Loading...

COMENTE

Caro Leitor,

Caso queira, na parte final de cada um dos Subsídios, você tem a liberdade de fazer seu comentário. É só clicar na palavra "comentários" e digitar o seu. Não é preciso se identificar. Para isto, após o comentário, click em "anônimo" e pronto. Que Deus continue abençoando sua vida, em nome de Jesus.







12 de nov de 2013

4º TRIMESTRE DE 2013 - LIÇÃO Nº 07 - 17.11.2013 - "CONTRAPONDO A ARROGÂNCIA COM A HUMILDADE"

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ
LIÇÃO Nº 07- DATA: 17/11/2013
TÍTULO: “CONTRAPONDO A ARROGÂNCIA COM A HUMILDADE”
TEXTO ÁUREO – Pv 16.18
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Pv 8.13-21

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO
e-mail: geluew@yahoo.com.br
blog: http://pastorgeraldocarneirofilho.blogspot.com/









I – INTRODUÇÃO:


 Is 55.3 cf Fp 2.9 – A exaltação e a busca pelo poder tem levado muitos à queda, pois, ao desejarem ser mais que os outros, perdem a noção da humildade, prudência e sabedoria, as quais só os de espírito sereno e desprendido conseguem absorver.


As belas páginas da Bíblia Sagrada nos inspiram a seguir o exemplo de Jesus que, ao se tornar o mais indigno entre os homens, Deus O exaltou soberanamente.



II - CONCEITO BÍBLICO DE HU­MILDADE:


(1) - HUMILDADE NÃO É ESTULTICE – Os primitivos inimigos do Cristianismo, principalmente aqueles que compunham as classes mais cultas, com frequência confundiam a humildade com a estultice. Deste modo, os desenhistas da época pintavam os cristãos como sendo alguém com corpo de gente, cabeça de asno e com um livro na mão.


(2) - HUMILDADE NÃO É COVARDIA - No mundo de hoje são muitas as pessoas prontas a desafiar a Deus e a desprezar os Seus escolhidos. Dentre os inimigos do Evangelho destacam-se aqueles que conceituam a humildade bíblica como simples medo de batalhar as verdadeiras batalhas da vida. Noutras palavras, segundo eles, a alegada virtude chamada humildade, nada mais é do que covardia.


(3) - HUMILDADE É AUSÊNCIA DE SOBERBA - A soberba ou exaltação é o oposto da humildade e da submis­são. O humilde de espírito é alguém que apesar de ser, ter e saber algu­ma coisa, despojado da arrogância, vive como se não fosse, não tivesse e nem soubesse o que é, tem e sabe. Nisto, Cristo é o nosso modelo per­feito. Ele é Deus, mas na sua identificação com a humanidade caída, agia como sendo um de nós. Ele humilhou-se a si mesmo, assumindo a forma de servo, "fazendo-se semelhante aos homens", para fazer-nos semelhantes a Ele – Fp 2.6-7.



(4) - A HUMILDADE E O REINO DE DEUS - A importância fundamental da humildade, consiste no fato de ser ela condição indispensável, prio­ritária mesmo, para aqueles que as­piram ingressar no reino de Deus. Tudo quanto diz respeito ao reino de Deus é humilde. A humildade é qualidade inseparável do Rei, do Reino e dos súditos do Reino – Mt 5.3; 21.5;  Lc 17.20.




III - APRENDENDO A HUMIL­DADE:


(1) - DESEJEMOS SER HUMILDES - Para desejarmos algo é necessário que primeiro nos conscientizemos de que nos falta alguma coisa e, em segundo lugar, estejamos prontos para pagar o preço de conquistá-la. O mesmo acontece quando nos dispomos a conquistar um espírito hu­milde e compassivo.


É parte da natureza humana não atentar para o direito alheio, mas fazer das pessoas vítimas dos seus caprichos. Deste modo não im­porta quem esteja por baixo, desde que seja eu quem esteja por cima. O nosso ego se sente gratificado com a violação do direito dos outros. A simples descoberta dessa triste rea­lidade não nos faz humildes. Temos de permitir que o Espírito Santo instigue em nós a piedade de Cristo e nos faça parecidos com Ele mesmo.


