 148.12,13; Pv 3.1-3; 6.20-25.



3. O Manual dos Jovens - Cada jovem cristão deve reconhe­cer que a Bíblia é um livro para a juventude. Em João encontramos isto mui claramente: "Eu vos es­crevi, jovens..." I Jo 2.14. A Bíblia está repleta de vidas jovens, fonte de inspiração para a mocidade de todos os tempos. Por exemplo: Da­vi, Daniel, Josias, Timóteo, José e muitos outros que são verdadeiras colunas no grande templo da His­tória Universal do Povo de Deus. A Bíblia apresenta advertências, exortações, conselhos, manda­mentos e mensagens diretamente aos jovens: Tt 2.6; I Tm 4.12;Pv 4.23; Lc 15.11-23; Ec 12.1; Pv 10.1; I Jo 2.13-17; Pv31.1-3.



Deus ajude à juventude de nos­sa querida Igreja a permanecer fiel e consagrada a Deus e a sua preciosa Palavra.



4. O Manual dos Esposos - O primeiro casamento foi efetuado pessoalmente pelo Pai, Gn 2.24; Mt 19.4,5. O primeiro milagre, Je­sus o efetuou em uma festa de casamento, em Cana da Galiléia, Jo 2.11. A Bíblia defende o casamen­to. Eis algumas palavras da Escritura para os maridos cristãos: Ef 5.28; Ec 9.9; Cl 3.19; I Pe 3.7; I Tm 5.8; I Co 11.3.



5. O Manual das Esposas - A seriedade com que a Bíblia expõe o matrimônio chega ao ponto de ilustrá-lo como um retraio do rela­cionamento de Cristo com a Igre­ja. Por isso, recomenda o escritor: "Venerado seja entre todos o ma­trimônio e o leito sem mácula", Hb 13.4. Eis aí alguns textos que Deus oferece às esposas: Ef 5.22,31; Pv 31.10-30; Gn 2.18,20; Sl 128.3; Pv 19.14; I Co 14.34,35; Cl 3.18; Tt 2.5; I Pe 3.1,6; Gn 18.6; Pv 14.1.



Louvemos a Deus neste dia por todos os lares onde reina a graça, a paz e o poder do Senhor Jesus. Amém.



6. O Manual das Mulheres Novas - As senhoras recém-casadas também são favorecidas com mensagens específicas da Bíblia, por exemplo: "Para que ensinem as mulheres novas a se­rem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, a serem moderadas, castas, boas do­nas de casa, sujeitas a seus mari­dos..." Tt 2.4,5.



Elas devem estar prepara­das, em humildade para aprender.     



Elas devem ser prudentes, castas e moderadas. Isto envolve o cuidado no falar (as donas de casa devem guardar consigo e com Deus as fraquezas e os defeitos de seus maridos), o espírito simples (os excessos de despesas feitos por pressão da esposa têm sido a causa de destruição de muitos lares) e a dedicação ao lar.       



Elas devem amar os filhos e não evitá-los através de meios que podem afetar a saúde, provocar a solidão e entristecer o Espírito Santo. Leiamos cuidadosamente I Tm 5.14,15.



Se isso acontecer, diz o apósto­lo, a Palavra de Deus não será blasfemada, Tt 2.5.



7. O Manual das Mulheres Idosas - A Bíblia põe uma grande responsabilidade nos ombros das senhoras idosas, Tt 2.3,4. Muitas recém-casadas   têm   destruído  o seu  lar  por causa de conselhos ímpios e levianos de senhoras mais idosas. Devemos dar atenção à Pa­lavra de Deus!



Mas também é verdade que muitas senhoras, como verdadei­ras santas de Deus têm sido ami­gas, conselheiras e ajudadoras evi­tando, com suas experiências, gra­ves problemas na casa de Deus! Graças a Deus por elas!



8. O   Manual   das   Viúvas - Deus é amigo das viúvas. As igre-jas devem cuidar "das que são verdadeiramente viúvas", I Tm 5.3-13; Dt 10.18; Sl 68.5; 146.9; Pv 15.25; Jr 49.11; At 6.1-7; Tg 1.27; I Tm 5.3.



9. O MANUAL DO OBREIRO: - Não se admite um verdadeiro obreiro sem que a Bíblia Sagrada seja uma prioridade em sua vida, Js 1.7,8.



O Obreiro deve ler a Bíblia diariamente, fazendo dela "o pão nosso de cada dia". Ele deve pesquisá-la mais que todos os compêndios seculares. Ela é a fonte principal de seu conhecimento e a base de suas mensagens. Os conselhos, a doutrina, as exortações e o ensino do Obreiro devem todos fundamentar-se na Palavra. Ele deve aceitá-la integralmente. Ele deve crer com perseverança no que ela afirma. O marechal Ferdinando Foch escreveu: "A Bíblia é com certeza o melhor preparo que se pode dar a um soldado que vai combater". E que dizer do Obreiro como soldado de Jesus Cristo? Tt 2.1; II Tm 4.2.



A recomendação de Deus sobre este assunto é abundante: Dt 6.6-9; SI 37.30,31; Is 59.21; Mt 12.35; Ef 4.29; Lc 11.28.



Ao prestar contas do seu ministério, Jesus orou ao Pai e disse: "Porque lhes dei as palavras que tu me deste..." Jo 17.8.



Que cada Obreiro hoje, possa dizer o mesmo.




IV - O MANUAL DA IGREJA:



Enquanto a Igreja estiver neste mundo, ela há de depender da Bíblia Sagrada, porque:



1. Ela é a base de nosso conhecimento, I Jo5.13.



2. Ela é a base de nossa iluminação, Sl 119.105.



3. Ela é a base do nosso consolo, I Ts 4.18.



4. Ela é a base de nossa vitalidade, Mt 4.4.



5. Ela é a base de nosso conhecimento, I Pe 2.2.



6. Ela é a base de nossa boa conduta, II Tm 3.16.



7. Ela é a base de nossa santificação, Sl 119.9.



8. Ela é a base de nossa sabedoria, I Co 1.18-24; Sl 19.7.



9. Ela é a base de nosso conforto, Rm 15.4.



10. Ela é a base de nossa vitória, Ef 6.17.



"A Bíblia é o Livro de todos os séculos, de todos os povos e de todas as idades". (César Cantu)




V - CONSELHO AOS VELHOS (Tt 2:2)



QUE SEJAM SÓBRIOS - Temperantes, moderados nos hábitos (I Ts 5:8; II Tm 4:5)



GRAVES - Respeitáveis, sérios no viver, honestos. Não quer dizer carrancudos ou grosseiros, tampouco que não devem conversar com ninguém, nem serem alegres e expansivos. Quer dizer, sim, que o homem adulto da Igreja deve manter-se na sua posição como verdadeiro cristão: não ser mexeriqueiro, boateiro, caçoador, anarquista, etc.



PRUDENTES - Sensatos, calmos na solução de quaisquer problemas, comedidos, cautelosos, discretos.



SÃOS NA FÉ - Uma fé pessoal sadia surge de um ensino bíblico são. O obreiro, de um modo geral, deve servir de modelo (II Tm 2:7 cf Tt 1:15). Ser sempre sincero, isto é, apresentar sua vida sem a cobertura da hipocrisia (Lc 6:42-45; 12:1).



SÃOS NA CARIDADE - Caridade é o amor em ação.



SÃOS NA PACIÊNCIA - São na paciência - ter uma resignação perfeita, o mesmo que exercer o ministério da piedade (I Tm 6:6-7 cf Hb 13:5).




VI - CONSELHOS ÀS MULHERES IDOSAS (Tt 2:3):



QUE SEJAM SÉRIAS NO SEU VIVER, COMO CONVÉM ÀS SANTAS - A designação de MULHERES IDOSAS = MAIS AMADURECIDAS; MAIS EXPERIENTES (I Tm 5:3-13). Além das prerrogativas como discriminadas aos velhos, devem viver uma vida de santidade. Uma vida santificada é uma vida separada para Deus e cheia do Espírito Santo (Lv 20:26; Ef 5:8 cf Jo 14:23; I Cor 6:19).



NÃO CALUNIADORAS - Levantar falso testemunho, aleivosa, desleal, traidora, pérfida, inventora de estórias, mexeriqueiras, etc (Pv 19:5, 9).



NÃO DADAS A MUITO VINHO - Escravizadas pelo vinho. Esta expressão é mais forte do que I Tm 3:11, dada a corrupção moral na ilha de Creta, significa BÊBADAS.



MESTRAS DO BEM - A mulher idosa deve servir de exemplo às mulheres novas, em todo o seu proceder como cristã. Paulo, aqui, está dando uma incumbência especial, que é de grande responsabilidade.




VII - SETE DEVERES OU OBRIGAÇÕES QUE AS MULHERES IDOSAS TERÃO DE ENSINAR ÀS MULHERES NOVAS (Tt 2:4-5)



A SEREM PRUDENTES - Cautelosas na realização de qualquer coisa (Pv 14:1; 19:14).



A AMAREM SEUS MARIDOS - O amor conjugal é a razão da felicidade no lar (Ct 8:7). Lar não é a casa onde reside a família, em se tratando de edifício. Lar é a união da família em amor. Pode a família morar debaixo de uma árvore, numa masmorra, ou em um esplêndido castelo. Havendo união e verdadeiro amor, aí está o lar, o doce lar. Isto muito depende da mulher.



A AMAREM SEUS FILHOS - (Sl 127:3) - Hoje, as mulheres não querem mais filhos: tomam drogas ou fazem abortos (que é o mesmo que matar). (Gn 33:5; 48:4-6; Dt 28:4). A mulher nova que procede como o mundo ensina, que contas vai dar a Deus por seus filhos perdidos? Temos na Bíblia vários exemplos de amor materno: O amor de Hagar por Ismael (Gn 21:16); Joquebede, a mãe de Moisés (Ex 2:3); Ana, a mãe de Samuel (I Sm 2:19); o amor de Rispa por seus filhos (II Sm 21:9-10); e o amor de Deus (Is 49:15).



A SEREM MODERADAS - Temperantes, não exageradas na disposição do lar e serem calmas nas soluções dos problemas da família (Rt 4:11).



CASTAS (de castidade) - Puras, virtuosas (Rt 12:4; Pv 12:4; 31:10)



SUJEITAS A SEUS MARIDOS - O marido é a cabeça da mulher e a mulher é o corpo; da mesma maneira como Cristo é a cabeça da Igreja e a Igreja o corpo (I Cor 12:27; Ef 5:23; Cl 1:18 cf Pv 25:24; I Tm 5:8; Pv 31:10-31).



BOAS DONAS DE CASA - Temos visto hoje mulheres idosas deixarem as suas obrigações e aconselharem as mulheres novas a fazerem o contrário deste ensinamento da Palavra de Deus. Deus não fez uma criação diferente, mas formou a mulher de uma costela do homem e pronunciou uma sentença (Gn 2:22-24 cf Ef 5:22; I Tm 2:13-15; I Pe 3:1-6).




VIII - CONSELHOS À MOCIDADE (II Tm 2:6-8)



A mocidade é o termômetro da Igreja; quando a mocidade está enferma, fria ou atingida por algo contrário à vontade de Deus, toda a Igreja se ressente no mesmo mal. Caso contrário, quando a mocidade está viva, sadia ou em plena atividade espiritual em tudo o que lhe diz respeito, também toda a Igreja vive a mesma bênção (I Jo 2:14).



A QUE SEJAM MODERADOS - Temperantes em tudo. A Bíblia ensina que é má a busca de prazeres mundanos e que seus resultados são: pobreza (Pv 21:17); segurança falsa (Is 47:8-9); esterilidade espiritual (Lc 8:14); presunção (Lc 12:19); morte espiritual (I Tm 5:6); desejo de orgia incessante (II Pe 2:13).



DEVERES ESPECIAIS NA FAMÍLIA - Obedecer a Deus (Dt 30:20); temer a Deus (Pv 24:30); lembrar-se de Deus (Ec 12:1); dar ouvidos à instrução paterna (Pv 1:8-9); honrar a seus pais (Ex 20:12; Hb 12:9); respeitar e cuidar de seus pais (I Tm 5:4); honrar os idosos (Lv 19:32); obedecer a seus pais (Pv 6:20; Ef 6:1); não imitar os maus pais (Ez 20:18-19).




XI - CONSELHOS AOS MINISTROS:



EM TUDO TE DÁ POR EXEMPLO DE BOAS OBRAS; NA DOUTRINA MOSTRAR INCORRUPÇÃO, GRAVIDADE, SINCERIDADE - Paulo exige de Tito, como jovem ministro que era, ser o exemplo em tudo, provando com os seus feitos (obras) as palavras que pregava e vivendo a doutrina que ensinava. Sim, o ministro deve viver o que ensina, mostrar a todos, crentes ou não, incorrupção e pureza na doutrina, com toda perseverança (At 2:42).



LINGUAGEM SÃ E IRREPREENSÍVEL, PARA QUE O ADVERSÁRIO SE ENVERGONHE NÃO TENDO NENHUM MAL QUE DIZER DE NÓS - Devemos ter cuidado com o linguajar. Não devemos soltar palavras ociosas e muitas vezes ofensivas à moral. (Ef 4:29; Mt 12:36; Cl 4:5-6).




X - CONSELHOS AOS EMPREGADOS (II Tm 2:9-10)



SUJEITEM-SE A SEUS SENHORES - Servos não se refere somente aos escravos; todos os que servem a alguém são servos desse alguém. Um bom empregado, seja um serviçal (braçal) ou que venha exercer um função de destaque, sempre é um bom servo. Auxiliar ou cooperador, no escritório, na fábrica, na construção e em qualquer trabalho, público ou particular, todos os que trabalham ali são servos naquele serviço, e tem senhores ou superiores (Fm ).



EM TUDO AGRADEM, NÃO CONTRADIZENDO - Nada é demais ser servo agradável. O contradizente é um rebelde, um inconformado. Contradizer é murmurar e os murmuradores estão incluídos em Jd 16 e Rm 1:30. Até Deus lutou contra os contradizentes (Is 62:1-3; Rm 10:21 cf Mt 5:37).



NÃO DEFRAUDANDO, ANTES MOSTRANDO TODA BOA LEALDADE, PARA QUE SEJAM ORNAMENTO DA DOUTRINA DE DEUS, NOSSO SENHOR - Defraudar é roubar às escondias ou à mão armada. ROUBADOR ou FRAUDULENTO é o que rouba iludindo a boa fé do próximo, é um vigarista, caloteiro, etc., o qual, aproveitando-se do que lhe vem às mãos, rouba (Ex 23:1-9; Lv 19:11; Lc 3:14; 19:7-8 cf I Cor 6:10).




XI - CONSIDERAÇÕES FINAIS:



(Jo 16:7) - O ministério do aconselhamento pertence ao Espírito Santo. Sem Ele não há aconselhamento eficaz. Jesus Cristo, o Maravilhoso Conselheiro, enviou-nos o Espírito Santo para substitui-Lo no aconselhamento das nossas necessidades. O Espírito de Deus, por meio da palavra do Senhor, e pela instrumentalidade dos pastores e conselheiros cristãos, ministra conforto e mudanças no coração do aflito.



A Igreja local manifesta e evidencia a presença do Espírito Santo em seu meio, através do ministério eficaz do aconselhamento.





FONTES DE PESQUISA E CONSULTA:

Lições Bíblicas Maturidade Cristã - 3º Trimestre de 1991 - CPAD - Comentarista: Adilson Faria Soares

Lições Bíblicas - 2º Trimestre de 1996 - CPAD - Comentarista: Valdir Bícego 

Introdução e Comentário à Carta à Tito - CPAD - Armando Chaves Cohen

Revista Educação Cristã - Vol. IX - SOCEP - Sociedade Cristã Evangélica de Publicações Ltda

2 comentários:

helimar silva disse...

gostei muito dos seus esboços ,me ajudou muito naquilo que eu estava precisando aprender .que deus continue te espirando e dando sabedoria para que você continue ajudando muitas pessoas como eu que não tenho muita sabedoria par me expressar dessa forma dentro da palavra de Deus.peço a deus que lhe ajude em tudo aquilo que você precisa e em todas as áreas da sua vida.

tiago calado disse...

MAIS UMA VEZ ME ALEGRO NO SENHOR,NOSSO DEUS QUE ESTAR SEMPRE LHE CAPACITANDO,TRAZENDO SEMPRE UMA EXPLANAÇÃO AVALISADA DA PALAVRA DE DEUS,O QUE TEM NOS EDIFICADO NO CAMINHO,RUMO AO CONHECIMENTO E O VERDADEIRO EVANGELHO DAS BOAS NOVAS.QUE NOSSO DEUS ESTEJA SEMPRE COM SUA PESSOA,AUMENTANDO SUA FÉ E TRAZENDO SUBSÍDIOS PARA NOSSO DELEITO ESPIRITUAL.
TENHA CERTEZA DA SUA RESTAURAÇÃO TOTAL DE SUA SAÚDE E QUE MUITOS CONSELHOS SEUS,COM BASE NO CONHECIMENTO BÍBLICO E A INTIMIDADE COM DEUS,ORIENTADO PELO ESPIRITO SANTO,TEREMOS MUITAS LIÇÕES A APRENDER,ESTAMOS SEMPRE LHE APRESENTADO A DEUS,PARA QUE ELE NA SUA INFINITA MISERICÓRDIA DERRAME SUAS BÊNÇÃOS SOBRE SUA VIDA,FAMÍLIA E MINISTÉRIO.FICA NA PAZ, E É SEMPRE BOM VER SUAS ANÁLISES DOMINICAIS DA EBDPT.ATÉ O PRÓXIMA MEU PASTOR E IRMÃO EM CRISTO,
GERALDO CARNEIRO FILHO,DEUS É CONTIGO.