(2) - APRENDAMOS DE JESUS – Mt 11.29 - Havia profunda diferença entre Je­sus c os mestres de seus dias. Jesus os censurou severamente, posto que ensinavam o que não eram, nem faziam - Lc 11.46


Quanto a Jesus, era diferente. Ele podia ensinar a mansidão e a humil­dade, porque era manso e humilde de coração. Notemos que Jesus diz: "Aprendei de mim, que sou..."


(3) - DEMONSTREMOS O QUE APREN­DEMOS - O testemunho cristão pode ser assimilado e comunicado como uma sucessão de influência.


II Tm 2.1-2 - Notemos o que o apóstolo Paulo diz a Timóteo para ensinar a outros, e esses outros deveriam repassar o ensinamento para outros.



IV - BÊNÇÃOS DECORRENTES DA HUMILDADE:


Mt 5:3 - Os humildes ou pobres de espírito são os que, em vez de reagir quando o ‘EU’ é ofendido, ocupam-se mais com a honra do Rei.


Tg 4.6-11 - Tiago chama os seus leitores a uma atitude de humildade, mostrando-nos as bênçãos decorrentes desse estado de alma:


(1ª) - MULTIPLICADA GRAÇA DE DEUS (Tg 4:6) - Só à medida em que nos esvaziamos de nós mesmos, é que a graça de Deus vai achando espaço para operar em nós. Deus promete renovada graça àqueles que primam por viver vida simples (Mt 10:16).


(2ª) - VITÓRIA SOBRE SATANÁS (Tg 4:7) - Não é o crente quem tem que fugir do diabo; é ao contrário. A promessa que temos na Bíblia é a de que, submetendo-nos ao governo de Deus, termos forças para resistir ao Diabo e vê-lo bater em retirada.


(3ª) - MAIOR COMUNHÃO COM DEUS (Tg 4:8) - A humildade tem a possibilidade de estreitar os laços da nossa comunhão com Deus, pois Ele tem um lugar para abrigar aquele que se compraz em obedecê-Lo.


(4ª) - SENSIBILIDADE ESPIRITUAL (Tg 4:9) - Só os realmente humildes de espírito são capazes de sentir, lamentar e chorar as suas misérias. Só eles possuem sensibilidade espiritual de notar a crise espiritual que avassala o mundo e a necessidade duma nova visitação de Deus à Igreja, hoje.


(5ª) - ZELO PELA REPUTAÇÃO ALHEIA (Tg 4:11) - Falar mal do semelhante é sinal de desamor e prova de presunção; é querer dar a impressão de ser melhor do que a pessoa de quem se maldiz. O crente realmente humilde é alguém que valoriza e zela pela reputação do seu irmão.



V – O CONTRASTE ENTRE A EXALTAÇÃO E A HUMILDADE:


Lc 14.11 - Temos aqui uma declaração magistral do Senhor Jesus. Na verdade, é uma sentença ditada por aquele que pode exaltar e abater a quem deseja – I Sm 2.7.


(1) – É MELHOR SER HUMILDE – Por causa do pecado, que passou a todos os homens, o ser humano possui a tendência natural para a exaltação. No entanto, somos novas criaturas: o velho comportamento foi deixado para trás.


A Bíblia nos ensina bastante sobre a vantagem de sermos humildes. Anotemos algumas delas:


(A) – OS HUMILDES SÃO EXALTADOS – Lc 14.11b – A Palavra do Senhor tem exemplos maravilhosos de pessoas que foram humilhadas e, depois, ocuparam lugares de destaque.


(A.1) – José foi vendido como escravo pelos irmãos a estrangeiros. Depois, tornou-se governador do Egito e seus familiares ajoelharam-se aos seus pés.


(A.2) – Davi vivia no campo com as ovelhas, mas depois foi feito por Deus rei de Israel.


(B) – DEUS OUVE OS HUMILDES – Sl 10.17 – Alguém disse que Deus nos escuta pela oração, mas nos responde através de nossa humildade. Muitos não são atendidos por causa do orgulho que os domina.


(C) – DEUS DÁ GRAÇA AOS HUMILDES – I Pe 5.5 – É coisa boa ter a graça de Deus; é melhor que a vida – Sl 63.3.


(D) – JESUS ENSINA AOS HUMILDES – Mt 11.29 – É maravilhoso ser aluno de Jesus. Se desejamos fazer parte dessa escola, precisamos passar no vestibular da humildade.


(2) – AS DESVANTAGENS DA EXALTAÇÃO – A Bíblia nos mostra que só há desvantagens para os que optam pelo comportamento exaltado e soberbo. Vejamos:


(A) – O EXALTADO É HUMILHADO – Lc 14.11 – Jesus advertiu para a vergonha causada por ser estar no primeiro lugar e ser convidado diante dos outros, a tomar o derradeiro. A vida mostra experiências assim.


Um jovem vivia a criticar os pregadores e anotava os erros de pronúncia, de concordância, etc e dizia: - “Estes pregadores nem sabem falar. Se eu fosse pregar, faria melhor do que eles”.


Um dia, o pastor, sabedor do desejo do moço, concedeu-lhe a oportunidade para dar uma palavra. O rapaz subiu ao púlpito com um sorriso de exaltação. Abriu a bíblia, mas não encontrou o texto que desejava. Ficou suado, nervoso, embaraçado. Pediu desculpas, e desceu cabisbaixo. Um velho irmão o chamou e disse àquele jovem: - “Se você tivesse subido no púlpito da forma como desceu (humilde), teria descido da forma como você subiu (exaltado)”. Foi uma grande lição!


(B) – DEUS RESISTE AOS SOBERBOS – I Pe 5.5 – O Senhor não abre espaço para os exaltados. Diante dEle os soberbos não tem vez – Sl 94.2; 139.6b.


Ex 12.29-33 – O orgulhoso Faraó não permitia que o povo de Israel saísse do seu país. A mão de Deus tornou-se cada vez mais pesada sobre ele, até que o cruel soberano desistiu de lutar contra o Senhor dos Exércitos.


At 9.4-5 – Saulo de Tarso experimentou a resistência de Jesus no caminho de Damasco.



VI - CONSIDERAÇÕES FINAIS:


Lc 14.7 – Jesus reparou como os convidados escolhiam os primeiros assentos. Segundo os estudiosos dos costumes orientais era comum a disputa por lugares o mais próximo possível do anfitrião (o dono da casa). É natureza humana com suas vaidades!


E nós, servos de Deus, que lugares devemos buscar?


Certamente, o melhor é buscarmos o “lugar de servos”, pois é o mais importante, glorioso e o menos procurado.


Não nos esqueçamos: JESUS ESTÁ NOS REPARANDO.


FONTES DE CONSULTA:
Lições Bíblicas - CPAD - 1º Trimestre de 1987 - Comentário: Raimundo F. de Oliveira

Lições Bíblicas – CPAD – 4º Trimestre de 1994 – Comentário: Elinaldo Renovato de Lima.

4 comentários:

Arlindo disse...

uma contribuição como essa é sempre edificante para os os que as valoriza DEUS TE ABENÇOE SEMPRE.

flavio jorge disse...

flavio disse, verdadeiramente devemos aplicar esses conhecimentos em nossas vidas...

TIAGO CALADO disse...

DESDE QUANDO DESCOBRIR SEU ENDEREÇO,NÃO PERCO UM COMENTÁRIO,AVALIZADO,PELA BÍBLIA SAGRADA,O DESSA SEMANA, ME TOCOU MUITO O PARÁGRAFO,"ZELAR PELA REPUTAÇÃO ALHEIA,QUE DEUS CONTINUE TE ABENÇÕANDO.

GERALDO CARNEIRO FILHO disse...

Prezados irmãos em Cristo. A paz do Senhor.

Louvamos a Deus pela vida dos irmãos que de maneira simples e direta postaram os seus comentários aqui.

Que o nosso Senhor também continue abençoando grandemente a vida de todos, em nome de Jesus.

PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO